sábado, 21 de dezembro de 2019

CONCURSO PREFEITURA DE ARCOVERDE - PE

A Prefeitura de Arcoverde - PE divulgou no Diário Oficial dos Municípios de Pernambuco, de 19 de dezembro de 2019, o edital de concurso público nº 001/2019 para provimento de cargos efetivos do poder público. O concurso Prefeitura de Arcoverde - PE oferta 66 vagas para contratação imediata.

A empresa Resoluti Serviços de Estudos e Pesquisas e Desenvolvimento Municipal será responsável pelo andamento da seleção.

Cargos e vencimentos do concurso Prefeitura de Arcoverde - PE

As oportunidades ofertadas neste concurso são para profissionais de nível médio, para os cargos de Agente de Endemias e Agente Comunitário De Saúde. O vencimento ofertado para ambos os cargos é de R$ 1.250,00 para jornada de 40 horas semanais trabalhadas.

Dentre as 66 vagas disponibilizadas, parte delas será disponibilizada para candidatos com deficiência.

As atribuições dos cargos

Agente de Endemias: O Agente de Endemias tem como atribuição o exercício de atividades de vigilância, prevenção e controle de doenças e promoção da saúde, mediante ações domiciliares ou comunitárias, individuais ou coletivas, desenvolvidas em conformidade com as diretrizes do SUS e sob responsabilidade do gestor municipal.

Agente Comunitário de Saúde (ACS): O Agente Comunitário de Saúde - ACS tem como atribuição o exercício de atividades de prevenção de doenças e promoção da saúde, mediante ações domiciliares ou comunitárias, individuais ou coletivas, desenvolvidas em conformidade com as diretrizes do SUS e sob a supervisão do gestor municipal.

Como se inscrever

Os interessados em participar deste processo de seleção devem realizar suas inscrições, exclusivamente via internet, através do endereço eletrônico concursos.idmconcursos.com.br, das 18h do dia 20 de dezembro de 2019 até as 23h59min do dia 08 de janeiro de 2020.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 54,00.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

SESC ABRE PROCESSO SELETIVO COM 99 VAGAS PARA PERNAMBUCO

O Sesc Pernambuco inicia o ano com abertura de processo seletivo no estado para o preenchimento de 98 vagas de estágio de nível superior e 1 de nível técnico. A partir do dia 3 de janeiro de 2020 até 9 do mesmo mês, a instituição vai receber gratuitamente e pelo site sescpe.org.br a inscrição dos interessados em participar da seleção.

Podem se inscrever estudantes dos cursos de Administração, Biblioteconomia, bacharelado em Educação Física, Serviço Social, Letras, Pedagogia, Nutrição, Teatro, Dança, Artes Plásticas/Visuais, Música, Química, Matemática, Técnico em Segurança do Trabalho, Design, Jornalismo, Engenharia Civil e Ciências da Computação. Para concorrer ao estágio, o candidato deve estar cursando os últimos dois anos da formação. Já para o nível técnico, é necessário estar no segundo ou terceiro período. Dez por cento das vagas são destinadas às pessoas com deficiência, conforme Regulamento do Processo Seletivo.

A seleção acontece para Grande Recife, Agreste e Sertão, nas unidades do Sesc Casa Amarela, Santo Amaro, Sede Regional, RioMar, Banco de Alimentos, São Lourenço da Mata, Piedade, Garanhuns, Petrolina, Belo jardim, Surubim, Triunfo, Araripina, Bodocó, Goiana, Caruaru, Arcoverde e Buíque. O processo seletivo inclui as etapas de Análise do Histórico do curso e Avaliação Comportamental. Nos cursos de Design, Jornalismo, Engenharia Civil e Ciências da Computação, há ainda a Avaliação Prática.

O resultado de cada etapa será divulgado no site da instituição, assim como a relação final dos aprovados. Os contratados deverão cumprir carga horária de 20h semanais.  As bolsas de nível superior serão remuneradas no valor de R$ 520,00 e a de nível técnico, de R$ 400. Ambos possuem auxílio transporte de R$ 80,00.

ÚLTIMO DIA DE INSCRIÇÕES PARA PARTICIPAR DA 21ª FENEARTE


Artesãs e artesãos, principalmente de Pernambuco, têm até esta sexta-feira (20) para fazer sua pré-inscrição no maior evento de artesanato e economia criativa da América Latina.

As inscrições para a Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) podem ser feitas no site www.fenearte.pe.gov.br  até às 18h. Podem participar, além das artesãs e artesãos pernambucanos, artistas de outros estados e países. A 21ª edição da Fenearte acontecerá entre 01 e 12 de julho de 2020, no Centro de Convenções, em Olinda.

Para ter acesso ao manual e se inscrever, os interessados precisam entrar no site www.fenearte.pe.gov.br acessando a aba “Inscrições”. Será necessário preencher todas as informações solicitadas no sistema. Em sua última edição, a Fenearte recebeu mais de três mil inscrições.

Em caso de dúvidas, o interessado deverá entrar em contato pelo telefone: (81) 3181.3454, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, ou pelo e-mail fenearte@centrodeartesanato.pe.gov.br

EMÍLIA RECEBE PRÊMIO DAS MÃOS DA VALIOSA SANDRA VILAR

Em solenidade na noite da última quarta-feira (18), na Câmara Municipal de Garanhuns, Emília Valença Calado recebeu o prêmio "Mulher Valiosa 2019", das mãos de sua idealizadora, Valiosa Sandra Vilar.

A solenidade foi presidida pela vereadora Andrea Nunes, tendo sido prestigiada por diversas personalidades femininas da Cidade de Simôa.

Sob grande emoção, mas com imensa discrição, a agraciada perguntou do “motivo porque estaria recebendo aquela homenagem...”, tendo secundado suas breves palavras, com mais outra pergunta: “... que fiz para merecer tanto...”


Emília, como todos sabem, é casada com o empresário, advogado e homem público Givaldo Calado de Freitas, e filha do ex-vereador e ex-prefeito de Garanhuns, Amílcar da Mota Valença, sendo ela mesmo também política, vez que disputou vários mandatos. De deputada. De vice-prefeita. E de vereadora.

Emília, que se encontrava em tratamento de saúde em São Paulo, chegou daquela cidade na manhã da quarta-feira (18), segundo ela, “em respeito à Casa Legislativa”, por onde passaram  seu pai, seu cunhado e seu esposo, devendo estar de volta à São Paulo, com seu esposo, Givaldo, no próximo domingo.

AVANTE 70 - Assessoria de Imprensa

GOVERNADOR DECRETA LUTO OFICIAL PELA MORTE DE FRANCISCO BRENNAND

Francisco Brennand
Imagem/Jose Britto

Após receber a notícia do falecimento do artista plástico Francisco Brennand, o governador do Estado de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB-PE), decretou luto oficial de três dias em razão do acontecimento. O artista faleceu, nesta quinta-feita (19), em decorrência de complicações de uma infecção respiratória.  O sepultamento será nesta sexta-feira (20) no Cemitério Morada Paz

Confira a nota de pesar na íntegra:

“Francisco Brennand foi um artista notável, um homem à frente do seu tempo, como mostra o reconhecimento que obteve, ao longo da sua trajetória, no Brasil e no exterior. Ele pertence a uma geração de artistas que elevaram Pernambuco ao topo. Em meio ao imenso legado que Brennand nos deixa, dois são muito especiais: sua oficina-museu, na Várzea, e o Parque das Esculturas, hoje parte indelével do cenário do Bairro do Recife. São obras que vão perpetuar a memória desse artista na história do nosso Estado. Quero expressar meu profundo pesar a todos os seus familiares, amigos e admiradores neste momento de dor e tristeza.”

CANHOTINHO TERÁ FRIGORÍFICO DA MASTERBOI

Do Blog do Edmar Lyra

Em reunião ocorrida no Palácio do Campo das Princesas, nesta quinta-feira (19), foi oficializada a decisão da Masterboi de instalar um frigorífico industrial em Canhotinho, no Agreste Meridional. Participaram do encontro, o governador Paulo Câmara, o proprietário da Masterboi, Nelson Bezerra, o diretor administrativo da empresa, Miguel Zaidan, o conselheiro do Tribunal de Contas Carlos Porto, o deputado Antônio Moraes (amigo pessoal de Bezerra), e representantes da Secretaria da Fazenda, da AD-Diper e de outras pastas estaduais.

Na ocasião, Bezerra ressaltou, mais de uma vez, a importância dos papeis do deputado estadual Álvaro Porto e do prefeito de Canhotinho, Felipe Porto, na decisão da empresa. Reconheceu que, além das características geográficas e da água do município, as condições apresentadas por Felipe e Álvaro foram essenciais para que o empreendimento fosse para Canhotinho.

As observações de Bezerra coincidem com o que vem sendo comentado nos bastidores do projeto da Masterboi. O empenho do deputado e do prefeito teve relevância capital para que o empreendimento seguisse para o Agreste Meridional.  No trabalho de articulação, os dois promoveram reuniões com Bezerra e Zaidan. Comandaram, inclusive, encontros em Canhotinho, se colocando à disposição para que todas os requisitos de ordem burocrática, administrativa e de estrutura fossem atendidos.

A confirmação da ida do empreendimento para Canhotinho é considerada por muitos como a “redenção” da região. Empresa pernambucana com mais de 19 anos de uma história de sucesso, a Masterboi tem frigoríficos nos estados do Pará e do Tocantins. A unidade de Canhotinho será, portanto, a primeira em todo o Nordeste. A empresa tem contribuído de modo decisivo para o desenvolvimento das regiões em que atua. E não deve ser diferente no Agreste Meridional.

Por isso tudo, a decisão, é comemorada de modo especial pelo deputado Álvaro Porto (PTB). Filho de Canhotinho e ex-prefeito da cidade, o parlamentar mobilizou o mandato para assegurar as condições necessárias à instalação do empreendimento.

IATI - LUIZ TENÓRIO CONFIRMA PRÉ-CANDIDATURA A PREFEITO


Por Gidi Santos*

Entrevistado com exclusividade pelo Blog do Gidi Santos na tarde desta quinta-feira (19); preocupado com os seus conterrâneos e ainda motivado com a possibilidade de voltar a servir a população de Iati; o ex-prefeito Luiz Tenório, admitiu pela primeira vez que pode disputar a Prefeitura daquele município no próximo ano.

Caso se confirme a candidatura essa será a terceira disputa em que Luiz passará pelo crivo popular. Em outras duas oportunidades, 96 e 2000, ele foi eleito Prefeito com votações expressivas. Na primeira, bateu Antônio de Souza quase que dobrando a sua votação. Já na segunda, derrotou o seu principal adversário, Expedito de Manoel Pinto; com mais de (4.500) quatro mil e quinhentos votos de vantagem.

Com as duas vitórias; e ainda a partir de gestões bem avaliadas, inclusive por opositores; Luiz conseguiu emplacar dois aliados para o posto de Prefeito; caso do seu sobrinho, Hernani Tenório em 2004; e de seu filho, Alexandre Tenório em 2008. Somadas, essas quatro conquistas advogam a favor do prestígio político dos Tenório em Iati; o que aliás, credencia Luiz à disputa majoritária do próximo ano.

Em 2020, o atual Prefeito Tonho de Lula (PSB), deve disputar a reeleição; mas a exemplo do que ocorreu em 2016 (quando chegou a Prefeitura com apenas 127 votos de vantagem); ele não terá vida fácil. Isso porque, ano que vem, Tonho enfrentará um adversário de peso; que não por acaso; já articula apoio a sua postulação junto a aliados históricos, assim como busca agrupar novas lideranças à seu bloco político.

Por onde tem passado, Luiz Tenório tem provocado reações de carinho, respeito e amizade; o que não poderia ser diferente; afinal; na vida pública, exercendo o posto de Prefeito de Iati, Luiz dedicou o seu tempo a cuidar das pessoas sem distinção; priorizando investimentos em saúde, educação e em políticas de geração de emprego e renda.

Ao confirmar sua pré-candidatura ao Blog, ele deixou claro o que pretende fazer caso volte a comandar os destinos do município de Iati. “Servir a população”.

*Gidi Santos é Jornalista e blogueiro

quinta-feira, 19 de dezembro de 2019

PERFORMANCE "A FESTA" ENCERRA OFICINA DE ILUMINAÇÃO CÊNICA EM GARANHUNS


Depois de três semanas intensas de aulas no Centro de Produção Cultural e Negócios do Sesc (CPC), a oficina "Luz na Cena – Iniciação à Iluminação Cênica para Atores e Atrizes" chega ao seu final tendo como resultado de todo este processo a construção coletiva da performance teatral “A Festa – Não Recomendada à Família Tradicional”, adaptada do texto original do dramaturgo inglês Harold Pinter, será encenada no Teatro Reinaldo de Oliveira, do CPC, nesta quinta (19), às 20h. A entrada é gratuita com classificação indicativa de 16 anos.

A performance retrata o dilema entre os valores sociais que se vivencia na atualidade e mostra uma festa em uma sociedade recatada, cheia de limitações e privilégios, sugerindo o que acontece no mundo externo a essa realidade. Mas um personagem, alheio a este reduto, adentra a festa e muda o status quo estabelecido. Para esta finalização, os 21 alunos foram divididos em várias funções do campo das artes cênicas e da produção como atores, atrizes, músicos, contrarregras, iluminadores, técnicos de luz, cenotécnicos e operadores de som. A concepção e direção da performance são de Eron Villar, Ivo Barreto e Carlos Carvalho, instrutores da oficina.

Todos os elementos de iluminação utilizados em “A Festa” foram abordados durante as aulas da oficina: “Para essa composição, contemplamos vários conceitos de iluminação, do mais artesanal, ao usarmos uma lâmpada incandescente, passando pelos equipamentos tradicionais de um teatro, como elipsoidais e PCs, até os elementos digitais mais contemporâneos, como um refletor de led”, explica Eron Villar, que é designer de luz, diretor de teatro, roteirista de quadrinhos e produtor cultural.

O resultado da oficina “Luz em Cena”, realizada em parceria com o CPC, surpreendeu os instrutores. “Estamos muito felizes com o empenho e a dedicação dos alunos e alunas, principalmente devido à diversidade que conseguimos montar na turma com atores, atrizes, músicos, performers, psicóloga, arquiteto, que contribuiu para essa leitura muito ampla, essencial para o sucesso deste exercício final”, conclui Villar. A oficina “Luz em Cena” teve a chancela do Funcultura 2017/2018.

STF DECIDE QUE NÃO PAGAR ICMS É CRIME

Por 7 votos a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quarta-feira (18), considerar crime o não pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), devidamente declarado. O imposto é a principal fonte de receita dos estados, cobrado pela movimentação de mercadorias e serviços, devendo ser recolhido e repassado ao governo por uma empresa na venda de algum produto ou serviço.

Conforme a decisão, os responsáveis por empresas que não repassarem ao estado o valor recolhido de ICMS cobrado no preço de mercadorias poderão ser processados pelo crime de apropriação indébita tributária, com base no artigo 2º, inciso II, da Lei 8.137/90. Antes da decisão, a falta de pagamento não era reconhecida como crime tributário, mas como simples inadimplemento do valor.

O dispositivo definiu como crime tributário "deixar de recolher, no prazo legal, valor de tributo ou de contribuição social, descontado ou cobrado, na qualidade de sujeito passivo de obrigação e que deveria recolher aos cofres públicos".

A decisão deverá atingir os contribuintes que, de forma contumaz e com dolo de apropriação, deixaram de repassar o ICMS aos governos estaduais.

A pena prevista para o crime é de seis meses a dois anos de detenção, no entanto, são suspensas mediante o pagamento da dívida ou pela adesão a programas de refinanciamento de dívidas (Refis). Fonte: Portal Folha de Pernambuco.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

JUCATI - MPPE RECOMENDA IDENTIFICAÇÃO DE TODA FROTA DE VEÍCULOS A SERVIÇO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao prefeito do município de Jucati, Eraldo Pereira, a imediata identificação externa de toda a frota municipal, com sinalizações em ambos os lados dos veículos, no prazo máximo de 30 dias.

De acordo com a recomendação da promotora de Justiça Larissa Albuquerque, a ausência de identificação externa nos automóveis públicos inviabiliza o controle social e pelos órgãos externos quanto à correta utilização dos veículos oficiais, uma vez que o uso indevido de um veículo oficial constitui desvio de finalidade na utilização de equipamento público, podendo configurar ato de improbidade administrativa.

Acúmulo de cargos públicos - O MPPE emitiu ainda outra recomendação ao Poder Executivo de Jucati. Desta vez para a secretária Municipal de Saúde, Danielle Lima, com a finalidade de que se desvincule de suas funções públicas, permanecendo apenas em dos cargos públicos, no prazo de 10 dias. O MPPE tomou conhecimento de que a servidora também ocupa cargo público de enfermeira no estado de Sergipe desde 2013, com uma carga horária semanal de 36 horas, conforme Portal da Transparência do estado de Sergipe.

De acordo com a recomendação, também assinada pela promotora de Justiça de Jupi Larissa de Almeida Albuquerque ressalta que nenhuma das exceções previstas na Constituição se caracteriza com a atual situação da servidora de Jupi e que esse seu exercício simultâneo e remunerado se configura como uma violação direta ao texto constitucional. A promotora de Justiça destacou ainda que a carga horária semanal de 36 horas da servidora em Sergipe, impossibilita o exercício de qualquer outra função exercida em Jupi, município do agreste pernambucano. Dessa forma, o MPPE recomenda que a servidora faça a opção entre os dois cargos, permanecendo apenas com um cargo, emprego ou função.

O acatamento ou não das recomendações n° 014 e 015/2019 deverão ser informadas ao MPPE em até 10 dias. Os documentos foram publicados no Diário Oficial Eletrônico do MPPE da segunda-feira (16).

ARENA DIFUSORA, UM SONHO QUE VIROU REALIDADE

Givaldo Calado de Freitas

Estive presente, na manhã do sábado (14), na abertura, para a cidade de Garanhuns e, sem exagero, para muitas do Nordeste, da ARENA DIFUSORA. Uma ideia magnífica e brilhante do amigo Elisson Bezerra, fruto de seus sonhos que marcam esse grande momento que vivemos com tantas iniciativas que apontam, de certo, para um melhor futuro para nossa cidade. E esse seu sonho, no dizer de Marchado de Assis, “coincide com a realidade...”

Confesso que de lá saí encantado e em estado de graças, como sempre me ocorre, quando presente, nesses instantes, na minha cidade.

Aposto no futuro de Garanhuns. Aliás, faço essas apostas, até pensando em vultos de nosso passado que ajudaram a construir a “Cidade Encanto”, a “Cidade Poesia” de Garanhuns.

Simôa Gomes de Azevedo deve estar muito feliz com os sonhos e as ações de seus sucessores.

CÂMARA APROVA EM PRIMEIRO TURNO AUMENTO DE REPASSES AOS MUNICÍPIOS

Por Agência O Globo

A Câmara aprovou em primeiro turno, nesta terça-feira (17), o projeto que aumenta em 1 ponto percentual no repasse da União para o Fundo de Participação de Municípios (FPM). A votação tinha consenso dos líderes partidários e passou com 343 votos favoráveis a 6 contrários.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) prevê um acréscimo para o orçamento dos municípios na ordem de R$ 60 bilhões em dez anos, de acordo com um estudo da Secretaria de Tesouro Nacional. Os novos recursos devem ser entregues ao FPM nos primeiros dez dias de setembro de cada ano.  Como os deputados votaram apenas o primeiro turno este ano, a mudança não valerá para 2020.

O projeto prevê que o aumento de repasses aconteça de forma escalonada. No primeiro ano de vigência, o repasse teria um acréscimo de 0,25%, o Fundo aumentaria mais 0,25% no ano seguinte, 0,5%  no terceiro ano e chegaria ao 1% apenas no quarto. Os recursos do FPM vêm do Imposto de Renda (IR) e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

A mudança prevê que 1% do valor do FPM seja entregue aos municípios nos primeiros dez dias de setembro. As cidades já recebem valor igual nos primeiros dez dias de julho e dezembro.

O aumento ainda precisa ser aprovado em segundo turno e promulgado em sessão do Congresso Nacional. 

AGA PRESTA HOMENAGENS A SEUS ASSOCIADOS E FUNDADORES


No último dia 12 de dezembro, a Associação Garanhuense de Atletismo (AGA), realizou solenidade para homenagear com o Título de Conselheiros de Honra, seus associados  pelo reconhecimento junto ao Clube. O evento foi comandado pelo Presidente do Conselho Deliberativo, José Paulo, e aconteceu no Parque Aquático do Clube.

Durante a Cerimônia, foram entregues Troféus e Certificados para diversos associados como: Ivo Tinô do Amaral, Luciano Oliveira, Alfredo Farias, Audálio Ramos, Jurandy Pessoa, Tiago Vicente, Valmir Leal, Hélio Tadeu entre outros.

A programação faz parte das comemorações dos 90 anos do clube, que será comemorado em agosto de 2020. Os associados aproveitaram o momento para discursar, falando de fatos pitorescos do Clube e revelarem amor a Associação.  No final do evento foi oferecido um coquetel a todos presentes em clima de confraternização.

Homenageados com o Título de Conselheiros de Honra da AGA 

1 - Ivo Tinô do Amaral 
2 - Valmir Leal Barros
3 - José Luciano de Oliveira 
4 - Jurandy Pessoa de Araújo 
5 - José Cassiano da Silva
6 - Hélio Tadeu Vieira 
7 - Hélio Paes Lira 
8 - Evilasio Pereira Padilha
9 - Paulo Barbosa da Silva 
10 - Alfredo Farias de Andrade 
11 - Jairo Braga da Silva 
12 - Valdemir Pessoa deCarvalho
13 - Audálio Ramos Machado 
14 - Ivan Andrade de Vasconcelos
15 - Tiago Vicente Ferreira 
16 - Sílvio Apolinário de Araújo

CONCURSO MP - CE COM 30 VAGAS E CADASTRO

De acordo com o edital MPCE 1/2019, as oportunidades se distribuem para os cargos de Analista Ministerial e de Técnico Ministerial. Os interessados podem se inscrever de 2 a 21 de janeiro de 2020 (saiba como, a seguir).

Vagas e remuneração mensal

O cargo de Analista Ministerial é de nível superior e possui 17 oportunidades, mais cadastro, nas seguintes áreas: Administração, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Ciências da Computação, Direito, Engenharia Civil, Psicologia e Serviço Social.

Os aprovados e contratados terão como contrapartida financeira um vencimento mensal inicial de R$ 4.815,59 acrescido de R$ 1.103,83 de auxílio-alimentação, totalizando uma remuneração de R$ 5.919,42. Para isso, terão que cumprir suas atribuições durante 30 horas semanais de trabalho.

Para o cargo de Técnico Ministerial, que é de nível médio, são disponibilizadas 13 vagas mais cadastro de reserva, já considerando nesse total a ampla concorrência, a reserva para candidatos com deficiência e a cota para candidatos negros.

Estes servidores técnicos irão perceber remuneração mensal de R$ 4.038,91, quando somado o vencimento de R$ 2.935,08 ao auxílio-alimentação de R$ 1.103,83. A mesma jornada de trabalho dos Analistas terá que ser cumprida.

Seleção dos candidatos ao concurso MP - CE

O Cebraspe vai desenvolver algumas etapas básicas para selecionar bem os candidatos ao concurso MP - CE, a saber: 

Provas objetivas, para todos os inscritos;
Prova discursiva, também para todos os participantes;
Avaliação de títulos, somente para o cargo de Analista Ministerial em todas as áreas.

A capital, Fortaleza, será a localidade onde ocorrerão todas as fases do concurso, inclusive a "avaliação biopsicossocial", que é restrita aos candidatos que solicitarem concorrer às vagas reservadas às pessoas com deficiência. Também acontecerá em Fortaleza o "procedimento de verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros".

Reiteramos que as provas objetivas e a prova discursiva para todos os cargos estão previstas para 8 de março de 2020, no turno da manhã e no turno da tarde, conforme o cargo disputado.

Os gabaritos oficiais preliminares irão ser liberados pelo Cebraspe provavelmente a partir das 19 horas do segundo dia após a aplicação (ou seja, dia 10 de março).

Como confirmar a inscrição

A inscrição pode ser feita dentro do período que informamos e acessando a página eletrônica do Cebraspe. Antes de efetivar a participação, leia o edital completo.

O investimento inicial que o candidato terá que fazer para participar do concurso é o do pagamento da taxa de inscrição. Ela custa R$ 100,00 para os cargos nível superior e R$ 70,00 para o cargo de nível médio. 

terça-feira, 17 de dezembro de 2019

IVO AMARAL RECEBE TÍTULO DE CONSELHEIRO DE HONRA DA AGA

Ivo Amaral, que foi vereador, vice-prefeito, deputado estadual e prefeito de Garanhuns por dois mandatos, foi homenageado pela Associação garanhuense de Atletismo, AGA, o tradicional clube da cidade, que tem sede imponente na Avenida Rui Barbosa.

O Conselho Deliberativo da AGA outorgou a Ivo o título de Conselheiro de Honra do clube pelos muitos serviços prestados à associação esportiva.

Embora nascido em Lajedo, Ivo mora em Garanhuns desde criança e tem uma vida dedicada a Garanhuns. Nunca é demais lembrar que ele como prefeito criou o Festival de Inverno e instalou o relógio de flores na Praça Tavares Correia, ainda hoje o principal cartão postal da cidade. Com informações do Blog do Roberto Almeida.

PREFEITURA DO RECIFE ABRE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE MÉDICOS

A Prefeitura do Recife lançou seleção simplificada para preencher temporariamente as vagas de profissionais de saúde que estão de licença ou férias. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 23 deste mês, via postal. Estão disponíveis 73 vagas para médicos da Atenção Básica à Saúde, cujo o salário base é R$ 11.942,22. O edital completo está disponível no site: www.recife.pe.gov.br.

A seleção será realizada em etapa única, através de avaliação curricular. O contrato temporário será de um ano, podendo ser renovado por mais um, assim como também pode ser rescindido, a qualquer momento, de acordo com as necessidades da Prefeitura do Recife ou preenchimento das vagas por candidatos aprovados em concurso público. O processo seletivo reserva 10% das vagas para pessoas com deficiência.

Os interessados em participar da seleção devem preencher o formulário de inscrição e o caderno de apresentação de documentos disponíveis no edital e enviá-los, junto com a cópia da documentação, para a Diretoria Executiva de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde (Degtes), situada na Rua Alfredo de Medeiros, n° 71, Espinheiro. O resultado preliminar da avaliação curricular será divulgado no dia 23 de janeiro, no Diário Oficial, e o resultado final, em 4 de fevereiro.

A expectativa é que os profissionais comecem a trabalhar em março. Os candidatos aprovados na seleção atuarão na unidade de saúde para a qual forem designados pela Secretaria de Saúde (Sesau), sem alteração da remuneração prevista no edital. Fonte: Portal Folha de Pernambuco.

INSS - CALENDÁRIO DE PAGAMENTO DE APOSENTADORIAS E PENSÕES DE 2020


Cerca de 35 milhões de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já podem checar a data de depósito dos benefícios de 2020. Segundo o INSS, os depósitos seguirão a mesma sequência de anos anteriores. As datas foram divulgadas na segunda-feira (16). Fonte: Agência Brasil.

PANELAS - MPPE EMITE RECOMENDAÇÃO CONTRA A PRÁTICA DE NEPOTISMO NOS PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à prefeita de Panelas, Joelma Duarte Campos, e ao presidente da Câmara do município, Genilson de Lucena Correia da Silva, que exonerem, no prazo de 10 dias, todos os cargos comissionados em que o servidor não efetivo seja parente, em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, inclusive mediante designações recíprocas ou parente, em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau de exercente de mandato eletivo no outro poder constituído.

Além disso, recomendou ainda, conferindo o prazo de 10 dias, a destituição dos cargos de função gratificada, no caso de servidores efetivos ou não, e a rescisão dos contratos de serviço de temporários que estejam enquadrados como parente conforme delimitação legal prevista na Súmula Vinculada n°13 do Supremo Tribunal Federal citada anteriormente.

De acordo com a recomendação do promotor de Justiça Felipe Wesley Silva, os gestores também não devem efetuar novas nomeações para cargo comissionado, designação de função gratificada e contratação temporária. Por fim, a prefeita e o presidente da Câmara devem enviar à Promotoria de Justiça de Panelas a relação de todos os procedimentos realizados.

A recomendação n° 006/2019 foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do MPPE desta segunda-feira (16).

GIVALDO QUER PASSAGENS DE COLETIVOS MAIS ACESSÍVEIS AO TRABALHADOR DE GARANHUNS

Por Jonathas William J.W / Garanhuns Notícias

Em entrevista ao blog “Tempero Político”, do Portal Garanhuns Notícias, o empresário, acadêmico e homem público, Givaldo Calado de Freitas afirmou que “antes de se pensar em aumento das passagens dos coletivos em nossa cidade, se deveria pensar na adequação dessas passagens ao bolso de nossa gente.” E, indaga: “por que isso ocorre? Será porque a nossa massa operante estaria a receber um melhor aporte salarial? Ou ainda: teriam seus salários engordado na mesma medida que se pretende majorar essas passagens? Penso que não. E digo mais: de há muito que se fala dessas medidas. Como fica nossa massa trabalhadora diante dessa situação, quando ela depende desse serviço essencial ao longo de seus dias a dia? E, ainda, há de se dizer que antes dessa despesa, tantas outras ela tem que enfrentar, a despeito de seus salários que não crescem na mesma medida que crescem suas despesas com alimentação, educação, prestação ou aluguel de casa, saúde, etc. e etc.”


“Entendo o drama porque passa o empresário de nosso país, até porque sou um deles, quando é obrigado a fazer milagres ou, no mínimo, malabarismos para atender às suas múltiplas despesas, sobretudo de governo, em todas as suas esferas, mas também enxergo que no caso desse serviço, vital à nossa gente, nada melhor do que se sentar à mesa para se estudar a questão, ambos os lados, empresários e trabalhadores, todos munidos, honestamente, de  argumentos convincentes e cristalinos, portanto, irrefutáveis, à solução da questão”, argumenta, Givaldo. 

“Por outro lado, tenho sérias razões para acreditar que esse serviço essencial à nossa gente não pode ficar somente nas mãos de um grupo. Sempre me posicionei contra quaisquer vertentes de natureza monopolista e, no caso de nossa cidade, a empresa que explora esse serviço vem sendo exclusiva em Garanhuns desde o início da década de 1980, portanto, há mais de 35 anos. Naquela época, nossa cidade era bem menor. Também o número dos seus habitantes. Hoje, somos cerca de 140/145 mil habitantes, e com uma cercania sempre presente em nossa cidade em torno de 900/950 mil pessoas. E, aqui, não estou dizendo, em absoluto, que a empresa de transporte que nos serve não atende bem nossa gente, mas que seria bem melhor que outra ou outras empresas também prestassem esse mesmo serviço à Garanhuns. No fundo, defendo a concorrência, sobretudo na prestação desse serviço, e a gente que decida.”, crava Givaldo.    

segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

NOVEMBRO TEM RECORDE MENSAL DE CONTÊINERES EM 41 ANOS DE FUNCIONAMENTO DO PORTO DE SUAPE

Principal porto do Norte/Nordeste na movimentação de contêineres, Suape bateu recorde no mês de novembro, alcançando 43.505 TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés), a melhor marca mensal da história do porto, em seus 41 anos. Novembro também registrou o maior percentual de crescimento do ano. No comparativo com o mesmo mês de 2018, o aumento foi de 15%. No acumulado de 2019, Suape registra 433,7 mil TEUs, número 5% maior do que o apurado no período de janeiro a novembro do ano passado, quando foram movimentados 412.412 TEUs.

A curva de crescimento mostra um cenário bastante positivo para encerrar o ano com recorde na movimentação deste tipo de carga. A melhor marca foi atingida em 2017, quando Suape fechou o ano com mais de 464 mil TEUs. No cenário nacional, o atracadouro pernambucano continua na 4ª posição entre os portos públicos com maior movimentação de carga conteinerizada.

Os principais produtos transportados dentro de contêineres de janeiro a novembro foram os plásticos (894 mil toneladas); cereais (384 mil toneladas); ferro fundido e aço (248 mil toneladas); gesso, cal e cimento (245 mil toneladas), e bebidas alcoólicas (150 mil toneladas).

A cabotagem é a principal navegação das mercadorias conteinerizadas no Porto de Suape. Os embarques e desembarques, de janeiro a novembro, somaram 340.295 TEUs. Já a importação foi responsável por 68.764 TEUs, seguida da exportação com 24.649 TEUs.

UFRPE ABRE VAGAS PARA PROFESSORES SUBSTITUTOS

A Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) publicou o edital nº 10/2019 referente à sua seleção simplificada destinada ao provimento de sete vagas para Professores Substitutos a serem lotados nas unidades de Serra Talhada, Garanhuns, Cabo de Santo Agostinho e sede (Recife - PE).

Vagas na UFRPE

Para a Unidade Acadêmica de Serra Talhada - UAST as vagas são para as áreas de:  Melhoramento Genético Animal; Entomologia Agrícola;  Morfologia e Fisiologia Animal.

Na Unidade Acadêmica de Garanhuns - UAG as oportunidades são para as áreas de: Higiene na Indústria de Alimentos; Processos Tecnológicos V; Processos Tecnológicos VI; e Tecnologia de Frutas e Hortaliças; Química de Alimentos; Análise Sensorial; Ciência e Tecnologia do Chocolate.

No Departamento de Ciências do Consumo - Sede as vagas são para as área de: Tecnologia na Cadeia Têxtil; Ciência do Conforto e Tecnologia do Produto Emergente.

Na Unidade Acadêmica do Cabo de Santo Agostinho - UACSA as vagas são para a área de Circuitos Elétricos e Sinais e Sistemas.

A remuneração varia conforme a carga horária da vaga e com a titulação do profissional (especialização, mestrado ou doutorado), podendo chegar a R$ 5.831,21.

Inscrições no processo seletivo da UFRPE

As inscrições serão realizadas nos endereços informados no edital conforme a vaga desejada, mediante envio da documentação exigida.

Os candidatos poderão se inscrever apenas de forma presencial ou por Sedex, durante o período de 16 de dezembro de 2019 e 07 de janeiro de 2020, de segunda à sexta-feira, das 08 às 12 horas e das 14 às 17 horas. Não haverá inscrições nos dias 24, 25 e 31 de dezembro de 2019 e no dia 01 de janeiro de 2020.

TUDO PRONTO PARA A FLIPO 2019

Na 3ª feira, dia 17 de dezembro de 2019, em solenidade com início previsto para as 09h30, na Casa Rosada da Rua Santana, sede nacional da UBE, no bairro de Casa Forte, no Recife, com apresentação do Coral Novo Milênio e pronunciamentos dos escritores Alexandre Santos, Antônio Campos e Edvaldo Arruda, com a voz dos poetas Luiz Carlos Dias e Sidney Ramos, a Câmara Brasileira de Desenvolvimento Cultural fará a abertura oficial da FLIPO 2019, que, com a participação de quase cem artistas, animará a cena cultural da região com palestras, debates, entrevistas, exposições, lançamentos e saraus artísticos até o dia 21 de dezembro. Clique aqui e leia a programação na íntegra.

IGUARACY RECEBE PREMIAÇÃO NACIONAL POR EXECUÇÃO DO PROGRAMA CRIANÇA FELIZ

O prefeito Zeinha Torres e a equipe da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, através do Programa Criança Feliz, estiveram em Brasília, no Auditório do Tribunal de Contas da União, recebendo a premiação como destaque nacional na execução do Programa.

O prêmio foi entregue ao prefeito Zeinha Torres e à Secretária de Desenvolvimento e Assistência Social, Juliany Rabêlo pelo Ministro da Cidadania, Osmar Terra.

“Muito feliz com mais essa realização, esse prêmio é o reconhecimento de um trabalho feito com muito amor e carinho. Parabéns a toda a equipe do Programa Criança Feliz”, disse o prefeito.

Já a Secretária de Desenvolvimento e Assistência Social, Juliany Rabêlo, que estava no evento acompanhada pela coordenadora do Criança Feliz, Andresa Melo e pela orientadora do programa, Jéssica Honorato, manifestou sua alegria e agradecimento.

“Apresentamos hoje nossa Experiência Exitosa no 2° Encontro Nacional do Criança Feliz. Somos 1°Lugar no Brasil em Planejamento e Execução da Visita Domiciliar do Programa Criança Feliz”. Ela agradeceu à equipe que conta com Andresa Melo, Ana Claudia, Silmara, Jéssica Honorato, Érica Tuany, Mayara, Kamila Lins e Jéssica Macena.

domingo, 15 de dezembro de 2019

AS ORIGENS DO QUEIJO NO BRASIL


Por Verônica Barros

Coube ao britânico Robert Southey (1774 - 1843), em seu livro História do Brasil, registrar que a primeira citação sobre produção de queijo no Brasil ocorreu na capitania pernambucana, no ano de 1581. Anos mais tarde, o historiador Francisco Augusto Pereira da Costa (1851-1923), na obra Os Anais Pernambucanos, que conta a vida cotidiana no Estado, no período de 1493 a 1850, referendou a narrativa de Southey.

“…O gado vacum, trazido de Cabo Verde, multiplicava-se prodigiosamente; fabricava-se manteiga e queijo, e do leite se fazia o mesmo uso que na mãe pátria, pouco influindo nisso o clima”, destaca trecho da publicação de Pereira da Costa. De acordo com o também historiador Luís da Câmara Cascudo, a fabricação do produto no Nordeste do Brasil data da instalação das primeiras fazendas no sertão nordestino.

Levando-se em conta que o Estado se especializou na produção do queijo de coalho e queijo de manteiga, feitos de maneira artesanal, a partir do leite cru, as informações nos fazem deduzir que um dos dois é o tipo mais antigo do País. Segundo a história, quando viajantes percorriam longas distâncias carregando leite em mochilas fabricadas a partir do estômago de animais jovens, ele coagulava e a massa resultante tinha sabor agradável.

Assim surgia o queijo de coalho. Na época, para coagular o leite, eram usadas vísceras de um animal abatido, extraídas imediatamente após a sangria. Por ação de enzimas e micro-organismos, as proteínas coalhavam. Com o passar do tempo, o processo foi se modificando até a chegada do coalho industrial. Já o queijo de manteiga é feito sem adição de coalho, já que a massa é obtida por desnaturação ácida, que é cozida junto com o soro desnatado por cerca de cinco horas. Após esse processo, ele se transforma em um queijo gorduroso, de massa amarelada e casca levemente rija.

O livro O Queijo de Coalho em Pernambuco: Histórias e Memórias, escrito pelo gestor do Centro Tecnológico de Laticínios de Garanhuns, Benoit Paquereau, pela historiadora Maria Giseuda de Barros Machado e pela arquivista Sônia Romualda Napoleão Carvalho, reúne informações sobre o produto, desde a Colonização. Segundo Paquereau, a produção na capitania começou a se consolidar, mas, diante da proibição de se criar gado no litoral, houve migração para o Interior do Estado. “A produção se estabeleceu principalmente no Agreste, onde o clima e o pasto para os animais eram mais favoráveis”, ressaltou.

A região se configurou como a Bacia Leiteira do Estado, onde os queijos de manteiga e de coalho são as principais variedades produzidas. A estimativa é de que existam cerca de 70 mil fabricantes desses produtos, de maneira artesanal, em Pernambuco. Algumas fazendas ainda mantêm a fabricação de forma bem rudimentar, outras, porém, são mais rigorosas no controle de qualidade - que começa desde a escolha das vacas e sua ordenha, à avaliação do grau de acidez do produto e sua pasteurização.

Parte dos produtores também se preocupa com a finalização desse processo, cuidando diretamente da maneira como são embalados, transportados e distribuídos os produtos. Além de Pernambuco, o Ceará, o Rio Grande do Norte e a Paraíba (que antes estavam inseridos na Capitania Hereditária de Pernambuco) também são fabricantes desses tipos de queijo.

Nos últimos anos, instituições públicas, além do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), de centros de pesquisas e de empresários pernambucanos, estão lutando pelo reconhecimento do queijo de coalho como legitimamente brasileiro e, mais especificamente, pernambucano. Os líderes do movimento fazem uma analogia com o queijo parmesão, por exemplo, que é reconhecido pela comunidade internacional como sendo de Parma, na Itália.

O grupo dará entrada num pedido de Indicação Geográfica “Agreste Pernambucano” para o produto. Esse atestado pode ser de dois tipos: Indicação de Procedência (IP) ou Denominação de Origem (DO). Uma equipe de pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP) e do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) estão elaborando um dossiê para ser encaminhado ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi), que é a instituição que atesta o registro.

A indicação geográfica abrange uma série de informações sobre a forma de produção, desde fatores humanos, como a história e o modo de fazer tradicional do alimento, até aspectos naturais, como as plantas utilizadas na dieta do animal. Gestor do Centro Tecnológico de Laticínios de Garanhuns, Benoit Paquereau é um dos que está à frente da iniciativa. “Acredito que, se tudo der certo, no prazo de até um ano, obteremos o registro de Denominação de Origem. A conquista vai agregar valor ao produto e, automaticamente, beneficiar os produtores envolvidos nesse processo. Esse será um primeiro passo para a expansão do queijo pernambucano.”

Segundo a Coordenação de Indicação Geográfica do Ministério da Agricultura, “o registro atesta uma notoriedade já existente ou um produto com características vinculadas ao meio geográfico, incluindo fatores naturais ou humanos”. “Reconhecemos que o Agreste pernambucano tem potencial, entretanto, o tempo para obtenção do registro depende da organização dos produtores”, respondeu por meio de nota a coordenação.

Se por um lado o segmento queijeiro aguarda pela liberação da Indicação Geográfica do queijo de coalho, por outro, já comemora a regulamentação do chamado Selo Arte, por meio do Decreto nº 9.918/2019, da Presidência da República. A iniciativa teve origem na Lei nº 13.680/2018, de autoria do deputado federal Evair de Melo (PP-ES).

Segundo a medida, “fica permitida a comercialização interestadual desses produtos alimentícios, com características e métodos tradicionais ou regionais próprios, e que para a produção sejam empregadas boas práticas agropecuárias e de fabricação – submetidas à fiscalização de órgãos de saúde pública dos Estados”. Se não fosse essa legislação específica, a venda desses alimentos continuaria limitada ao município ou Estado em que fossem produzidos e inspecionados.

Mesmo tendo havido avanço, é preciso salientar, contudo, que para que o Selo Arte valha, na prática, há mais uma etapa a ser cumprida. A execução dessa iniciativa depende ainda da criação, pelo Ministério da Agricultura, do Cadastro Nacional de Produtos Artesanais, que será gerido pelo órgão federal, mas alimentado pelos próprios Estados. “A mudança irá beneficiar os produtores artesanais, garantindo acesso ao mercado formal e a agregação de valor aos queijos. Certamente o consumo vai aumentar.”

Com relação às legislações em Pernambuco, foi sancionada no ano passado a Lei 16.312/2018, originada de proposição do deputado Claudiano Martins Filho (PSB), cujo objetivo é proteger o produto fabricado no Estado. De acordo com a norma, queijarias artesanais, pequenas fábricas de laticínios e estabelecimentos agroindustriais de pequeno porte poderão seguir as regras simplificadas de fiscalização, definidas na Lei Estadual 13.376/2007. “A meta é dar oportunidade para que esses espaços possam ofertar novos produtos, aumentando os ganhos do fabricante”, afirma o parlamentar.

Produtor de queijo de coalho artesanal na cidade de Venturosa (Agreste) e presidente da Associação de Certificação do Queijo Coalho do Agreste, Romildo Bezerra afirma que, nos últimos cinco anos, um conjunto de fatores tem feito com que o item fabricado no Estado tenha se tornado um produto de mais qualidade e com condições de ser mais uma referência gastronômica de Pernambuco. “O consumidor está mais exigente. A legislação, tanto federal quanto estadual, e também a assistência técnica do Sebrae têm possibilitado a melhoria da produção e da comercialização da mercadoria. Também acredito que os gestores estão mais conscientes sobre a importância de viabilizar nossa produção”, frisou.

Circuito do queijo - Romildo Bezerra também destacou a importância da realização dos concursos de queijos, que vêm sendo promovido pela Assembleia Legislativa com o apoio de algumas instituições do setor. Em 2017 e 2018, o Parlamento Estadual realizou os certames por intermédio da Comissão de Agricultura da Casa. Em 2019, a iniciativa está sendo organizada pela Frente Parlamentar da Bacia Leiteira, coordenada pelo deputado Claudiano Martins Filho. Para Bezerra, a ação é uma forma de unir os fabricantes e também de estimular a elaboração de queijos de melhor qualidade e diferenciados, como os temperados. “Esperamos que essa iniciativa se mantenha, pois é mais uma maneira de valorizar o trabalho dos bons produtores”, salientou.

A primeira e a segunda edições do Concurso Regional de Queijos ocorreram, em sua totalidade, durante a Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados, no Recife. Do primeiro concurso, participaram 14 queijarias, sendo três premiadas na categoria queijo de manteiga e três agraciados na modalidade queijo de coalho artesanal. Já na segunda competição, concorreram 23 produtores, com premiação para três fabricantes das duas categorias do produto.

Neste ano, entretanto, a Frente Parlamentar da Bacia Leiteira alterou o formato do certame. Estão sendo realizados quatro circuitos regionais nas cidades de Venturosa, Garanhuns e Pedra, no Agreste Meridional, e em São Bento do Una, no Agreste Central. Depois de selecionados, os fabricantes participarão da final do concurso, que será na Exposição Nordestina de Animais e Produtos Derivados, prevista para ocorrer entre 14 e 17 de novembro.  “Queremos estimular os produtores e queijeiros a melhorar a qualidade dos itens”, defendeu Claudiano Martins Filho.

Museu - Outro projeto em andamento, também liderado por instituições governamentais e produtores de laticínios do Agreste, é a implantação do Museu do Queijo de Coalho de Pernambuco. O espaço deverá funcionar no prédio do Mosteiro do Bom Pastor, em Garanhuns. O município foi escolhido porque sustenta cerca de 70% da produção da Bacia Leiteira pernambucana. A proposta se assemelha à do Museu da Cachaça de Minas Gerais e se destina a proporcionar o fortalecimento do setor leiteiro.

GARANHUNS - NOVE HORAS SPORT CLUBE

Nove Horas Sport Clube - Ano de 1977. Em pé: Nêgo, Edinho, Mano, Zé Assis, Djalmane, Manoel Sales, Evando, Waldir, Adeildo Torres e Rivaldo. Agachados: Carlos, Nino, José Carlos Espinhara, Toinho, Ailton, Zé Elis, Cristovão e Maia.
Imagem/Jornal Amigão/1992

HÁ 40 ANOS NO COLÉGIO DIOCESANO DE GARANHUNS

GARANHUNS (02.12.1979) - Turma de concluintes da 1ª Série. Monsenhor Adelmar da Mota Valença, professora Maria Elisabete Miranda. Entre os alunos José de Anchieta Gueiros de Barros (blogueiro) e Montini Pacelli Gueiros de Barros.
Acervo/Memorial Ulisses V. de Barros Neto