>>>>>>>>>>>>> MEMÓRIA - RESGATANDO E PRESERVANDO NOSSA HISTÓRIA

domingo, 15 de dezembro de 2019

AS ORIGENS DO QUEIJO NO BRASIL


Por Verônica Barros

Coube ao britânico Robert Southey (1774 - 1843), em seu livro História do Brasil, registrar que a primeira citação sobre produção de queijo no Brasil ocorreu na capitania pernambucana, no ano de 1581. Anos mais tarde, o historiador Francisco Augusto Pereira da Costa (1851-1923), na obra Os Anais Pernambucanos, que conta a vida cotidiana no Estado, no período de 1493 a 1850, referendou a narrativa de Southey.

“…O gado vacum, trazido de Cabo Verde, multiplicava-se prodigiosamente; fabricava-se manteiga e queijo, e do leite se fazia o mesmo uso que na mãe pátria, pouco influindo nisso o clima”, destaca trecho da publicação de Pereira da Costa. De acordo com o também historiador Luís da Câmara Cascudo, a fabricação do produto no Nordeste do Brasil data da instalação das primeiras fazendas no sertão nordestino.

Levando-se em conta que o Estado se especializou na produção do queijo de coalho e queijo de manteiga, feitos de maneira artesanal, a partir do leite cru, as informações nos fazem deduzir que um dos dois é o tipo mais antigo do País. Segundo a história, quando viajantes percorriam longas distâncias carregando leite em mochilas fabricadas a partir do estômago de animais jovens, ele coagulava e a massa resultante tinha sabor agradável.

Assim surgia o queijo de coalho. Na época, para coagular o leite, eram usadas vísceras de um animal abatido, extraídas imediatamente após a sangria. Por ação de enzimas e micro-organismos, as proteínas coalhavam. Com o passar do tempo, o processo foi se modificando até a chegada do coalho industrial. Já o queijo de manteiga é feito sem adição de coalho, já que a massa é obtida por desnaturação ácida, que é cozida junto com o soro desnatado por cerca de cinco horas. Após esse processo, ele se transforma em um queijo gorduroso, de massa amarelada e casca levemente rija.

O livro O Queijo de Coalho em Pernambuco: Histórias e Memórias, escrito pelo gestor do Centro Tecnológico de Laticínios de Garanhuns, Benoit Paquereau, pela historiadora Maria Giseuda de Barros Machado e pela arquivista Sônia Romualda Napoleão Carvalho, reúne informações sobre o produto, desde a Colonização. Segundo Paquereau, a produção na capitania começou a se consolidar, mas, diante da proibição de se criar gado no litoral, houve migração para o Interior do Estado. “A produção se estabeleceu principalmente no Agreste, onde o clima e o pasto para os animais eram mais favoráveis”, ressaltou.

A região se configurou como a Bacia Leiteira do Estado, onde os queijos de manteiga e de coalho são as principais variedades produzidas. A estimativa é de que existam cerca de 70 mil fabricantes desses produtos, de maneira artesanal, em Pernambuco. Algumas fazendas ainda mantêm a fabricação de forma bem rudimentar, outras, porém, são mais rigorosas no controle de qualidade - que começa desde a escolha das vacas e sua ordenha, à avaliação do grau de acidez do produto e sua pasteurização.

Parte dos produtores também se preocupa com a finalização desse processo, cuidando diretamente da maneira como são embalados, transportados e distribuídos os produtos. Além de Pernambuco, o Ceará, o Rio Grande do Norte e a Paraíba (que antes estavam inseridos na Capitania Hereditária de Pernambuco) também são fabricantes desses tipos de queijo.

Nos últimos anos, instituições públicas, além do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), de centros de pesquisas e de empresários pernambucanos, estão lutando pelo reconhecimento do queijo de coalho como legitimamente brasileiro e, mais especificamente, pernambucano. Os líderes do movimento fazem uma analogia com o queijo parmesão, por exemplo, que é reconhecido pela comunidade internacional como sendo de Parma, na Itália.

O grupo dará entrada num pedido de Indicação Geográfica “Agreste Pernambucano” para o produto. Esse atestado pode ser de dois tipos: Indicação de Procedência (IP) ou Denominação de Origem (DO). Uma equipe de pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP) e do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) estão elaborando um dossiê para ser encaminhado ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi), que é a instituição que atesta o registro.

A indicação geográfica abrange uma série de informações sobre a forma de produção, desde fatores humanos, como a história e o modo de fazer tradicional do alimento, até aspectos naturais, como as plantas utilizadas na dieta do animal. Gestor do Centro Tecnológico de Laticínios de Garanhuns, Benoit Paquereau é um dos que está à frente da iniciativa. “Acredito que, se tudo der certo, no prazo de até um ano, obteremos o registro de Denominação de Origem. A conquista vai agregar valor ao produto e, automaticamente, beneficiar os produtores envolvidos nesse processo. Esse será um primeiro passo para a expansão do queijo pernambucano.”

Segundo a Coordenação de Indicação Geográfica do Ministério da Agricultura, “o registro atesta uma notoriedade já existente ou um produto com características vinculadas ao meio geográfico, incluindo fatores naturais ou humanos”. “Reconhecemos que o Agreste pernambucano tem potencial, entretanto, o tempo para obtenção do registro depende da organização dos produtores”, respondeu por meio de nota a coordenação.

Se por um lado o segmento queijeiro aguarda pela liberação da Indicação Geográfica do queijo de coalho, por outro, já comemora a regulamentação do chamado Selo Arte, por meio do Decreto nº 9.918/2019, da Presidência da República. A iniciativa teve origem na Lei nº 13.680/2018, de autoria do deputado federal Evair de Melo (PP-ES).

Segundo a medida, “fica permitida a comercialização interestadual desses produtos alimentícios, com características e métodos tradicionais ou regionais próprios, e que para a produção sejam empregadas boas práticas agropecuárias e de fabricação – submetidas à fiscalização de órgãos de saúde pública dos Estados”. Se não fosse essa legislação específica, a venda desses alimentos continuaria limitada ao município ou Estado em que fossem produzidos e inspecionados.

Mesmo tendo havido avanço, é preciso salientar, contudo, que para que o Selo Arte valha, na prática, há mais uma etapa a ser cumprida. A execução dessa iniciativa depende ainda da criação, pelo Ministério da Agricultura, do Cadastro Nacional de Produtos Artesanais, que será gerido pelo órgão federal, mas alimentado pelos próprios Estados. “A mudança irá beneficiar os produtores artesanais, garantindo acesso ao mercado formal e a agregação de valor aos queijos. Certamente o consumo vai aumentar.”

Com relação às legislações em Pernambuco, foi sancionada no ano passado a Lei 16.312/2018, originada de proposição do deputado Claudiano Martins Filho (PSB), cujo objetivo é proteger o produto fabricado no Estado. De acordo com a norma, queijarias artesanais, pequenas fábricas de laticínios e estabelecimentos agroindustriais de pequeno porte poderão seguir as regras simplificadas de fiscalização, definidas na Lei Estadual 13.376/2007. “A meta é dar oportunidade para que esses espaços possam ofertar novos produtos, aumentando os ganhos do fabricante”, afirma o parlamentar.

Produtor de queijo de coalho artesanal na cidade de Venturosa (Agreste) e presidente da Associação de Certificação do Queijo Coalho do Agreste, Romildo Bezerra afirma que, nos últimos cinco anos, um conjunto de fatores tem feito com que o item fabricado no Estado tenha se tornado um produto de mais qualidade e com condições de ser mais uma referência gastronômica de Pernambuco. “O consumidor está mais exigente. A legislação, tanto federal quanto estadual, e também a assistência técnica do Sebrae têm possibilitado a melhoria da produção e da comercialização da mercadoria. Também acredito que os gestores estão mais conscientes sobre a importância de viabilizar nossa produção”, frisou.

Circuito do queijo - Romildo Bezerra também destacou a importância da realização dos concursos de queijos, que vêm sendo promovido pela Assembleia Legislativa com o apoio de algumas instituições do setor. Em 2017 e 2018, o Parlamento Estadual realizou os certames por intermédio da Comissão de Agricultura da Casa. Em 2019, a iniciativa está sendo organizada pela Frente Parlamentar da Bacia Leiteira, coordenada pelo deputado Claudiano Martins Filho. Para Bezerra, a ação é uma forma de unir os fabricantes e também de estimular a elaboração de queijos de melhor qualidade e diferenciados, como os temperados. “Esperamos que essa iniciativa se mantenha, pois é mais uma maneira de valorizar o trabalho dos bons produtores”, salientou.

A primeira e a segunda edições do Concurso Regional de Queijos ocorreram, em sua totalidade, durante a Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados, no Recife. Do primeiro concurso, participaram 14 queijarias, sendo três premiadas na categoria queijo de manteiga e três agraciados na modalidade queijo de coalho artesanal. Já na segunda competição, concorreram 23 produtores, com premiação para três fabricantes das duas categorias do produto.

Neste ano, entretanto, a Frente Parlamentar da Bacia Leiteira alterou o formato do certame. Estão sendo realizados quatro circuitos regionais nas cidades de Venturosa, Garanhuns e Pedra, no Agreste Meridional, e em São Bento do Una, no Agreste Central. Depois de selecionados, os fabricantes participarão da final do concurso, que será na Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados, prevista para ocorrer entre 14 e 17 de novembro.  “Queremos estimular os produtores e queijeiros a melhorar a qualidade dos itens”, defendeu Claudiano Martins Filho.

Museu - Outro projeto em andamento, também liderado por instituições governamentais e produtores de laticínios do Agreste, é a implantação do Museu do Queijo de Coalho de Pernambuco. O espaço deverá funcionar no prédio do Mosteiro do Bom Pastor, em Garanhuns. O município foi escolhido porque sustenta cerca de 70% da produção da Bacia Leiteira pernambucana. A proposta se assemelha à do Museu da Cachaça de Minas Gerais e se destina a proporcionar o fortalecimento do setor leiteiro.

GARANHUNS - NOVE HORAS SPORT CLUBE

Nove Horas Sport Clube - Ano de 1977. Em pé: Nêgo, Edinho, Mano, Zé Assis, Djalmane, Manoel Sales, Evando, Waldir, Adeildo Torres e Rivaldo. Agachados: Carlos, Nino, José Carlos Espinhara, Toinho, Ailton, Zé Elis, Cristovão e Maia.
Imagem/Jornal Amigão/1992

HÁ 40 ANOS NO COLÉGIO DIOCESANO DE GARANHUNS

GARANHUNS (02.12.1979) - Turma de concluintes da 1ª Série. Monsenhor Adelmar da Mota Valença, professora Maria Elisabete Miranda. Entre os alunos José de Anchieta Gueiros de Barros (blogueiro) e Montini Pacelli Gueiros de Barros.
Acervo/Memorial Ulisses V. de Barros Neto

sábado, 14 de dezembro de 2019

CONCURSO MINISTÉRIO PÚBLICO - CE


Saiu o edital n°1/2019 do concurso Ministério Público - CE (MP – CE), que oferece 44 vagas a quem deseja se tornar Procurador de Justiça de Entrância Inicial. As remunerações são de R$ 30.404,42 e os selecionados no concurso irão trabalhar no estado do Ceará, seguindo a necessidade do Ministério Público local.

O Cebraspe será o responsável por aplicar as provas, utilizando o Método Cespe. Durante todas as etapas do concurso, haverá pelo menos um representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para respaldar todo o processo.

Vagas do concurso Ministério Público - CE

Ao todo, 44 vagas serão ofertadas pelo concurso. Destas, 32 são de ampla concorrência, três estão reservadas para pessoas com deficiência (PcD) e nove para candidatos que se autodeclararam negros. 

Taxa de Inscrição do concurso

Quem deseja concorrer ao cargo de Promotor de Justiça de Entrância Inicial deve se inscrever no site do Cebraspe. A taxa de inscrição é de R$ 280,00. Ela pode ser feita do dia 2 de dezembro de 2019, ao dia 3 de janeiro de 2020, até às 18h, horário de Brasília.  

PELÉ - O REI DO FUTEBOL EM GARANHUNS

Radialista Solon Gomes e Mário Ferreira entrevistam o rei Pelé, quando da sua visita a Garanhuns para o lançamento de relógios da Hora Norte, no início dos anos 70. Ainda na foto, Ruber Ivo e Valdemar Tinô, ex-prefeito de Calçado.
Imagem/Jornal O Monitor
Acervo/Memorial Ulisses V. de Barros Neto

GARANHUNS NA VOZ DE SEUS POETAS

Brejo dos Coelhos, hoje Brejo das Flores, onde residiu e exerceu seu matriarcado, Simôa Gomes de Azevedo, proprietária das terras onde se localiza Garanhuns.
Imagem/Bico de Pena de Marcílio Reinaux

GARANHUNS-POESIA

Nelson Fernandes

Sua beleza, encantadora,
já pintaram em cores os estetas;
sua magia viva, sedutora,
já cantaram também, grandes poetas.

Para dizer tudo que sinto agora
no desvaneio que esta terra inspira...
Mesmo que sendo uma voz de fora,
ao tom saudoso de moderna lira.

Se meu poema não revela tudo
que representas com real beleza,
Perdoa, Garanhuns, só quis, contudo.
No meu delírio decantar riqueza!

Se aqui viver no decorrer dos anos,
cantarei sempre porque tu existes
serás meus derradeiros desenganos...
o meu consolo para os dias tristes...

E ao terminar a minha pobre vida,
sentindo o frio do feral inverno.
Que tu sejas a última guarida,
para que eu viva neste sonho eterno.

HÁ 80 ANOS EM GARANHUNS

CEBOLAS - A cultura de cebolas amarela e baia (periforme) está rapidamente se incrementando em Garanhuns, tendo produzido em 1936 cerca de 50.000 quilos, rapidamente vendidos para o Recife. A julgar pela qualidade de sementes compradas é de se esperar em 1937 uma produção superior a 100.000 quilos, ainda insuficiente para o consumo interno, pois Pernambuco importa anualmente 1.000.000 de quilos: A cultura em maior escala foi iniciada por Ruber van der Linden na Fazenda São Paulo em 1930, com a produção de 3.000 quilos.

