>>>>>>>>>>>>> MEMÓRIA - RESGATANDO E PRESERVANDO NOSSA HISTÓRIA

sexta-feira, 27 de março de 2020

UMA MANHÃ EM GARANHUNS

Garanhuns, PE
Imagem/https://www.garanhunsnoticias.com.br/

Garanhuns, cuja característica gosto muito, desde que conheci na década de 1970, quando fui designado pela minha chefia Chesfiana, (CHESF) onde tive a honra de servi-la com minhas missões no DJU,  junto aos proprietários rurais, uns humildes, outros rudes e outros esclarecidos. Deixei bons amigos pelas linhas de transmissão com seus fios zunindo nas  caatingas secas da nossa jurisdição dos nove Estados do sofredor Nordeste. Voltando a Suíça Pernambucana - Garanhuns, cidade bonita e aromada pelas diversas rosas que lhes oferece aquele tique de mulher limpa e bonita, sobretudo. Garanhuns cheirando a perspectiva de uma nova administração nascida em 15 de novembro último, sadia e útil, sua coletividade a esperava e aspirava para aquela bela  comuna agrestina de tão gostoso clima, fazendo charme com sua simpatia de uma Dama superdutora, para  conquistar os visitantes e turistas que não medem distância e sacrifícios para vir e ver sentindo de perto a realidade da Cidade das Flores, encravada no Agreste Meridional, do nosso bravo Pernambuco. Entre pessoas amigas, quero lembrar e destacar daqui da região a figura simpática e amiga de longas datas maravilhosas. Sra. Juracy Calado,  cronista social dos melhores eventos da sociedade da cidade. Os bons hotéis, colégios e dos vaqueiros cantadores de toadas das vaquejadas nordestinas, que tanto se destaca pela sua  inteligência, quase diplomática e grande redatora de suas apresentações escritas nas páginas sociais do velho DP (Diário de Pernambuco). Parabenizo-a ao longe, pela bela vitória de um dos seus filhos eleito a vereador da Câmara Municipal de Angelim, fazendo votos de antemão, para que o jovem seguir a trilha política do seu pai, meu amigo José Calado e do avô paterno, de sua saudosa memória, para mais tarde ser o Prefeito da terra dos Calado Borba.

Um sábado em Garanhuns, lá no "Senadinho" onde tornou-se um belo ponto de encontro dos amantes de uma cervejinha bem suada, cujo proprietário concorre para a avalanche de amigos, que  para aquele estabelecimento vão cada um  novo caso para contar e também conseguir novas amizades, sem planos de questões e assuntos que não lhes interessa, para tornar-se amanhã problemas infrutíferos. Ali só se fala em assuntos de amizades como aconteceu com este, que oferece estas linhas, através do matutino, O Monitor que não sendo a primeira vez que escrevo naquele informativo, lembrando-se do saudoso "Seu Leal", que me foi apresentado pelo não menos amigo, Antônio Andrade. Oh... como é bonita uma manhã em Garanhuns!... circundada de serras, matas verdes, inclusive seus cafezais e rosas.

Abdias de Siqueira
Garanhuns, 10 de junho de 1989

Nenhum comentário:

Postar um comentário