dia dos pais

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Grande participação popular marca abertura do 27° FIG


Teve início oficialmente, nesta quinta-feira (20), a 27ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), evento multicultural dos mais tradicionais em todo país. A abertura foi realizada no Teatro Luiz Souto Dourado, localizado no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, espaço que recentemente foi recuperado pelo Governo Municipal de Garanhuns. O momento contou com a presença de autoridades e também foi prestigiado por turistas e garanhuenses, apresentando logo na primeira oportunidade a pluralidade cultural que é característica do Festival. Este ano, o FIG homenageia o cantor e compositor cearense Belchior, falecido no mês de abril. Além do escritor Ariano Suassuna, que agora dá nome ao Palco da Cultura Popular, em alusão ao seu 90° aniversário. Já a Praça da Palavra vai lembrar o centenário de Hermilo Borba Filho, também adotando o nome do escritor e jornalista.

Dando início à solenidade subiram ao palco do teatro o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis; a presidente da Fundarpe, Marcia Souto; o secretário de Cultura de Pernambuco, Marcelino Granja; o reitor da Universidade de Pernambuco, Pedro Falcão e o deputado estadual Valdemar Borges (PCdoB). Em seu pronunciamento, o gestor municipal ressaltou a importância da participação de artistas de Garanhuns dentro da programação. "Desejo que todos sejam bem-vindos a este grande evento. Costumo dizer que este é um dos grandes festivais multiculturais da América Latina. Aqui tem cultura para todos os gostos, somada a tradição e a história do que há de melhor em Garanhuns. Tenho muito orgulho dos artistas daqui que vão se apresentar, que também são responsáveis pela grandeza do evento; em conjunto com os grandes nomes da cultura popular brasileira que recebemos", afirmou Izaías Régis.

Logo após, uma nova homenagem aconteceu com a entrega da placa do FIG aos filhos do cantor cearense, Camila e Mikael Belchior. O início do grande circuito de shows musicais foi com a apresentação da cantora pernambucana Isadora Melo, que lançou em 2014 seu primeiro disco, intitulado "Vestuário". Além de canções autorais, a artista teve as participações de Maurício Tizumba, Lui Coimbra e Mona Gadelha, com homenagens ao cearense, como na canção "Galos, noites e quintais". Outras participações foram o músico Juliano Holanda; o bandolinista Rafael Marques; o baixista Rogê Victor; o acordeonista garanhuense Julio Cesar e um dos instrumentistas mais reverenciados da música brasileira, o violoncelista e arranjador carioca Jaques Morelenbaum.

O gerente do Instituto Nacional do Seguro Social em Garanhuns, Francisco Alencar esteve acompanhado da esposa Analice Alencar e afirmou ser um espectador assíduo do evento. "Há 17 anos a gente sempre gera uma expectativa sobre as atrações que vêm. E esse Festival para mim é um dos melhores, já que a programação está muito cultural. São talentos que precisam dessa integração que acontece aqui", declarou.

O mesmo teatro onde ocorreu o show torna-se também, a partir do próximo domingo (23), o espaço destinado às artes cênicas do evento, recebendo grupos de todo o país em uma programação diversificada.

Aquilles Soares
Secom/PMG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário