dia dos pais

terça-feira, 27 de junho de 2017

Mutirão de atendimentos oftalmológicos atendeu cerca de 5.500 estudantes do Agreste Meridional

Cerca de 5.500 estudantes do Agreste Meridional foram beneficiados, entre os dias 12 e 21 de junho, no salão da Associação Garanhuense de Atletismo (AGA) do mutirão de atendimentos oftalmológicos realizado pela Fundação Altino Ventura (FAV) e pela ONG americana OneSight, em parceria com o Governo de Pernambuco por meio do Projeto Boa Visão. Com adesão massiva das escolas estaduais da região, os estudantes realizaram consultas, fizeram exames e ganharam óculos – conforme a necessidade identificada – de forma gratuita.

A Secretaria de Educação de Pernambuco, por meio da GRE do Agreste Meridional, foi a responsável por identificar, nos estudantes da rede estadual, aqueles que têm necessidades de realizar consulta médica, além de mobilizar as escolas para garantir o público esperado para o atendimento. Como resultado, a felicidade em enxergar melhor estava estampada nos olhos, agora munidos de óculos, dos estudantes em diversos municípios da região. 

Alguns deles receberam, já no dia seguinte, os óculos na própria escola. A entrega para os demais foi realizada na manhã de hoje (22), no salão da AGA, com a participação de João Campos, Chefe de Gabinete do Governo do Estado. Aqueles que apresentaram, no ato da consulta, necessidades de exames especializados, serão acompanhados pela Fundação Altino Ventura.

Só da rede estadual, cerca de 7.700 alunos do Agreste Meridional foram identificados com necessidades médicas e encaminhados para consulta oftalmológica. Os demais que não participaram do mutirão serão atendidos na UPAE de Garanhuns, dentro das atividades regulares do Projeto Boa Visão.

Participação do Programa Ganhe o Mundo

Um dos destaques do mutirão foi a participação de pós-intercambistas do Programa Ganhe o Mundo como tradutores entre os profissionais da OneSight, provenientes de diversas nacionalidades, e os estudantes atendidos. A ex-aluna da rede estadual Joyce, que já passou pela experiência do intercâmbio, foi uma das que se dispuseram para utilizar o conhecimento da língua inglesa, adquirido com a participação no programa estadual, na operacionalização desta ação social. “Estou muito orgulhosa de ter participado deste projeto como intérprete, pois retribuir meu conhecimento como pós-intercambista para os outros desperta uma grande curiosidade para aqueles que estão com esta oportunidade agora. Sou grata por ter sido convocada para este belo trabalho, pois é com estes passos que cada dia vou adiante”, comenta Joyce sobre a sua participação.

http://gre-garanhuns.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário