quarta-feira, 11 de abril de 2018

MANÉ RITA: "O MAIS ILUSTRE FILHO DE IATI-PE" - DESTAQUE CULTURAL NO ANUÁRIO DOS MUNICÍPIOS PERNAMBUCANOS 2018

MANÉ RITA - Personagem querido no município de Iati, Mané Rita destacou-se pela dedicação ao movimento cultural das bandas de pífano na comunidade. Há cerca de 80 anos, ele criou a Banda de Pífanos Zabumba de Mané Rita. O músico viveu até os 104 anos, tendo falecido no dia 23 de julho de 2008. Mas, até 2007, Mané Rita ainda fazia algumas participações junto com sua banda, tocando zabumba. Atualmente, cinco integrantes dão sequência ao trabalho iniciado por ele: José Rita (filho de Mané Rita), 73 anos; Manoel Gonçalves, 70; Nêgo Rita, 69; Pedro Pereira, 65; e Manoel Titino, 62.

Fonte: Anuário dos Municípios Pernambucanos 2018

Baixe grátis o Anuário no link abaixo: 

https://drive.google.com/file/d/1y57Rf9GMFRKR57K7rxPS_FbcUqRPmCSE/view

UMA VIDA DEDICADA À CULTURA: ZABUMBEIRO MANÉ RITA 

         

Vídeo produzido na terceira edição do projeto Revelando os Brasis do Ministério da Cultura e do Instituto Marlin Azul.

Ficha Técnica - Roteiro e direção: Genaldo Barros Produção: Marcela Camelo Imagens: Gustavo Cunha Edição: Charles Martins Som: Charles Martins Trilha sonora: Zabumba de Mané Rita Ator: Fernando Monteiro

Documentário: Homenagem ao zabumbeiro Mané Rita, falecido em 2008, aos 104 anos e 30 dias de idade, fundador da Zabumba de Mané Rita e grande incentivador da tradição das bandas de pífanos que animam as novenas da comunidade de Iati.

 O Baque da Zabumba Centenária Contra o Tic-Tac do Tempo

“O Baque da Zabumba Centenária Contra o Tic-Tac do Tempo”, documentário de Genaldo de Souza Barros, de Iati (PE), conta a história de Manoel Leite Sobrinho, também conhecido com Mané Rita. 

Personagem querido na cidade, Mane Rita destacou-se pela dedicação ao movimento cultural das bandas de pífano na comunidade. Há cerca de 80 anos, ele criou a Banda de Pífanos Zabumba de Mané Rita.

O músico viveu até os 104 anos, tendo falecido pouco tempo antes das gravações, no dia 23 de julho de 2008. Mas, até 2007, Mané Rita ainda fazia algumas participações junto com a sua banda, tocando zabumba. 

O documentário mostra essa história de dedicação à cultura nordestina. O vídeo apresenta a visão da família, dos músicos e de amigos do tocador. Também são mostrados trechos de uma gravação feita no início de 2008 pelo diretor, em que o zabumbeiro toca algumas músicas com sua banda.

Postar um comentário