sábado, 9 de fevereiro de 2019

25 ANOS DO JORNAL O SÉCULO

Jornal O Século de outubro de 2018 - Homenagem aos prefeitos notáveis
de Garanhuns
Por João Marques*

Em 1995, O Século começa. Garanhuns já era tida como uma cidade pioneira em jornais. O Monitor, de 1931, mantinha a liderança como mais antigo e de maior período em circulação. Uma página de cultura, onde os poetas eram conhecidos. Lauro Cysneiros, Antônio Galindo, Lício Neves, Maurilo Matos. Luzinette Laporte, Cesário de Almeida, José Mário Rodrigues, José Azevedo, todos foram apresentados pelo jornal O Monitor. Este editorialista, também. Teve direção, por muito tempo, da página de cultura. E O Século surge oportunamente, para atender aos poetas crescentes na cidade, e aos cronistas literários. Advento providencial, porque  1 ano depois, O Monitor desaparece, entretanto numa longa interrupção, de anos.

Vale registrar, aqui, a recepção histórica dada por Manoelzinho Gouveia ao novo jornal. Tendo em mãos O Século, número 1, afirmou categoricamente que o jornal vinha, para ficar. E que ia marcar época em Garanhuns. Ficou O Século. Neste janeiro do vigésimo quinto ano de circulação, o mensário atinge auge, conquistando o prestígio devido na cidade e em outros lugares, e sendo, inclusive, reconhecido pelo Brasil a fora.

Houve interrupções em sua circulação, mas qual o jornal do Interior que não tem dificuldades, com poucos patrocinadores. O Século, por ser um jornal de cultura, tem mais dificuldades que os outros. Felizmente, há pessoas compreensivas. O jornal tem podido sair normalmente nos últimos 5 anos.

Assim O Século vem cumprindo o seu objetivo, de manter a tradição cultural da terra, oferecendo páginas de história e de literatura. Com seriedade e bom gosto, não deixa de ser seletivo, mas dá sempre oportunidades aos que se iniciam escrevendo literatura. Conta atualmente com colaboradores ilustres, de nomes famosos no  País. E, por tudo isso, faz a diferença. O Século é um jornal que melhor representa Garanhuns, defendendo a sua cultura e explicitando o que de mais sagrado, a sua alma.

*João Marques dos Santos é diretor/redator do jornal O Século, poeta, escritor, autor do Hino de Garanhuns e ex-presidente da Academia de Letras de Garanhuns ALG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário