quinta-feira, 19 de julho de 2018

ESPETÁCULO "AUÊ" ABRE O 28º FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS, NESTA QUINTA (19)

Espetáculo Auê
Foto: Sarau Agência/Divulgação)
A abertura oficial será às 19h, no Teatro Luiz Souto Dourado, com a apresentação do espetáculo Auê, da companhia teatral carioca Barca dos Corações Partidos. Vencedor do Prêmio Shell 2016 (na categoria de “melhor direção”), Auê une dança, performance, música e teatro.

Até o dia 28 de julho, Garanhuns verá mais de 500 atrações se apresentarem em 21 polos. Música, teatro, literatura, dança, circo, artesanato, fotografia e diversas linguagens artísticas tomarão conta de cada espaço da cidade. 

Samba de roda, maracatu, coco, ijexá, rock, baião, valsa. Um caldeirão sonoro conduz o espetáculo, com 21 canções compostas pelos integrantes da trupe, ao longo de suas excursões Brasil afora. Os oito atores em cena também tocam os instrumentos.

A direção é de Duda Maia e os arranjos das músicas apresentadas ao longo de Auê são de Alfredo Del-Penho e Beto Lemos.

ESCRITOR RENATO SIQUEIRA ASSUME COORDENAÇÃO DA CÂMARA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO CULTURAL NO AGRESTE MERIDIONAL

Renato Siqueira e João
Marques dos Santos
A Câmara Brasileira de Desenvolvimento Cultural é uma ampla articulação de parceiros, animadores e produtores culturais cujo objetivo, além de certificar empreendimentos e oferecer assessoramento especializado, é realizar projetos culturais e apoiar autores, contribuindo para o aperfeiçoamento e a difusão da cultura, com ênfase na arte literária. 

Assessorada por um Conselho Nacional integrado por personalidades conhecidas e reconhecidas no mundo cultural – Alexandre Santos, Waldênio Porto, Melchíades Montenegro, Ricardo Bezerra, Francisco Nóbrega, Ney Perracini e Sônia Freire –, e animada por uma produção executiva de alto nível, a Câmara Brasileira de Desenvolvimento Cultural exerce a atividade através de sete grandes núcleos setoriais: Edições Moinho, Núcleo de Eventos, Vitrine Promoção Cultural, Escola de Formação, Banca de Elaboração de Projetos, Agência Gutenberg de Certificação e a Cult Turismo Cultural.

A Câmara Brasileira de Desenvolvimento Cultural, e uma entidade parceira da União Brasileira de Escritores -  UBE.  

OS ARTISTAS E O FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS

A simpatia de Fafá de Belém no 23º FIG

Por Roberto Almeida

Muitos dos medalhões da MPB que vieram a Garanhuns, no período do Festival de Inverno, nunca tinham sequer ouvido falar da cidade. Alguns, como Fagner, imaginaram que vinham para cantar em alguma exposição de animais. O cantor cearense, que é de um terra muito mais seca do que  a nossa Suíça Pernambucana, confessou ter perguntado a Emílio Santiago como era a cidade e ficou tranquilo quando recebeu ótimas informações. Naturalmente, depois de se apresentar na terra da garoa, as impressões do cantor de "Coração Alado" mudaram um pouco.

A maioria dos artistas que vieram ao FIG, segundo informações obtidas com o pessoal da organização do evento, se mostrou encantada com Garanhuns. Guilherme Arantes, que chegou à Suíça Pernambucana sem ideia do que iria encontrar, foi levado de cara ao Monte Sinai, no bairro de Heliópolis. Estava um dia de inverno daqueles, com muito frio e a garoa caindo em todos os pontos de Garanhuns. O artista ficou "bestificado" e disse que se não estivesse ali, presenciado aquele espetáculo da natureza, numa cidade do interior de Pernambuco, não acreditaria.

Quem também gostou bastante da cidade foi Marina Silva. A cantora, inclusive, precisou fazer compras numa loja da Avenida Rui Barbosa por ter esquecido uma mala, na viagem para Garanhuns. Andou pela rua normalmente, chamando a atenção pelo porte atlético e por suas roupas  de artista. Muitos olhavam admirados e chegam a duvidar que se tratava de Marina Silva.

Zeca Baleiro, que cantou em Garanhuns logo depois de Gal Costa gravar "Vapor Barato", confessou depois a simpatia pela cidade. Algum tempo depois, o artista voltou para fazer um show no Centro Cultural, apresentando seu terceiro CD, e lembrou com detalhes da apresentação durante o FIG. A chuva fina que caía e o entusiasmo da  memória.

Muitas das estrelas que passaram pelo município, na grande festa de julho, se revelaram extremamente simples e simpáticas. Os já citados Fagner, Guilherme Arantes, Chico César, Zeca Baleiro, Elba Ramalho, Martinho e outros deixaram maravilhados os que  tiveram oportunidade de chegar perto deles.

Zé Ramalho, quem diria, com seu jeitão de cantador sertanejo igualmente é cheio de exigências. Os que trabalham na infraestrutura do FIG tiveram de rodar na cidade, restaurante a restaurante, para achar uísque 12 anos, que não podia faltar de jeito nenhum para o autor de "Chão de Giz".

Fafá de Belém mostrou aqui a simpatia que desfila por todo o Brasil, Milton Nascimento foi tímido, Joana foi considerada pelos que tiveram contato com ela como "um doce" e Jorge Benjour, que agradou com seu gingado, saiu falando bem da cidade, onde deu uma retomada em sua carreira, depois de estar meio esquecido.

O Festival de Inverno, por sinal, tem essa marca: alguns vêm a Garanhuns quando estão dando um novo impulso ao seu trabalho, outros apenas passam por aqui confirmando o prestígio de que desfrutam no Brasil e depois desponta nacional e internacionalmente.

Lenine, Chico César e Zeca Baleiro são três bons exemplos de artistas que apenas prometiam, estiveram em Garanhuns quando ainda lançavam seus primeiros discos e hoje são nomes conhecidos no País inteiro, com sucesso de  crítica e de público. Não estamos dizendo que ficaram famosos por conta do festival; não podemos, contudo, deixar de registrar que os organizadores do FIG têm essa sensibilidade, de investir não apenas em quem já está consagrado, mas também em quem tem talento e poderá render no campo da MPB.

O Festival de Inverno de Garanhuns, portanto, é um evento cultural importante não apenas para a cidade. Extrapola as fronteiras do município e do estado, avançando a cada ano, com possibilidades de conquistar fama até mesmo nas regiões Sul e Sudeste do País. Afinal de contas, quando um artista desses passa pela terra da garoa, chega em outros centros ou vai a uma emissora de TV nacional, fazendo uma referência da nossa festa, sinaliza   para maiores horizontes, dando a Suíça Pernambucana a dimensão de  um centro que tem a sua importância, seja devido ao clima, ao  seu povo, ao potencial de cultura ou a capacidade de abrigar um evento do porte do FIG.

Fonte: Livro "Um Repórter na Cidade das Flores" do jornalista e escritor Roberto Almeida - 2001  

NOVOS VALORES PARA LICITAÇÃO COMEÇAM NESTA QUINTA-FEIRA (19)

Entra em vigor nesta quinta-feira (19) o Decreto nº 9.412/2018 que altera todos os preços das modalidades de licitação no Brasil. Além da correção da inflação, um dos objetivos do decreto é melhorar a eficiência das compras governamentais, por meio da expansão dos limites legais de dispensa de licitação.

Os valores de dispensa para compras diretas, sem licitação, não eram atualizados desde 1998 – até R$ 15 mil para obras e serviços de engenharia e R$ 8 mil para os demais bens e serviços comuns. O decreto trouxe a correção de 120% nesses limites, elevando-os para R$ 33 mil e R$ 17,6 mil, respectivamente. Os valores alterados na Lei nº 8.666/1993 foram reajustados em 120%, que correspondem à metade do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado de maio de 1998 a março de 2018.

O Decreto se aplica a todos os órgãos da Federação (União, Estados, Distrito Federal e municípios), uma vez que cabe à União, exclusivamente, legislar sobre normas gerais de licitação e contratação. Ele atualiza os valores limite de três modalidades de licitação – convite, tomada de preços e concorrência.

Confira os valores estabelecidos com a atualização: para obras e serviços de engenharia na modalidade o convite é até R$ 330 mil; tomada de preços R$ 3,3 milhões e concorrência acima de R$ 3,3 milhões. Compras e serviços na modalidade até R$ 176 mil; tomada de preços até R$ 1,43 milhão e concorrência acima de R$ 1,43 milhão.

Folha de Pernambuco

quarta-feira, 18 de julho de 2018

BARROS LIVROS E REVISTAS (SEBO) - O MAIOR ACERVO DO INTERIOR DE PERNAMBUCO

Rua Severiano Peixoto, 78 - Centro
 Garanhuns - PE
Barros Livros e Revistas está no mercado há 12 anos, sempre buscando livros de qualidade e em bom estado de conservação para seus clientes.

Trabalhamos com todos os tipos de livros: universitários, psicologia, economia, artes, entre outros. Contamos com uma grande variedade de Revistas e Gibis. Livros novos, seminovos e usados.

Como forma de apoio aos artistas de nossa terra, estamos expondo e comercializando Telas do Pintor garanhuense Fernando Luiz. 

Aguardamos sua visita! 

Aceitamos todos os cartões

Contato: (87) 9 9999 - 5030
               (87) 9 8152 - 2225 - WhatsApp

Curta nossa página no Facebook:

https://www.facebook.com/barroslivros.usados.9


Tela do Pintor Fernando Luiz

NOVOS PATRIMÔNIOS VIVOS DE PERNAMBUCO

Mestre Gonzaga de Garanhuns novo Patrimônio
Vivo de Pernambuco
Créditos da foto:
 Fer Veríssimo/Fundarpe/Secult-PE
Seis novos Patrimônios Vivos foram eleitos nesta quarta-feira, 18 de julho, por meio do 13º Concurso do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco. São eles: Gonzaga de Garanhuns (reisado), Mestre Zé de Bibi (cavalo marinho), Cavalo-Marinho Estrela de Ouro (cavalo marinho), Cristina Andrade (ciranda, pastoril, urso), Banda Musical Saboeira (banda filarmônica), e Casa de Xambá (organização religiosa). A eleição dos mestres e dos grupos aconteceu na sede do Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural (CEPPC), e, com os novos eleitos, Pernambuco agora conta com 57 titulados.

PLEITO - A eleição dos Patrimônios Vivos é composta por várias etapas. Após o período de inscrição, os candidatos passam pela fase de análise documental. Uma vez habilitados, os nome dos inscritos seguem para a Comissão de Análise, que analisa se as candidaturas cumprem os critérios estabelecidos na Lei 12.196/2002 (Registro do Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco), como relevância cultural e transmissão de saberes. Nessa edição, 59 mestres e mestras da cultura pernambucana defenderam suas candidaturas em uma série de audiências públicas promovidas pelo CEPPC (órgão responsável pela outorga do título), no antigo Plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco.

A titulação será entregue no próximo dia 17/8 (Dia Nacional do Patrimônio Histórico), durante a 11ª Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco.

Gonzaga de Garanhuns

No ano que completará 75 anos, Seu Gonzaga de Garanhuns torna-se Patrimônio Vivo de Pernambuco, como um dos ícones do Reisado e da literatura de cordel. Na primeira expressão, que atua desde sua infância, vem ativamente participando do processo de apropriação, difusão e transmissão de saberes, por ininterruptos 63 anos de atividades. Na produção literária atua desde a década de 1970, quando lançou seu primeiro cordel, intitulado “Lampião em Serrinha” (1973). Também é autor e referência de obras sobre a cultura da cidade de Garanhuns. É membro da Academia de Letras do município e reconhecido e premiado mestre do Reisado pernambucano.

NATANAEL VASCONCELOS É CONFIRMADO COMO NOVO PRESIDENTE DA UBE GARANHUNS


Natanael de Vasconcelos Silva
Foi confirmado hoje pela executiva nacional da União Brasileira de Escritores - UBE, o nome de Natanael de Vasconcelos Silva, para presidir o Núcleo UBE-Garanhuns. A posse será no início de agosto próximo para um mandato de dois anos.

Natanael de Vasconcelos Silva é contabilista, natural do município de Brejão – Pernambuco, filho de Arcelino Francisco da Silva, de saudosa memória, e de Maria Valdenice de Vasconcelos Silva. É casado com a senhora Quitéria Gomes da Silva e tem cinco filhos. Ivaniel Richardson, Erackton Chateaubriand, Natanael Charleckson, Úrsula Nícia e Vitória Maria.  

RENATO SIQUEIRA DEIXA SUA MARCA

Foi visível a grande atuação da UBE-Garanhuns desde a sua fundação. O núcleo teve uma grande atuação em movimentos literários e culturais com a participação de escritores do município de Garanhuns e região.

José Renato Siqueira deixa sua marca em seus dois anos em que esteve à frente da UBE-Garanhuns. Grandes eventos tiveram a participação de nossos escritores: FLIPO 2016 em Porto de Galinhas;  Fenelivro em Olinda; FLIPO 2017;  Bienal do Livro do Agreste em Garanhuns (3ª edição); Festival de Inverno 2017,  Praça da Palavra; Feira de Livro na cidade de Moreno; Flipontal em Maceió; Fenelivro em Olinda; II Portugal em Cena, no município de Barra de São Miguel (AL);  Bienal de Pernambuco; Projeto Artes na Estação em Garanhuns e a participação no Projeto Memórias de Garanhuns; 

Natanael de Vasconcelos Silva 

Formação Acadêmica:

Estudou o curso primária com sua mãe senhora Maria Valdenice, o curso ginasial no Ginásio Industrial de Brejão, cursando, em seguida, o segundo grau no Colégio Diocesano de Garanhuns.

É Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito de Garanhuns - FDG e titular da conceituada empresa Navasil Consultoria e Assessoria Técnica.

Pós-graduado em gestão pública pela Autarquia de Ensino Superior de Garanhuns – AESGA.

Técnico em contabilidade com especialidade na área pública, com atuação a mais de quarenta anos, obtendo elevados índices de aprovação dos trabalhos realizados, e conseguindo, no meio, notoriedade pelos serviços executados e orientações dadas ao longo do tempo de serviço.

Tem os seguinte cursos:

Curso de Controladoria pela Faculdade das Ciências da Administração de Garanhuns.

Curso de Administração Pública Municipal, pelo Tribunal de Contas da União.

Curso de Orçamento Programa, pela Fundação de Desenvolvimento Municipal do Interior de Pernambuco.

Curso de Administração de Pequenas e Médias Empresas, pela escola A Thomson Campany.

Curso de Contabilidade e Demonstrações Financeiras, pela escola A Thomson Campany. 

Curso de Conabilidade nas Atividades Imobiliárias, pela escola A Thomson Campany.

Curso de Elaboração do Orçamento Municipal, pela ENSUR – Escola Nacional de Serviços Urbanos, Rio de Janeiro.

Cursos de Contabilidade Introdutória e Intermediária, pela ENSUR – Escola Nacional de Serviços Urbanos, Rio de Janeiro.

Curso de Lei de Responsabilidade Fiscal, pela Escola de Contas Públicas Professor Barreto Guimarães do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco

Curso de Contabilidade Previdenciária, pela ESAD – Escola de Administração de Brasília.

Curso de Aposentadorias e Pensões, pela ESAD – Escola de Administração de Brasília.

É membro da Associação dos Contabilistas e Orçamentistas Públicos do Estado de São Paulo – ACOPESP.

É membro ativo do Lions Club International pelo Lions Clube de Garanhuns.

Membro da UBE – União Brasileira de Escritores

É membro do seleto grupo de amigos do Batalhão do 71º BI - Batalhão de Infantaria Motorizado com sede em Garanhuns.

É DETENTOR DOS SEGUINTES TÍTULOS E MENÇÕES HONROSAS:

Cidadão Honorário do Município de Calçado – PE.
Cidadão Honorário do Município de Bom Conselho – PE.
Cidadão Honorário do Município de Águas Belas – PE.
Cidadão Honorário do Município de Lajedo – PE.
Cidadão Honorário do Município de Iati – PE.
Medalha do Mérito do Município de Caetés – PE.
Medalha do Mérito Profissional do Município de Bom Conselho - PE.
Menção honrosa do Município de Bom Conselho e menção honrosa do Município de Lajedo, pela colaboração na elaboração das suas Leis Orgânicas.

LIVRO PUBLICADO

A TRANSIÇÃO E O INÍCIO DO MANDATO DE PREFEITO
Editora Primeira Mão – 2016.

ATIVIDADES SOCIAIS

Presidente do Lions Clube de Garanhuns
Períodos: 1º de julho 2011 a 30 de junho 2012
                1º de julho 2014 a 30 de junho 2015
                1º de Julho 2015 a 30 de junho 2016

ATIVIDADES CULTURAIS

Poeta e Compositor

FPM: SEGUNDO REPASSE DO MÊS VEM COM AUMENTO DE 28,42%

O 2º decêndio do mês de julho referente ao recurso do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) será de cerca de R$ 732 milhões, com o desconto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O valor, que somado ao Fundo chega a R$ 915 milhões, será depositado nas contas das prefeituras na próxima sexta-feira, 20 de julho.

Sem considerar os efeitos da inflação, o 2º decêndio de julho de 2018, comparado com mesmo decêndio de 2017, apresentou um crescimento de 28,42%. Os números calculados pela área de Estudos Técnicos da Confederação Nacional de Municípios (CNM) levam em consideração os dados da Secretária do Tesouro Nacional (STN).

Por outro lado, quando o valor do repasse é deflacionado e comparado ao mesmo período de 2017, o aumento é de 23,31%, levando-se em conta a inflação do período. Esse valor é explicado pelo acumulado da inflação nos últimos 12 meses, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que está em 4,39%.

De acordo com os Estudos Técnicos da CNM, no acumulado do ano, verifica-se que o valor total do FPM vem apresentando um crescimento positivo. O total repassado aos Municípios no período de janeiro até o 2º decêndio de julho de 2018, apresenta um crescimento de 8,93% em termos nominais em relação ao mesmo período de 2017.

Ao considerar o comportamento da inflação, observa-se que o FPM acumulado do ano de 2018 aumentou 5,62% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Veja o levantamento completo aqui

CNM

FIG 2018: DIVERSIDADE E LIBERDADE CRIATIVA NORTEIAM A PROGRAMAÇÃO DE ARTES VISUAIS

Performance ‘Bombril’, da artista mineira Priscila
Rezende, é uma das atrações do FIG e traz uma
 reflexão sobre a piada depreciativa feita com
 os cabelos negros

Por Marcus Iglesias

Seja através dos materiais escolhidos ou até dentro do processo da liberdade criativa, a programação de Artes Visuais do 28º Festival de Inverno de Garanhuns dialoga diretamente com a diversidade de ideias. Este ano, a Galeria Galpão irá reunir, de 21 a 28 de julho, cinco atrações que trazem importantes debates sobre a arte contemporânea, através de performances, instalações ou exposições.

De acordo com Márcio Almeida, coordenador de Artes Visuais do Festival, “nos cinco selecionados para a grade artística a gente consegue perceber uma diversidade em relação ao suporte. Seja através do desenho, instalação sonora, peças de cerâmica ou performance, teremos várias possibilidades. Mais uma vez a Galeria Galpão traz reflexões muito pertinentes e atuais para o circuito da arte contemporânea”.

PROGRAMAÇÃO DE ARTES VISUAIS DO 28º FIG

Galeria Galpão
De 21 a 28 de julho | 16h às 22h
Endereço: Av. Dantas Barreto, 120

EXPOSIÇÕES:
De 21 a 28 de julho | 16h às 22h

Agosto & Archeos
Thelmo Cristovam
Instalação sonora imersiva composta por duas obras desenvolvidas e construídas com base em princípios e modelos matemáticos (Agosto) & matemáticos biológicos (Archeos) e em aspectos de bioacústica.

Memorial de mãos sem memória
Tonfil
100 mãos de cerâmica em estilo hiper-realista estarão dispostas no chão, como se brotassem, trazendo suas memórias da terra onde trabalharam e onde foram enterradas aludindo àqueles que não tiveram direito a imprimir suas próprias memórias pessoais na construção da vida em sociedade no nordeste do Brasil.

Meditação
França Bonzion
Segunda exposição do artista, uma série de desenhos em caneta esferográfica e Kraft são o canal por onde escoam espontaneamente sentimentos, tensões e sonhos sobre temas relevantes de nossa contemporaneidade como: violência, repressão sexual e a pressão das instituições.

Vaginas-Flores
Ana Flávia Mendonça
Partindo da semelhança estética entre a estrutura de uma vagina humana e a de uma orquídea da espécie Cattleya, a artista a partir de relatos de 45 mulheres desenvolveu o projeto que além de ressaltar a beleza dessa repetição estética da natureza, exalta a força da diversidade, assimetrias e peculiaridades da anatomia feminina.

PERFORMANCE:
Sábado, 28/7 (Praça da Palavra)

“Bombril”
Priscila Rezende;
Além de uma conhecida marca de produtos para limpeza e de uso doméstico, faz parte de uma extensa lista de apelidos pejorativos para se referir à uma característica do indivíduo negro, o cabelo. Em “Bombril” o corpo da artista se apropria da posição pejorativa a ele atribuída, transformando-se em imagem de confronto à fala discriminatória, presente no discurso de nossa sociedade.

Performance ‘Bombril’, da artista mineira Priscila Rezende, é uma das atrações do FIG e traz uma reflexão sobre a piada depreciativa feita com os cabelos negros

Fundarpe

RÁDIO FM 7 COLINAS - 100,5 - 34 ANOS DE SUCESSO