NOMES - Para cachorros e galos de briga. Galos: Aramy, Dartagnan, Koprinz, Ravengar, Rabeção, Violino, Bandolin, Sertanejo, Capiau, Bruaqueiro, Salta Moita,  Pachola. Cachorros: Nick, Cartre, Sherlock, Bolivar, Parafuso, Paciência, Não-se-diz, Pião e Busca-Pé. O galo Busca-Pé, pertencente ao árabe Tufy, foi o mais famoso da história das rinhas de Garanhuns. Chegou a ser levado de navio para o Rio de Janeiro para representar esta cidade num torneio dos melhores do País. Durante as pugnas na rinha de Garanhuns, Tufy, torcendo pelo Busca-Pé: Gritava: "Tu gala num briga cum mim gala 15 minutos!"

Fonte: Almanaque de Garanhuns de 1937
Acervo/Memorial Ulisses V. de Barros Neto

MEMÓRIA ESPORTIVA DE GARANHUNS - PE ANO DE 1968

Associação Atlética e Cultural de São João, campeã de Garanhuns em 1968. Em pé: Tota, Geraldo Pé de Lobo, Aloísio, Geraldão, Marrinha e Mineirinho. Agachados: Sérgio, Silva, Braz, Caxangá e Ayres

GARANHUNS - GRÊMIO CULTURAL RUBER VAN DER LINDEN EM 1965

Da esquerda para a direita: Humberto de Moraes, Hilton Freyre, Silvio Apolinário, José Rodrigues, Edson Apolinário, (...), Jairo Viana, Antônio de Barros Correia e Alfredo Leite Cavalcanti.
Imagem/Jornal O Monitor
Acervo/Memorial Ulisses V. de Barros Neto

RECIFE (12.12.1987) - EM UM LUGAR DO PASSADO: POR MARCÍLIO REINAUX

Fonte: Jornal O Monitor
Acervo/Memorial Ulisses V. de Barros Neto

GARANHUNS (09.12.1987) - FALECIMENTO DE ANTÔNIO SARMENTO PONTES DE LIRA

Fonte: Jornal O Monitor
Acervo/Memorial Ulisses V. de Barros Neto

EFEMÉRIDES DESENVOLVIDAS PELA UBE NO ANO DE 2019

Reunião solene oficializando a instalação da União Brasileira de Escritores, UBE, Núcleo Caruaru. Casa Jornalista José Carlos Florêncio, Câmara Municipal de Caruaru

Programa semanal “Quartas às Quatro”, o mais longevo programa literário do Brasil. De fevereiro à dezembro toda quarta-feira.
Coordenadora : Colly Holanda.

- Programa mensal “O Cordel na UBE”, programa literário que resgata as origens históricas do cordel no  Brasil. De fevereiro à dezembro segunda terça-feira do mês.
Coordenadoras: Madalena Castro e Giselda Pereira.

- Jornadas Culturais: visita dos escritores da UBE as lideranças culturais e pontos históricos de inúmeros locais do Brasil. Durante o correr do ano de 2019.
Coordenadora: Fátima Almeida.

· João Pessoa-PB, Março
· São José do Egito-PE, Maio
· Tabira -PE, Maio
· Moreno-PE, Agosto
· Caruaru-PE, Novembro

- Admissão do escritor Antonio Carlos Secchin, na Ordem do Mérito Literário Jorge de Albuquerque Coelho, no grau de Comendador, Julho de 2019.

- Interação com Escolas Municipais de Março à novembro de 2019 através do Programa Mensal  'O AMOR NA LITERATURA'
Coordenadoras: Adelaide e Vera Nóbrega.

1. EREM PROFESSOR BENEDITO CUNHA DE MELO
2. EREM CLOTILDE DE OLIVEIRA
3. ESCOLA DONA MARIA TERESA CÔRREA
4. EREM EURÍDICE CADAVAL- ITAPISSUMA
5. EREM GINÁSIO PERNAMBUCANO-CRUZ CABUGÁ
6. EREM SILVA JARDIM
7. EREM ALFREDO FREYRE
8. ESCOLA ROTARY DE NOVA DESCOBERTA
9. EREM BEBERIBE

- Núcleos criados em Pernambuco em 2019.
- Criação do Núcleo UBE/Olinda - PE
- Criação do Núcleo de Petrolina - PE
- Criação do Núcleo de Paulista - PE
- Criação do Núcleo de Caruaru - PE
- Criação do Núcleo de Sertânia - PE
- Ampliação do quadro de associados
18/01/2019 a 11/12/2019: 50 novos associados

- Indicação de conselheiros ao FUNCULTURA
· Rogério Generoso da Silva
· Carmem Lucia Couto Fonseca

- Participação na Feira Nacional de livros do Agreste Caruaru - 08 à 12 de Agosto de 2019.

- Participação na 'FELICIDADE - IV FEIRA DE LITERATURA INDEPENDENTE DA CIDADE DO MORENO' de 19 a 25 de Agosto 2019.

- Participação no 'FESTIVAL RECIFE DE LITERATURA A LETRA E A VOZ' - Recife, de 30/08 à 01/09 de setembro de 2019.

- Participação na XII Bienal internacional do Livro de Olinda - 04 à 13 de Outubro de 2019.

- Participação na IV Bienal internacional do livro do agreste Garanhuns - 23 à 27 de Outubro de 2019.

- Participação no SARAU DA SABEPE - Recife, 25 de Outubro de 2019.

- Participação na FEIRA LITERARIA DO SERTÃO - FELIS, Arcoverde, de 24 à 27 de Outubro de 2019.

- Participação na Feira Nordestina de livros Olinda de 30 de Outubro à 03 de Novembro de 2019.

- Participação na Festa literária do Pontal da Barra Maceió AL –12 à 14 de Novembro de 2019.

- Participação no PREMIO PAUL HARIS DE LITERATURA - RC  FREI CANECA 27 de Novembro de 2019.

- Participação no XII FLIS - FESTIVAL  LITERÁRIO INTERNACIONAL  DO SERTÃO, Sertânia- PE de 28 à 30 de novembro de 2019.

- Participação na FEIRA DE LITERATURA INFANTIL - FLITIN, Recife de 28/11 à 01 de dezembro de 2019.

- Participação na 'FEIRA INTERNACIONAL LITERÁRIA DE IPOJUCA' - Recife, de 17 à 21 de Dezembro de 2019.

- Primeira etapa da recuperação e reforma da sede da UBE- Dezembro 2019

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

TCE JULGA IRREGULARES PROCESSOS DE GESTÃO FISCAL DE CÂMARAS MUNICIPAIS

A Primeira Câmara do TCE julgou irregulares, na última quinta-feira (12), processos de Gestão Fiscal relativos à transparência pública das Câmaras Municipais de Aliança, Calçado e Palmares, todas do exercício financeiro de 2018.

Os responsáveis foram os então presidentes do Legislativo Municipal, Maria José de Oliveira, Severino Ramos dos Santos e Saulo Cristemes Crispim Acioli, respectivamente. Em relação à Aliança (processo n° 1924330-3) e Calçado (n° 1924325-0), a relatoria foi do conselheiro substituto Luiz Arcoverde Filho, já Palmares (n° 1924316-9) teve como relator o conselheiro substituto Marcos Nóbrega.

Nos votos foi apontado que as Câmaras não disponibilizaram em seu site oficial ou portal de transparência, informações e instrumentos relativos à gestão fiscal exigidas pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e pela Lei de Acesso à Informação, tais como a execução orçamentária e financeira. Tendo em vista o Índice de Transparência dos Municípios de Pernambuco medido pelo TCE, as Câmaras tiveram o nível de transparência classificado como “insuficiente”.

Por estes motivos, além do julgamento pela irregularidade, foram aplicadas multas no valor de R$ 8.139,50 aos gestores de Aliança e Calçado e de R$ 8.396,50 ao gestor de Palmares.

Todos os votos foram aprovados por unanimidade, cabendo ainda recurso. Representou o Ministério Público de Contas na sessão a procuradora Eliana Lapenda Guerra.

Gerência de Jornalismo do TCE.

MORRE O SANFONEIRO BASTO PEROBA

Faleceu na madrugada desta sexta-feira, 13 de dezembro, o renomado sanfoneiro da cidade de Bom Conselho Sebastião Pereira de Moraes, conhecido como Basto Peroba, de 76 anos.

Nos últimos meses, ele encontrava-se com a saúde bastante debilitada e faleceu em virtude de complicações após ter sofrido um infarto. Basto Peroba era um dos grandes nomes do meio musical não só de Bom Conselho, mas também de toda a região.

O velório de Basto Peroba está acontecendo na funerária Monsenhor Alfredo Dâmaso, em frente ao hospital municipal. Segundo familiares, o sepultamento será às 17 horas no cemitério Santa Marta em Bom Conselho.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

CENTRAL DE TRANSPLANTES COMEMORA 25 ANOS COM MAIS DE 22 MIL PROCEDIMENTOS

Neste mês de dezembro, a Central de Transplantes de Pernambuco (CT-PE) comemora 25 anos de sua criação. A comemoração ocorreu na manhã desta quinta-feira (12.12), no auditório do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), no Recife, com uma apresentação sobre a história da Central e homenagem aqueles que fazem parte dessa história. O serviço foi instituído pelo Governo de Pernambuco para contribui com a manutenção da esperança de quem aguarda por um órgão ou tecido para transplante, intermediando todo o processo, desde o diagnóstico de um potencial doador até o procedimento em si. A CT-PE foi a primeira do Norte e Nordeste e precede até mesmo a criação do Sistema Nacional de Transplantes, de 1997.

Nesses 25 anos, mais de 22 mil transplantes foram realizados para salvar diversas vidas. O maior quantitativo foi de córnea, com mais de 12,3 mil procedimentos, seguido de rim (4,5 mil) e medula óssea (2,7 mil). 

BALANÇO DE 2019 - Neste ano, entre janeiro e outubro, foram realizados 1.378 transplantes. Desse total, foram 647 de córnea, 324 de rim, 210 de medula óssea, 133 de fígado e 39 de coração.

FILA DE ESPERA - Atualmente, há 1.448 pacientes aguardando um órgão ou tecido em Pernambuco. A maior fila é a de rim, com 1.087 pessoas, seguida de córnea (188), fígado (113), medula óssea (29), coração (17) e rim/pâncreas (14).

Importante destacar que, desde meados de 2017, Pernambuco mantém o status de córnea zero. Isso significa que todo o paciente que tem indicação para o procedimento, e os exames necessários para ser inscrito na fila de espera, faz o transplante em até 30 dias.

CONCURSO PREFEITURA DE GURINHÉM - PB

A Prefeitura de Gurinhém, no estado da Paraíba, divulgou o edital normativo de seu concurso público nº 001/2019 que preencherá 119 vagas para profissionais de diferentes níveis de escolaridade. O concurso Gurinhém - PB será realizado pela CPCon / UEPB.

Além deste concurso público, seguem abertas as inscrições para o processo seletivo do município, que preencherá 38 vagas para profissionais de níveis médio, técnico e superior.

Vagas

Os candidatos de nível fundamental poderão concorrer aos cargos de Auxiliar de Serviços Gerais, Gari, Motorista (CNH AB), Motorista (CNH D), Operador de Máquinas, Tratorista e Vigia.

Os profissionais de níveis médio e técnico poderão disputar as vagas de Agente Administrativo, Auxiliar de Farmácia, Agente Comunitário de Saúde, Auxiliar de Saúde Bucal, Cuidador, Eletricista, Fiscal de Obras, Fiscal de Tributos e Técnico em Enfermagem.

Para nível superior há oportunidades para Assistente Social, Biomédico, Cirurgião Dentista, Enfermeiro, Farmacêutico, Médico, Nutricionista e Psicólogo Educacional.

Outras vagas de nível superior são destinadas a profissionais do magistério: Orientador Educacional, Professor do Ensino Fundamental, Professor de Ensino Religioso, Professor de Artes, Professor de Matemática, Professor de Ciências, Professor de História, Professor de Português e Supervisor Educacional.

O vencimento para estes profissionais varia de R$ 998,00 a R$ 5.000,00, podendo haver gratificação em alguns casos. A jornada de trabalho varia de 20 a 40 horas semanais.

Inscrições no concurso Gurinhém - PB

As inscrições serão realizadas entre os dias 18 de novembro e 18 de dezembro de 2019, apenas via internet, através do endereço eletrônico http://cpcon.uepb.edu.br.

O valor da taxa de inscrição é de: R$ 65,00 para os cargos de nível fundamental; R$ 85,00 para os cargos de níveis médio e técnico e R$ 105,00 para os cargos de nível superior.
Provas

THE FEVERS AGITA A MAGIA DO NATAL NESTE FIM DE SEMANA

A Magia do Natal de Garanhuns já se tornou um evento consolidado no calendário natalino de turistas de todo o Brasil. A festa, que segue até o dia 06 de janeiro, com programação artística até 31 de dezembro, recebe grandes apresentações da Super Oara e do grupo The Fevers, neste fim de semana. 

No sábado (14), às 18h, a cantora Andrea Amorim e as crianças dos Centros de Referência em Assistência Social (Cras’s) de Garanhuns iniciam a festa com a emocionante apresentação da Ave Maria, diretamente do Palácio Celso Galvão, abrindo o Desfile do Papai Noel. No Palco Prefeitura, às 19h30min, o grupo Mistura Fina se apresenta, seguido por Gilbertto e Banda. O conjunto The Fevers conclui a noite com chave de ouro.

CONCURSO PREFEITURA DE SAPÉ - PB

A Prefeitura de Sapé, no estado da Paraíba, publicou o edital nº 001/2019 referente ao seu concurso que irá preencher 218 vagas destinadas a profissionais de diferentes níveis de escolaridade e com vencimento variando de R$ 998,00 a R$ 2.853,47. O concurso Sapé - PB será realizado pela Comissão Permanente de Concursos (CPCON), da Universidade Estadual da Paraíba.

