>>>>>>>>>>>>> MEMÓRIA - RESGATANDO E PRESERVANDO NOSSA HISTÓRIA

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

A MORTE DO PADRE HOSANA (1997)


Hosana chega em casa em seu sítio na zona rural de Correntes/PE 


Por Fábio  Guibu 

O padre Hosana de Siqueira e Silva, 85, que em 1957 matou a tiros de revólver o bispo de Garanhuns, dom Francisco Expedito Lopes, foi assassinado no dia 07 de novembro de 1997  a pauladas no sítio onde morava, em Correntes. Padre Hosana foi atingido com várias cacetadas  na cabeça, motivo, talvez, das encrencas por terras e dinheiro que emprestava. 


Hosana foi assassinado dentro de casa com várias pauladas na cabeça
O padre vinha tentando obter o perdão do Vaticano pelo crime e, na última visita do papa João Paulo 2º ao Brasil, tentou  sem conseguir um encontro com ele.

A solicitação feita ao Vaticano também não foi respondida e Hosana se recusava a comentar o crime supostamente provocado por seu envolvimento com mulheres.

O crime ocorreu no dia 1º de julho de 1957 e obteve repercussão mundial. Foi o primeiro caso na história da Igreja Católica na América Latina em que um padre matou um bispo. Dom Francisco foi morto com três tiros um dia após suspender Hosana de suas funções. 

Padre Hosana ao lado de Dom Expedito Lopes


Carta do Padre Hosana ao Papa João Paulo II - Clique no link abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário