dia dos pais

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Planos de Melhoria da Competitividade são entregues ao setor de laticínios e de vitivinicultura

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) apresentou os Planos de Melhoria da Competitividade para os setores de laticínios do Agreste Meridional e de vitivinicultura do Sertão do São Francisco. A apresentação ocorreu em encontros com representantes nas cidades de Garanhuns e Petrolina, respectivamente, nessa terça (11) e quarta-feira (12). Elaborado com o apoio de uma consultoria especializada, o documento traz um diagnóstico das regiões e apresenta linhas de ação direcionadas à implementação de inovações nos arranjos produtivos envolvidos, possibilitando alavancar a competitividade na produção local.

A elaboração dos Planos faz parte do Programa de Produção e Difusão de Inovações para a Competitividade dos Arranjos Produtivos Locais (ProAPL), financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e coordenado pela Secti, sendo executado através do Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep). “Queremos fortalecer a inserção competitiva dessas empresas nos mercados-alvos, compreendendo o mercado local e a inserção de mercados internacionais” explica Luciana Távora, diretora de Articulação da Secti e gestora do ProAPL.

Entre as ações apresentadas pelo Plano de Melhoria de Competitividade para desenvolver a produção de leite e de uva, além dos produtos derivados, estão, por exemplo, investimentos em laboratórios para melhorar a qualidade das frutas, capacitações para os profissionais envolvidos e aquisição de máquinas mais modernas. Os Planos propõe ainda estabelecer uma convergência de ações e programas, coordenando investimentos entre setores públicos e privados para fomentar a articulação das entidades federais, estaduais e locais promotoras de Arranjos Produtivos Locais (APLs).

Como etapa seguinte, a secretaria e o comitê gestor (formado por membros do governo e empresários do setor) deverão definir as ações prioritárias e aprimorar a governança para capitanear outros recursos, direcionados a novas metas. O desenvolvimento do ProAPL faz parte da Estratégia de Ciência, Tecnologia e Inovação para Pernambuco, guia elaborado pela secretaria para nortear as políticas públicas da área, como uma ação que valoriza a diversidade territorial e busca promover a aceleração da inovação para gerar desenvolvimento.   

APLs - Os Arranjos Produtivos Locais são grupos de empresas localizadas em um mesmo território que apresentam especialização produtiva e mantém algum vínculo de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si. O principal objetivo do Programa Pro-APL é dinamizar as estruturas empresariais e gerar renda e emprego, dividindo-se nas áreas de Gesso, Confecções, Laticínios e Vitivinicultura.

http://www.pe.gov.br/blog/2017/07/13/planos-de-melhoria-da-competitividade-sao-entregues-ao-setor-de-laticinios-e-de-vitivinicultura/

Nenhum comentário:

Postar um comentário