Vagas

Os profissionais com nível fundamental poderão concorrer às vagas de Auxiliar de Serviços Gerais, Auxiliar de Creche, Merendeira, Motorista CNH D, Motorista CNH B e Vigia.

Quem possuir nível médio e/ou técnico poderá disputar os cargos de Auxiliar de Saúde Bucal, Agente de Trânsito, Agente Fiscal de Meio Ambiente, Cuidador, Condutor Socorrista, Digitador, Monitor de Creche, Recepcionista, Técnico em Enfermagem, Técnico em Auditor de Controle Interno, Técnico em Radiologia, Técnico em Edificações e Professor de Educação Básica*.

Os candidatos com curso superior poderão concorrer aos cargos de Assistente Social, Auditor de Controle Interno, Enfermeiro, Educador Físico, Médico Pediatra, Médico Mastologista, Médico Ginecologista, Médico Neurologista, Médico Reumatologista, Médico Urologista, Médico Psiquiatra, Médico Cardiologista, Médico Gastroenterologista, Médico Otorrinolaringologista, Nutricionista, Pedagogo, Psicólogo, Psicopedagogo e Procurador.

Prepare-se: Questões de concursos públicos
Também de nível superior, há vagas no magistério nos cargos de Supervisor Educacional, Professor de Artes, Professor de Ciências, Professor de Educação Física, Professor de Geografia, Professor de História, Professor de Matemática, Professor de Português e Professor de Libras.

* As vagas de Professor de Educação Básica são para profissionais com magistério em nível médio ou com graduação em Pedagogia, desde que tenham habilitação na docência da educação inicial ou das séries iniciais do ensino fundamental.

Inscrições no concurso Sapé

As inscrições serão realizadas entre os dias 12 de dezembro de 2019 e 19 de janeiro de 2020, apenas via internet, através do endereço eletrônico http://cpcon.uepb.edu.br.

O valor da taxa de inscrição é de: R$ 65,00 para os cargos de nível fundamental; R$ 85,00 para os cargos de níveis médio e técnico e R$ 105,00 para os cargos de nível superior.

CONCURSO PREFEITURA DE IMPERATRIZ - MA

A Prefeitura de Imperatriz, no estado do Maranhão, retificou os editais de seu concurso público em andamento, cujo objetivo é recompor o quadro de servidores efetivos da administração pública.

O cronograma de eventos dos editais 002 e 003 foi alterado, com mudanças nas datas de inscrição e de prova. Houve ainda retificações em itens relacionados aos cargos, à pontuação das provas, ao conteúdo das provas, à comprovação de títulos e a outros pontos dos editais. Os candidatos devem conferir as retificações no site da FSADU.

Ao todo são disponibilizadas 563 vagas para contratação imediata, além de formação de cadastro reserva. A empresa responsável pela organização do concurso Imperatriz é a FSADU (Fundação Sousândrade).

Cargos e vencimentos concurso Imperatriz - MA

Edital nº 001/2019:

Nívei médio: Condutor de Ambulância, Técnico de Enfermagem, Técnico de Imobilização Ortopédica, Técnico de Laboratório e Análises Clínicas e Técnico em Radiologia.

Nível superior: Professor - Educação Infantil e Séries Iniciais, Professor nas áreas: (Ciências, Educação Física, Geografia, História, Inglês, Língua Portuguesa e Matemática), Pedagogo, Psicopedagogo, Cirurgião Dentista - Buco Maxilo, Cirurgião Dentista - Clínico Geral, Cirurgião Dentista - Pacientes Especiais, Enfermeiro, Enfermeiro do Trabalho, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médico Especialista - Anestesista, Médico Especialista - Angiologista, Médico Especialista - Cardiologista, Médico Especialista - Cirurgião Geral, Médico Especialista - Cirurgião Pediátrico, Médico Especialista - Endocrinologista, Médico Especialista - Gastroenterologista, Médico Especialista - Gastroenterologista Pediátrica, Médico Especialista - Hematologista, Médico Especialista - Infectologista, Médico Especialista - Intensivista, Médico Especialista - Nefrologista, Médico Especialista - Nefrologista Pediatra, Médico Especialista - Neurocirurgião, Médico Especialista - Neurologista. Médico Especialista - Oftalmologista, Médico Especialista - Ortopedista, Médico Especialista - Otorrinolaringologista, Médico Especialista - Pediatra, Médico Especialista - Pneumologista, Médico Especialista - Psiquiatra, Médico Especialista - Radiologista, Médico Especialista - Reumatologista, Médico Especialista - Segurança do Trabalho, Médico Generalista, Médico SAMU Regulador / Intervencionista, Nutricionista, Psicólogo e Terapeuta Ocupacional.

As inscrições referentes a este edital já foram finalizadas. As provas objetivas estão previstas para serem realizadas em 15 de dezembro de 2019.

Edital nº 002/2019:

Nível Médio: Agente de Defesa Civil, Agente de Fiscalização, Agente de Fiscalização Fazendária, Agente de Inspeção de Abate de Animais, Agente de Receita, Operador de Estação de Captação, Tratamento e Distribuição de Água, Técnico Agrícola, Técnico em Contabilidade, Técnico em Edificações, Técnico em Informática e Técnico em Segurança do Trabalho.

Nível Superior: Auditor de Controle Interno, Auditor Fiscal de Tributos Municipais, Contador, Agente Municipal de Trânsito, Administrador, Analista de Sistemas - Desenvolvimento, Arquiteto Urbanista, Assistente Social, Biólogo, Economista, Educador Físico, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Ambiental, Engenheiro Civil, Engenheiro Eletricista, Engenheiro Especialista em Trânsito, Engenheiro Florestal, Engenheiro Sanitarista, Engenheiro Segurança do Trabalho, Médico Veterinário, Pedagogo, Químico e Turismólogo.

Edital nº 003/2019:

Nível Superior: Procurador.
Edital nº 004/2019:
Nível Médio: Instrutor de Libras e Intérprete de Libras.

Os vencimentos variam de R$ 1.150,00 a R$ 7.366,80.

Inscrições

As inscrições serão realizadas exclusivamente via Internet, no endereço http://www.fsadu.org.br/, das 10h do dia 09 até as 18h de 24 de dezembro de 2019, para os editais 002 e 003. Já as inscrições do novo edital publicado nº 004/2019, serão aceitas entre os dias 09 e 26 de dezembro de 2019. Para as vagas do edital 001 as inscrições já foram encerradas.

A taxa de inscrição varia de R$ 90,00 a R$ 220,00.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

DOM VASCONCELOS COMPLETA 30 ANOS DE SACERDÓCIO

Papa Francisco nomeou Dom Vasconcelos Bispo de Sobral

Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos, Bispo de Sobral, completou na última segunda-feira, dia 9, trinta anos de ordenação sacerdotal. Uma Missa na Catedral Sé de Sobral, às 18h30 marcou a data. Além do clero diocesano e demais convidados, Moysés Azevedo, Fundador e Moderador Geral da Comunidade Shalom esteve entre os presentes à celebração.

Desde a infância Dom Vasconcelos tinha o desejo
de ser padre
Dom Vasconcelos, como é conhecido, conta que sempre pensou em ser padre, desde a infância. Foi criado em uma paróquia dedicada à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Garanhuns, Pernambuco. Aos 12 anos já desempenhava diversos serviços pastorais como círculos bíblicos e oração do Terço nas casas. Ao terminar o ensino médio, resoluto, foi com um familiar à Cúria Diocesana para dizer de sua intenção de ser padre.

Era o final da década de 70.  A Igreja estava saindo de uma crise vocacional pós Vaticano II. Foi o mesmo período em que o então Papa João Paulo II lançou a Exortação Apostólica “Pastore Dabo Vobis” (Eu vos darei pastores). “Depois de  questionar sobre meu interesse, o Vigário Episcopal me encaminhou para os encontros vocacionais”, relembra o bispo que está há quatro anos está  pastoreado a Diocese de  Sobral.

Dom Vasconcelos foi ordenado aos 26 anos

Na entrevista reveladora que fez ao Programa Fazendo Barulho (link da entrevista: https://www.youtube.com/watch?v=CMrl7LB_gRU&feature=emb_logo), o Bispo conta como foi desafiadora o período de sua formação. “Eu que imaginava o seminário como um prédio grande e com capela, missa diária, biblioteca…Deparei-me com uma realidade diferente. O Bispo alugou uma casa na periferia e me mandou para lá com os meus colegas”, explica Dom Vasconcelos,  que depois deste período continuou a formação em Recife.

Na etapa seguinte  de preparação rumo ao sacerdócio um novo desafio surgiu. O então seminarista precisou passar por um transplante de córnea. Foi quando teve de ser enviado para um centro mais avançado, em São Paulo. “Fui  enviado para o Seminário de Guarulhos. Foi naquela Diocese onde fiz o curso de Filosofia e de Teologia”. Concluídos os estudos foi enviado para o período de estágio pastoral.

Dom Vasconcelos foi ordenado padre aos 26 anos e passou dez anos na primeira paróquia que assumiu. Dezesseis anos após ordenado foi enviado a Roma para estudar as origens do cristianismo. Em 2005, mais um desafio. O então padre foi nomeado pelo Papa Emérito Bento XVI Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Fortaleza, e dez anos depois, pelo Papa Francisco foi nomeado Bispo da Diocese de Sobral.

Atualmente Dom Vasconcelos é também o presidente do Regional Nordeste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB.