sábado, 18 de abril de 2020

GOVERNO DE PERNAMBUCO ZERA ICMS DA CONTA DE ENERGIA

Por G1

O governo de Pernambuco decidiu zerar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da conta de energia elétrica para quem consome entre 141 e 220 quilowatts por mês, devido à pandemia do novo coronavírus. A decisão foi comunicada neste sábado (18), pelo governador Paulo Câmara (PSB), durante pronunciamento transmitido pela internet 

De acordo com o governador, a retirada dos impostos vai zerar o valor da conta de energia para 176 mil famílias pernambucanas. Para chegar a esse percentual, segundo o governo estadual, o acordo prevê que governo federal irá assumir o custo da operadora de energia.

"Essa medida na conta de luz, ela se soma a outra medida já anunciada de isenção do pagamento da conta de água às famílias de baixa renda no estado de Pernambuco e se soma também a outras ações do governo de Pernambuco na área social, como o pagamento do 13° do Bolsa Família, cuja terceira parcela nós realizamos na última quinta-feira (16)", afirmou o governador.

A tarifa social, em Pernambuco, existe desde 2007, para quem consumir até 140 quilowatts por mês.

O governo federal também publicou uma medida provisória que isenta os consumidores de baixa renda do pagamento das contas de luz, entre 1º de abril e 30 de junho. Nesse caso, o benefício contempla consumidores de baixa renda, que consomem até 220 quilowatts-hora (kWh). A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) disponibilizou um telefone para cadastro dos que ainda não estão inscritos nessa tarifa.

CONCURSO PREFEITURA DE MOREILÂNDIA - PE


A Prefeitura de Moreilândia anunciou o edital de concurso público nº 001/2020 destinado ao preenchimento de 79 vagas, mais cadastro reserva, para o seu quadro de pessoal. No concurso Moreilândia - PE serão contratados profissionais de vários níveis de escolaridade.

A execução do concurso público está sob responsabilidade da ASCONPREV.

Oportunidades são para cargos de vários níveis de escolaridade e carga horária varia de 24 a 40 horas semanais. Confira como estão distribuídas as 79 vagas do concurso Moreilândia - PE.

Inscreva-se no concurso Moreilândia - PE

Para concorrer às vagas é necessário realizar sua inscrição dentro do período que vai do dia 17 de abril a 18 de maio de 2020. O cadastro e preenchimento do formulário de inscrição deverá ser feito no site da banca organizadora.

Valor da taxa de inscrição: Ensino fundamental R$ 65,00; ensino médio e técnico R$ 75,00 e ensino superior R$ 93,00.

LINHAS E LINHAS DA PANDEMIA


É. Fazer o quê? Nesse tempo de pandemia, e seguindo, e cumprindo as “ordens” da ciência e da gestão pública, temos, realmente, que ficar em casa. E eu, aqui, como todos, entrando na quarta semana de distanciamento social, de quarentena... escondido dentro de casa. Quarto x Sala. Sala x Quarto. Ah! Ia... Cozinha x Etc. e Tal. Etc. e Tal x Cozinha.

Cozinha? Sim, cozinha! Lá, abro a geladeira. Colho minhas frutas, iogurtes... e, depois, lavo os pratos que ficam limpinhos, limpinhos que dá gosto. E a máquina de lavar? Nela não chego. Não sei operar. Ah! Ainda uso o microondas para aquecer minha comida. Café? Não sei passar. E, cá pra nós: Não quero aprender. Eu? Minha mãe dizia que “homem que sabe passar café, já está pronto pra...” Pronto? Pronto pra quê? Não vou aprender. E nunca o quis. Até, hoje. Eu, hein?

E assim, lá vou eu com minhas idiossincrasias que vêm de longe. Dos meus verdes anos. E me iniciar, hoje, nesse ofício? Ah! Não! Não, mesmo! Tendo medo dos inícios, sejam eles em que momento da vida, porque comigo tudo tem início, meio e fim.

Na cabeça, carrego, sempre, as palavras do Livro dos Provérbios: “As palavras de um homem são águas profundas / a fonte da sabedoria é manancial que jorra.”

 Por isso, e por tê-las na minha cabeça, procuro ser o homem que imagino ser. 

Portanto, recolhido e, de certo modo, exilado em minha própria casa, penso e penso; leio e leio; teço linhas e linhas, “Mas já que se há de escrever, que ao menos não se esmaguem com palavras as entrelinhas”, sugere Clarice Lispector.

E eu, aqui, com essas LINHAS E LINHAS DA PANDEMIA, repetindo com Manoel Bandeira “Abaixo os puristas / Quero antes o lirismo dos loucos / O lirismo dos bêbados / O lirismo difícil e pungente dos bêbados.”

Agora, pra seu governo, eu não sou louco, nem bêbado, até por conta de meu bom juízo e de ser abstêmio.

GIVALDO
Calado de Freitas

sexta-feira, 17 de abril de 2020

GOVERNO DE PERNAMBUCO PRORROGA FECHAMENTO DO COMÉRCIO E DE ATIVIDADES NÃO ESSENCIAIS ATÉ O DIA 30 DE ABRIL

Seguindo as orientações de isolamento social da Secretaria Estadual de Saúde, em consonância com as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e buscando a redução do avanço do novo coronavírus em Pernambuco, o governador Paulo Câmara anunciou, nesta sexta-feira (17.04), a prorrogação do fechamento do comércio e das demais atividades não classificadas como essenciais durante a pandemia do novo Coronavírus. A nova medida é válida até 30 de abril.

Continuam abertos, entre outros, serviços relacionados à alimentação, como supermercados, padarias mercadinhos; casas de ração animal; farmácias e depósitos de água mineral e gás; além de hospitais e serviços de abastecimento de água, gás, energia e internet.

Oficinas mecânicas, lojas de assistência técnicas, lojas de defensivo e insumos agrícolas, bancos e serviços financeiros, lavanderias, serviços urgentes de manutenção predial e prevenção de incêndio, atividades decorrentes de contratos de obras particulares que estejam relacionadas à situação de emergência e atividades prestadas por concessionários de serviços públicos também podem seguir funcionando.

Nesta sexta-feira, a Secretaria Estadual de Saúde confirmou 323 novos casos da Covid-19 em Pernambuco, totalizando 2.006 casos registrados da doença. Também foram confirmados laboratorialmente 26 novos óbitos, elevando para 186 o número de mortes relacionadas ao novo Coronavírus.

CEPE DIGITALIZA AÇÕES TRABALHISTAS DO TRT-PE TOMBADAS PELA UNESCO

Ações trabalhistas que contam as lutas, reivindicações e conquistas de camponeses e operários pernambucanos estão sendo digitalizadas pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) e poderão ser consultadas pelo público ainda em 2020 no portal Acervo Cepe (www.acervocepe.com.br), gratuitamente. Os processos foram produzidos pelo Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região e quase todos compõem um conjunto de documentos do TRT-PE tombados como Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 2012.

O convênio entre a Cepe e o TRT-PE para digitalização de processos trabalhistas que cobrem o período de 1941 até 2013 teve início há um ano e meio. Nesse período, foram reproduzidas 110 mil imagens de um total de 210 mil selecionadas pelo Tribunal. "A primeira fase, com dissídios coletivos de 1974 a 1989, está pronta e nossa previsão era fazer o lançamento no portal em abril, tivemos de suspender por causa da pandemia", informa o superintendente do Departamento de Digitalização, Gestão e Guarda de Documentos da Cepe, Igor Burgos. Na segunda etapa serão digitalizados os 100 mil documentos restantes, diz ele. O www.acervocepe.com.br é acessível em computador, tablet e smartphone.

ESCRITOR CHILENO LUIS SEPÚLVEDA MORRE EM DECORRÊNCIA DA COVID-19

O escritor, roteirista e diretor de cinema chileno Luis Sepúlveda morreu nesta quinta-feira, aos 70 anos, em um hospital na cidade de Oviedo, no norte da Espanha, onde estava internado em estado grave desde 29 de fevereiro, por causa de uma pneumonia associada ao novo coronavírus.

O romancista passou a maior parte dos 48 dias em que esteve hospitalizado ligado a um aparelho de respiração artificial, na unidade de terapia intensiva do Hospital Universitário Central das Astúrias. Nesta região espanhola, ele foi o primeiro diagnosticado com covid-19.

O estado de saúde do autor apresentou piora nas últimas semanas, e Sepúlveda já não respondia mais aos tratamentos da equipe médica.

A família do chileno divulgou um comunicado, assinado pela mulher dele, Carmen Yáñez, e pelo filho mais velho do casal, Carlos, agradecendo à equipe médica do hospital pelo “profissionalismo e entrega”, bem como a todos que fizeram demonstrações de carinho nos últimos dias.

O chileno ficou conhecido internacionalmente em 1988, com a publicação de O velho que lia romances de amor, com o qual recebeu diversos prêmios internacionais e tornou-se autor de referência em universidades de língua espanhola. A obra foi traduzida para 20 idiomas.

Militante comunista, o escritor precisou deixar o Chile em 1977, durante a ditadura militar comandada por Augusto Pinochet, em que foi condenado a 28 anos de prisão, em pena trocada por oito anos de exílio. Ele passou por vários países, e desde 1997 vivia na cidade espanhola de Gijón, onde foi o idealizador e diretor do Salão do Livro Iberoamericano.

As informações são do Esmael Morais

MPPE INTENSIFICA A FISCALIZAÇÃO DA APLICAÇÃO DOS RECURSOS PÚBLICOS NO COMBATE À PANDEMIA

Uma das principais exigências do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) aos municípios tem sido a confecção e a execução dos Planos de Contingência Municipais para o enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19). Assim, uma das principais decisões do procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, é que os municípios que não tiverem entregue o Plano de Contingência terão os recursos já recebidos para o combate da pandemia devolvidos ou mesmo bloqueados.

“Alguns municípios não elaboraram o Plano de Contingência e também não o tornaram público com a divulgação do documento. Não podemos admitir essa situação em um momento em que a pandemia da COVID-19 está ganhando escala com o aumento dos números de casos e mortes. Caso não façam a entrega do Plano, vamos entrar com ação judicial para que esses municípios tenham os recursos destinados ao combate da pandemia bloqueados ou devolvidos. Esse repasse só pode ser destinado ao combate da pandemia, não pode ser aplicado em nenhuma outra a atividade”, disse o procurador-geral de Justiça do MPPE, o promotor de Justiça Francisco Dirceu Barros.

O PGJ entrou em contato, ainda, com o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), no sentido de sensibilizar os gestores municipais no cumprimento da exigência. “O Plano de Contingência é uma das medidas preventivas essenciais para salvaguardar a população, além de ajudar a salvar vidas. O gestor pode ser responsabilidade civil e criminalmente caso a aplicação seja feita em outra ação que não o combate à pandemia”, reforçou Dirceu Barros. A elaboração do Plano de Contingência é imprescindível durante a pandemia, pois reúne informações estratégicas voltadas ao seu enfrentamento. Ações estratégicas para que seja possível salvar vidas e evitar, ao máximo, a superlotação do Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo a Recomendação do Procurador-Geral de Justiça (PGJ) nº 03/2020, aponta que os promotores de Justiça adotem todas as medidas administrativas e judiciais cabíveis, para que o Poder Público local elabore e implemente o Plano de Contingência, com a finalidade de somar esforços coletivos, começando pelo próprio município na mobilização para a contenção e prevenção da pandemia.

FISCALIZAÇÃO - Outra ação que será realizada é a da fiscalização da aplicação dos recursos destinados ao enfrentamento da pandemia, por meio da análise dos relatórios anuais de gestão, onde serão averiguadas a execução das ações, a exemplo da abertura de novos leitos, aquisição de equipamentos de saúde, organização de unidades de saúde, dentre outras, em cada uma das cidades pernambucanas. “Além dos relatórios de gestão, elaborados pelos entes públicos e que demonstram a aplicação desses recursos, vamos incentivar que os membros possam acompanhar as aquisições e principalmente a abertura de novos leitos em todos os municípios. Essa ação é imediata, devendo todos os membros começar desde já”, disse o promotor de Justiça e coordenador do Centro Operacional de Apoio às Promotorias de Saúde, Édipo Soares.

VÍTIMA DO NOVO CORONAVÍRUS, MORRE O SAXOFONISTA LEE KONITZ, AOS 92 ANOS

O saxofonista de jazz Lee Konitz morreu nesta quarta-feira (15), aos 92 anos, em decorrência de uma pneumonia causada pelo novo coronavírus. O músico morreu enquanto estava em um hospital de Nova York, nos Estados Unidos. A informação da morte foi confirmada pelo seu filho Josh Konitz.

Ele começou sua carreira musical participando de shows de orquestras, mas a carreira solo se iniciou em 1949, com o álbum "Subconscious-Lee", lançado em 1955. Em 1947, Konitz participou do álbum "Birth of the Cool", liderado por Miles Davis, um dos ícones do jazz.

Ao longo da sua vida, Lee Konitz participou de mais de 150 discos.
Outros nomes do gênero também morreram por causa da Covid-19: em março, o saxofonista do afro-jazz, Manu Dibango e, no início do mês de abril, Ellis Marsalis, após ser hospitalizado.

quinta-feira, 16 de abril de 2020

HOSPITAL COM 230 LEITOS COMEÇA FUNCIONAR EM PERNAMBUCO

Dentro do plano de expansão de leitos para o enfrentamento do novo coronavírus, o Governo de Pernambuco colocou em funcionamento hoje (16.04), mais 40 leitos, sendo 20 de Terapia Intensiva (UTI). As novas vagas estão sendo abertas, ao longo do dia, no Hospital de Referência Covid-19, no antigo Alfa, localizado em Boa Viagem, na zona sul da capital pernambucana. A unidade, que estava fechada desde 2018, foi requerida administrativamente pelo Governo do Estado com o objetivo de ampliar a assistência oferecida aos doentes infectados pelo novo coronavírus no Estado.

“Estamos entregando à sociedade pernambucana uma unidade de saúde exclusiva para o tratamento dos doentes do novo coronavírus que terá 230 novos leitos, sendo 100 leitos de UTI e 130 leitos de enfermaria. Nessa primeira etapa entregue hoje serão 40 novos leitos, sendo 20 de UTI e 20 de enfermaria, que já estão em pleno funcionamento”, afirmou o governador Paulo Câmara.

A estrutura, que estava sem energia elétrica e água encanada, além de elevadores e geradores sem funcionar, passou por ampla reestruturação com reforma de toda parte elétrica e hidráulica e também com recuperação de equipamentos. Com um investimento total de  R$ 20 milhões, foi instalado um novo sistema de climatização além da compra de gases medicinais, aquisição de aparelho de raio-X e tomógrafo computadorizado.

A previsão é que o total de 230 leitos, sendo 130 de enfermaria e 100 de UTI, sejam inaugurados durante as próximas semanas para tratar pacientes na pandemia da Covid-19.

STF: ESTADOS E MUNICÍPIOS DEFINEM REGRAS DE ISOLAMENTO

Ministro Marco Aurélio Mello
Do Portal Terra

O plenário do Supremo Tribunal garantiu nesta quarta-feira (15), que estados e municípios têm poderes para tomar medidas no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, como fixar regras de isolamento social, quarentena e restrição no uso de transporte público.

O colegiado confirmou na sessão - a primeira a ocorrer de forma virtual - liminar concedida pelo ministro Marco Aurélio Mello em ação movida pelo PDT. O partido tinha questionado uma medida provisória do governo Jair Bolsonaro que visava a concentrar poderes no Executivo Federal de tomar determinadas decisões durante a pandemia.

O Supremo entendeu que a União também tem poderes para se manifestar sobre restrições, nos casos em que há uma atribuição expressa para o governo federal. Um exemplo disso é o caso de eventual fechamento de aeroportos.

A sessão foi marcada por uma série de recados dados pelos ministros do Supremo ao governo Bolsonaro. Ministros cobraram uma articulação nacional para atravessar a pandemia.

"Há de se ter nesta quadra visão de coletivo", disse o relator da ação, Marco Aurélio.

Foto: Reuters

JUSTIÇA DERRUBA EXIGÊNCIA DE REGULARIZAR CPF PARA RECEBER AUXÍLIO DE R$ 600

Da Folha de Pernambuco

O juiz federal Ilan Presser, do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da Primeira Região), concedeu liminar (decisão provisória) nesta quarta-feira (15) suspendendo a exigência de regularização do CPF (Cadastro de Pessoa Física) imposta pelo governo federal a quem tenta receber o auxílio emergencial de R$ 600 na pandemia da Covid-19.

A decisão, que tem extensão nacional, foi tomada a pedido do governo do Pará, que alegou excessiva burocracia para o acesso ao benefício, além de risco às medidas de isolamento social necessárias para evitar a disseminação do novo coronavírus.

Naquele estado, houve aglomerações de mais de 400 pessoas em frente à Delegacia da Receita Federal para resolver a pendência documental. Situação parecida se repetiu em agências dos Correios.

O juiz argumentou também que a exigência de regularização "confronta medidas sanitárias impostas para evitar o crescimento acelerado da curva epidêmica da Covid-19, porquanto estimula a aglomeração indevida de pessoas, que pressuriza e coloca em risco a capacidade da saúde pública de dar cobro à demanda que se avizinha".

Presser determinou que a Receita Federal e a Caixa Econômica Federal sejam notificadas da decisão para cumpri-la em 48 horas, sob pena de multa de R$ 5.000 por dia de atraso. "Além de extrapolar o poder regulamentar, os fatos mostram que o decreto viola o próprio objetivo que levou à aprovação da lei. Com efeito, manter a referida exigência tem a potencialidade de produzir externalidades negativas perversas nos estratos sociais mais vulneráveis, que não têm o CPF em situação regular. Estes ficarão com a espada de Dâmocles, no dilema entre enfrentar os riscos da aglomeração ou não receber os valores que garantam a sua subsistência", prosseguiu o juiz.

PREFEITURA DE PETROLINA - PE ABRE 159 VAGAS PARA COMBATE À COVID-19


A Prefeitura de Petrolina divulgou que irá contratar, em caráter emergencial, profissionais para auxiliar no combate ao coronavírus. De acordo com a publicação serão ofertadas 159 vagas, cadastro de reserva, para profissionais de diversos níveis de escolaridade.

Os contratados serão lotados na Secretaria Municipal de Saúde e atuarão no Hospital de Campanha - enfrentamento ao coronavírus.

Vagas na Prefeitura de Petrolina - PE

Médico (38);
Enfermeiro (20);
Farmacêutico (3);
Nutricionista (2);
Técnico de Enfermagem (40);
Técnico em Radiologia (7);
Técnico em Laboratório (8);
Auxiliar de Farmácia (8);
Auxiliar de Nutrição (2);
Copeira (8);
Porteiro (4);
Maqueiro (8);
Assistente Administrativo (2);
Recepção (8);
Auxiliar Administrativo (1).

Os candidatos inscritos nos cargos de Médico, Enfermeiro e Técnico de Enfermagem deverão possuir experiência comprovada em unidade hospitalar em clínica médica adulta.

Os convocados vão receber remuneração prevista pela Prefeitura de Petrolina.

Como se inscrever

Os profissionais interessados em disputar as vagas devem se inscrever até a data prevista de 17 de abril de 2020, apenas via internet, preenchendo formulário eletrônico, com as informações solicitadas como nome completo, CPF, RG, endereço, telefone, entre outros e anexar currículo profissional.

quarta-feira, 15 de abril de 2020

GARANHUNS CONFIRMA 4º CASO DE COVID-19

Nota oficial - Secretaria Municipal de Saúde de Garanhuns

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, informa que foi confirmado, nesta quarta-feira (15), mais um caso de Covid-19 em Garanhuns, após resultado de análise laboratorial emitido pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE).

Trata-se de um homem de 79 anos, notificado por hospital da rede pública estadual, onde permanece internado, com quadro estável. Desde a última semana o paciente apresenta sintomas de febre, tosse, dor de garganta, dispneia, e desconforto respiratório; sendo notificado com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Os familiares e pessoas que tiveram contato direto com o caso confirmado, estão sendo monitorados e orientados, por meio das equipes de Vigilância Epidemiológica e Atenção Básica do município, com o objetivo de que cumpram o período de isolamento domiciliar.

A Secretaria de Saúde reforça a importância de que a população permaneça em casa. Redobrando os cuidados com higiene, e cumprindo a quarentena, de acordo com as orientações das autoridades sanitárias.

Assessoria de Comunicação Social e Imprensa — (ACSI)

PAUDALHO VAI DISTRIBUIR 120 MIL MÁSCARAS DE TECIDO PARA A POPULAÇÃO

A partir desta terça-feira (14) a Prefeitura do Paudalho, em parceria com a Cooperativa de Costura e Confecção, iniciou a distribuição de aproximadamente 120 mil máscaras de tecido para os moradores da cidade. Com pouco mais de 54,5 mil habitantes, segundo levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) feito no ano de 2014, o município da Zona da Mata Norte de Pernambuco vai disponibilizar os EPIs (Equipamento de Proteção Individual) para dificultar a propagação da covid-19.

A distribuição será feita em lotes. No primeiro momento, 30 mil máscaras serão disponibilizadas e, de acordo com a produção da cooperativa, outros lotes serão distribuídos. Com o objetivo de proteger os munícipes durante o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, cada pessoa vai receber duas máscaras. A entrega será realizada pela Secretaria de Saúde da cidade através dos agentes de saúde.

“Nós estamos focados em resguardar o bem-estar da população. Estamos realizando a higienização da cidade e outras tantas ações, mas também queremos pedir que cada cidadão fique em casa. A luta é de todos!”, disse o prefeito do município, Marcelo Gouveia (PSD).

CÂMARA DÁ 30 DIAS PARA BOLSONARO APRESENTAR RESULTADOS DE EXAMES PARA COVID-19

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados aceitou um requerimento de informação para que o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Jorge Oliveira, preste informações sobre os resultados dos exames para covid-19 realizados pelo presidente Jair Bolsonaro.

O 1º vice-presidente da Mesa, deputado Marcos Pereira (Republicanos-SP), acatou o requerimento e foi seguido pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A solicitação foi enviada para a Secretaria-Geral, que terá o prazo de 30 dias para responder.

A Constituição prevê que a recusa de envio de informações, o não atendimento no prazo estabelecido ou a prestação de informações falsas acarretam crime de responsabilidade.

De autoria do deputado Rogério Correia (PT-MG), o requerimento foi apresentado no dia 31 de março. “Por se tratar do Presidente e este ser o mandatário maior da república, torna-se fundamental que esta informação seja de domínio público”, escreveu o deputado no pedido.

No começo do mês passado, o presidente viajou para os Estados Unidos com sua comitiva. No grupo, ao menos 25 pessoas foram infectadas pelo coronavírus. Bolsonaro alega ter feito dois exames, nega que tenha sido infectado, mas se recusa a mostrar os resultados, a exemplo do que fizeram outras autoridades.

PREFEITURA DE FEIRA NOVA FINALIZA MONTAGEM DE HOSPITAL DE CAMPANHA

As estatísticas sinalizam uma crescente na curva de casos positivos do novo coronavírus no interior pernambucano. Por conta disso, o município de Feira Nova foi mais um que anunciou a montagem de hospital de campanha com 11 leitos. No início da tarde da terça-feira (14), a secretária municipal de Saúde, Darlene Gonzaga, apresentou detalhes da unidade provisória, que está sendo montada na Unidade Básica de Saúde (UBS) Firmino Afonso.

Segundo a secretária, as instalações do hospital de campanha estão em fase de conclusão. Os leitos foram montados e o município aguarda apenas a chegada de dois ventiladores pulmonares com previsão de chegada até o próximo sábado (18). Darlene também afirmou que a escala médica está definida e os profissionais (médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem) serão treinados sobre a utilização dos equipamentos de proteção individual neste fim de semana.

Em contato com a nossa reportagem, a responsável pela pasta da saúde municipal disse que, desde os primeiros casos notificados como positivos no Estado, a gestão desenvolve ações. Ela citou palestras educativas nas escolas e unidades de saúde, implantação do plano de contingência municipal com aquisição de medicamentos, materiais de limpeza e alimentos para manutenção dos serviços de saúde.

Entre outras ações ainda pontuadas pela secretária, estão a capacitação dos profissionais da rede municipal que atuam desde a atenção primária passando pela média e alta complexidade e o atendimento médico 24 horas através de ligação telefônica, medida que evita que o paciente precise sair da casa dele para buscar atendimento na UBS ou no hospital municipal.

AGA 90 ANOS - PAULO BARBOSA PRESIDENTE

No domingo 4 de agosto de de 1985,  a Associação Garanhuense de Atletismo - AGA, realizou eleição para sua nova diretoria, que ficou assim constituída: 297 sócios assinaram o livro de presença; 294 - sócios votaram e 3 sócios votaram em branco.

Conselheiros: José Luciano de Oliveira 292 votos - José Estevão dos Santos 292 votos - Otaviano Ferreira de Almeida 292 votos - José Alberto Galindo 292 votos - Paulo Barbosa da Silva 289 votos - Carlindo Barros Lopes - 288 votos - Júlio Jacinto da Silva 288 votos - José Barros de Almeida 288 votos - Valmir Leal Barros 287 votos - João de Barros e Silva 285 votos - Osvaldo Gonçalves de Medeiros 285 votos - José Maria Azevedo 284 votos - Orlito Barros Azevedo 282 votos - Antônio Alves de Lima 281 votos - Ivo Tinô do Amaral 279 votos - Theodomiro Braz de Lima 279 votos - Manoel Cândido da Silva 276 votos - João Cândido da Silva 270 votos - Ivan de Oliveira Gomes 212 votos - Luís Carlos Galvão Pires 152 votos.

No dia 6 de agosto foi empossado o Conselho Deliberativo e em seguida, o Conselho elegeu por aclamação o Presidente e Vice-Presidente nas pessoas dos Srs. Paulo Barbosa da Silva e Otaviano Ferreira de Almeida. Paulo Barbosa exerceu o cargo de tesoureiro na administração do atuante João Cândido. A eleição foi muito concorrida, tendo comparecido 350 sócios, ficando mais de 60 sócios sem poder exercer o direito a voto, pois a votação foi encerrada pontualmente às 12 horas.

Campeão de Sinuca - O Campeonato de Sinuca realizado na Associação Garanhuense de Atletismo - AGA, foi encerrado festivamente tendo como campeão a dupla formada por José Barros de Almeida (Dr. Barros) e Heleno Dantas.

SÓ GARANHUNS E JUCATI NÃO TÊM HOSPITAL MUNICIPAL

O antigo Hospital Municipal, que funcionou  na gestão do prefeito
Luiz Carlos
Do Blog do Roberto Almeida

Ronaldo César publicou ontem em seu blog o melhor e mais importante texto sobre a questão da saúde pública, desde que começou a pandemia causada pelo coronavírus. É leitura obrigatória para jornalistas, radialistas, blogueiros, médicos, prefeitos, vereadores e todos aqueles que se preocupam com Garanhuns e o Agreste Meridional. 

Leia com atenção:

A V Regional de Saúde tem 21 municípios em sua abrangência, apenas dois deles não têm hospital municipal: Jucati e Garanhuns. O primeiro talvez se explique pela falta de demanda, de tão pequeno, o outro é falta de interesse mesmo, por mais que o prefeito diga que a prefeitura não tem recursos para prover um hospital municipal. Como então conseguem Jupi, Caetés, Angelim, Canhotinho, Terezinha,..., e mais de uma dezena de municípios, todos eles menores que Garanhuns? Alguns municípios têm hospital de fazer inveja, com bloco cirúrgico funcionando, escala de médicos fechadinha, equipes motivadas, farmácia, etc.

O prefeito pode dizer que aqui na cidade polo regional vai gastar mais com hospital, mas é lógico que também recebe bem mais, como aponta qualquer planilha de liberação de recursos federais que se tenha acesso. Portanto, não ter hospital municipal não é questão de dinheiro, mas de interesse e prioridade.

Por anos a fio, o Hospital Regional Dom Moura esteve aí para absorver a demanda municipal. Mas isto é certo? Errado. O Hospital Regional é regional, ou seja, é para atender a região (desculpem a redundância) em casos de média e alta complexidade, dentro de suas atribuições. A baixa complexidade, ou seja, os atendimentos de urgência básicos devem ser atendidos pelo município, e não em PSFs, mas em um hospital. O Hospital Infantil tem assimilado parte da responsabilidade da prefeitura, mas é eletivo e ambulatório. Não tem emergência. Não tem servidor público. É prático para o município pagar a tantos serviços particulares terceirizados, mas ele mesmo deixa de oferecer o serviço essencial. Provavelmente, se somar o que tem gasto com terceirizados, bancasse com sobras seu hospital público.

Assim que o atual prefeito tomou posse cuidou logo de fechar o Hospital Municipal herdado do ex-prefeito Luiz Carlos, instalado na antiga Casa de Saúde Santa Terezinha. O prefeito chamou de casa de parto, e disse que não valia o investimento. Fechou. Não procurou readequar, investir, melhorar... Não, simplesmente fechou. Poucos questionaram. Como se fecha um hospital? Passou os anos credenciando instituições particulares e nunca ofereceu um leito sequer em sua gestão. Ou seja, tirando os PSFs para ambulatório, o Hospital Dom Moura continua sendo a porta de entrada para qualquer emergência em Garanhuns. E pior, por vezes criticado por aqueles que deveriam cumprir sua função.

Cedo ou tarde a conta chegaria para a população, principalmente a mais carente, e a hora parece ser agora. Nesta pandemia, o município de Garanhuns não tem um leito sequer para nenhum paciente, ficou totalmente à mercê do estado e da rede particular. Quando a gente diz nenhum, é nenhum mesmo. E nem vemos movimento no sentido de resolver esta questão.

Além do fechamento do hospital, tem a questão do prédio da UPA24H, na entrada da Cohab II, que como fica meio escondida, ninguém fala, e por vezes nem lembra, mas já era para ter sido inaugurada há uns quatro ou cinco anos. Era para ser uma UPA24H, não foi, poderia virar uma Policlínica, não virou. Resultado, o prédio está lá abandonado, inacabado e se deteriorando. Faltam recursos ou falta vontade de resolver? 

A sociedade calada não reclama, não cobra, não provoca. E a população mais carente, que geralmente busca estes serviços públicos, paga caro com a própria saúde.

Garanhuns precisa do seu Hospital Municipal urgente, se der para ser no prédio da UPA24H, que seja, ou que se projete, planeje, priorize e construa. É para isto uma gestão, elencar prioridades e investir. A população vai descobrir da pior forma a falta de um Hospital Municipal.

E antes de terminar, falo também daquele hospital prometido por Eduardo Campos, lembram? Pois é, ele estava deixando o governo para se candidatar a presidente, e dali pra cá os recursos federais para construção minguaram. Paulo Câmara preferiu segurar as contas do estado que iniciar uma construção e deixar pela metade. E se tivesse feito, o HRDM iria para o município, mas o prefeito disse que não tinha interesse, assim, ficamos com o Dom Moura mesmo, bancado pelo estado, que cumpre a função de estado e município de Garanhuns, que representa quase 80% dos pacientes atendidos em suas emergências adulto, pediátrica e odontológica, em sua maternidade e pediatria, em seu bloco, CTI e UTI, enfermarias.. E o estado ainda banca a UPAE, que atende mensalmente milhares de pessoas dos 21 municípios da regional.

Está na hora de Garanhuns voltar a ter seu hospital. Tomara que o prefeito reconsidere sua visão, mesmo em final de mandato. Ou que aqueles que possam ocupar sua cadeira no futuro priorizem a saúde e a educação.

Garanhuns está recebendo mais de R$ 1 milhão para investir no combate à pandemia, dá para dar uma geral no prédio da UPA 24h, equipar com o básico, e depois vai estruturando, para não fechar mais. Pode virar UPA 24h, UPA DIA, Policlínica, hospital, ... Mas alguma coisa precisa ser feita. Passou da hora.

GOVERNO DE PERNAMBUCO RECEBE DOAÇÃO DE PROTETOR FACIAL DO GRUPO MOURA

Mais de 3.200 máscaras de proteção facial começaram a ser entregues ontem (14/04), aos profissionais de saúde do Estado. Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) foram doados pelo Grupo Moura à Secretaria Estadual de Saúde (SES). A empresa vai ofertar inicialmente 50 mil equipamentos que estão sendo fabricados em Belo Jardim, no Agreste do Estado.

Os equipamentos são reutilizáveis, desde que devidamente higienizados, de acordo com os padrões de esterilização adotados nas unidades hospitalares. “Para quem está na linha de frente é mais um equipamento para o arsenal de proteção, tanto física como psicológica. Você tendo um material que cobre toda a sua face, protegendo os olhos, boca e nariz, dá uma maior segurança para o profissional de saúde que está em contato direto com pacientes da Covid-19”, ressaltou o diretor do Hospital Correia Picanço, Rodrigo Menezes.

Para fabricar as máscaras, a Moura fez uma adequação em parte de suas linhas de produção. “A empresa tomou a decisão de concentrar todos os esforços para desenvolver soluções que contribuíssem de maneira estruturadora nessa batalha contra a pandemia. Reunimos um time de engenheiros e operadores, realizamos todas as pesquisas de disponibilidade de matérias-primas e capacidade de produção e, em duas semanas, iniciamos a produção dos escudos faciais”, destacou Reginaldo Agra, engenheiro líder do projeto. 

Segue o link com imagem da entrega dos equipamentos: https://we.tl/t-PE1tNENOUa 

Foto: Américo Santos /SEI

AULA INAUGURAL DA FAGA PROFERIDA PELO ECONOMISTA RUBENS VAZ DA COSTA - ANO DE 1978

Rubens Vaz da Costa
Oportunidades, Problemas e perspectivas no final do Século 20

1 - A inauguração de uma Faculdade de Administração e o início de suas atividades em Garanhuns, ocasião em que sou convidado a falar aos jovens de minha terra natal, levaram-me a refletir sobre o momento que estamos vivendo, as perspectivas que se abrem à humanidade e os problemas com que nos defrontaremos neste final de século. O tema é vasto e abrangente, pelo que não é possível senão aflorar os aspectos mais relevantes e dizer coordenadas gerais.

2 - Talvez fosse a hora de fazer reminiscências. Relembrar a Garanhuns de minha infância e adolescência, os amigos e colegas, homenagear os que se foram e falar do futuro da nossa cidade. As recordações que guardo vividas na memória, são agradáveis e as prezarei para sempre. As dificuldades do trabalho e estudo ajudaram a forjar o meu caráter. A orientação e os conselhos dos meus pais e mestres metem norteado em 50 anos bem vividos. Aqueles tempos foram belos, apesar da guerra que conflagrava a Europa e findaria por engolfar o Brasil e o mundo inteiro num conflito sem precedentes.

3 - Nossa cidade muito progrediu da década de 1930, a esta parte. Sua fama como centro de estudo se firmou e o país inteiro conhece a excelência do seu clima serrano. As primeiras indústrias modernas se instalaram. Está prosperando a agricultura, especialmente o cultivo do café, produto tradicional da região, que voltou a ter grande desenvolvimento. O turismo floresceu. As ligações com a capital em estradas asfaltadas e as telecomunicações abriram novos mercados e tornaram mais amena a existência nesta cidade onde a qualidade da vida é naturalmente boa. Outros sinais de progresso como os serviços da energia, água e televisão completam o quadro de comunidade que conquista seu lugar num país que rapidamente se urbaniza.

4 - Muito há, no entanto, por fazer em Garanhuns. Mas sua população trabalhadora, seus agricultores, industriais, comerciantes, profissionais liberais e líderes políticos, estão conscientes das oportunidades existentes e lutam pelo desenvolvimento do Município e pelo bem estar do povo. A inauguração dos cursos desta Faculdade é prova convincente do nosso anseio de progresso e grandeza. Talvez estejamos nos aproximando do sonho de Ruber van der Linden, no soneto "Garanhuns", que me permito recitar:

"Alcandorado no pendor dum monte,
Um casario a se elevar do barro.
Ruas em fila. A catedral, defronte
Artéria larga em torcicolo charro.

De grande, nada. Nem jardins, nem fonte,
Nem catadupa, nem grotão bizarro.
Vida bucólica. O gemer de um carro.. 
- De minha terra mais não sei que conte.

Mas num porvir, que meu sentir anela
- Já que o Progresso aqui radica -
Talvez descreva Garanhuns mais bela.

É que seus filhos, amanhando a terra,
Hão de fazê-la grande e forte e rica
Como os tesouros que seu solo encerra."

Após estas rápidas considerações, passarei a tratar do tema a que me propus hoje: as oportunidades, problemas e perspectivas neste final de século. A característica principal da era em que vivemos é, talvez, a rapidez do avanço tecnológico e das transformações porque está passando a humanidade. Este assunto tem sido aliás, objeto de ensaios e livros, dos quais um dos mais impressionantes é o "Choque do Futuro", de Alvin Tofler.

6 - Já estamos na era  da cibernética. Os computadores tornam-se coisa corriqueira e brevemente se transformarão em "eletrodoméstico" a ser utilizado em muitos lares. A calculadora eletrônica individual baixou de preço e está hoje ao alcance de quase todos. Será para breve, no Brasil, o jornalismo sem papel, isto é, aquele em que o repórter escreve a história num terminal de computador, as revisões se fazem noutros terminais, que automaticamente impõem o artigo, daí passando para uma fita magnética e para as impressora. O papel só entra no produto final, isto é, no jornal e na revista.

7 - As maravilhas dos macro-circuitos integrados, que concentram mais informações numa "ficha metálica" do tamanho de uma unha, de que os primeiros computadores que enchiam uma sala, são prenúncio do que a tecnologia poderá fazer pela humanidade. Já estão sendo programados computadores que realizarão a maior parte por afazeres domésticos, para não falar da automação das fábricas haverá mais tempo para aprimoramento intelectual, para tarefas mais elevadas e lazer para o ser humano, livre da maioria dos trabalhos pesados e repetitivos. E não estou falando em termos de "ciência-ficção", e sim da tecnologia já disponível e que começa a ser utilizada experimentalmente.

8 - Poderia referir-me a outras maravilhas da tecnologia, como o transporte para o espaço sideral, a engenharia genética, as conquistas na área da medicina e das artes bélicas, etc., que na verdade são quase todas produto da pesquisa e do conhecimento dos últimos 30 anos. Já foi feita, com justeza, a observação de que estão vivos 90% dos cientistas que a humanidade produziu. Mas, prefiro olhar agora o outro lado, nada brilhante, da medalha.

9 - Contrariamente ao otimismo dos que veem o futuro em termos de avanço tecnológico, há os que se preocupam com a explosão demográfica, a crise energética, a escassez de alimentos, os perigos da proliferação nuclear, a exaustão dos minerais mais úteis, a contaminação ambiental, a polarização do poder entre as duas super-potências, a degenerescência da civilização ocidental e outros perigos imaginários ou reais.

10 - Há, no fundo, um descompasso entre a rápida evolução tecnológica e o lento - se é que há algum - aperfeiçoamento das instituições sociais. Na  opinião de muitos, este problema é mais grave do que a possível escassez de bens físicos, a qual seria resolvida pela tecnologia, através da substituição decertas matérias primas não renováveis por outras e através do mecanismo do mercado.

11 - Dois exemplos ilustram o dilema. De um lado, o homem que vai a lua e retorna,  nutre os mesmos sentimentos básicos - amor, ódio, compaixão, crueldade, etc, que seus ancestrais da idade do fogo. Nas coisas básicas da vida em nada evoluiu, a despeito de toda a ciência que acumulou. Do outro lado a bauxita, minério super-abundante transformada em alumínio vem substituindo metais que escasseiam. Mais dramático ainda é o exemplo da sílica, o elemento não metálico mais abundante na terra depois do oxigênio, que constitui a base da memória dos computadores, através dos circuitos integrados. Algo que não tinha valor, de um momento para outro, torna-se o cerne da evolução tecnológica.

12 - Não se pode tomar partido, sem maior reflexão, entre os dois grupos. Pode ser que a ciência resolva todos os problemas com que nos defrontamos. Mas, também pode ser que a crise de energia, somada à  escassez de alimentos e de matérias primas, corte a carreira brilhante da humanidade e retarde o seu progresso social e o desenvolvimento econômico por muitos decênios.

13 - Não se pode ocultar o fato de que  de que o planeta é finito. Portanto, logicamente, não pode haver nele crescimento infinito. Assim, também, são finitas as fontes de energia fóssil - carvão, petróleo, gás, xisto - e matérias físicas, como o urânio. Há quem ache que antes de meia dos do próximo século, estarão esgotados as reservas petrolíferas. Se até lá o hidrogênio líquido - ou outro substituto - não estiver disponível, terá terminado a era do transporte individual e coletivos de pessoas, bem como a movimentação de mercadorias, em veículos a motor de explosão, diesel ou a jato. Seria possível imaginar uma população de 12 bilhões de pessoas, a maior parte das quais vivendo em cidades, sem transporte? Seria viável a sociedade humana em tais condições?

14 - E por falar em 12 bilhões de pessoas, deve-se ter presente que a humanidade atingiu o seu primeiro bilhão por volta de 1850. Hoje somos mais de 4 bilhões e estamos adicionando um bilhão cada 12 anos. Quando deixará a espécie humana de crescer? Nos próximos cem anos? A que nível de população global? Não estaria na hora - e já não seria tarde - para começar o planejamento familiar em todos os países que ainda não o adotaram, especialmente o nosso?

15 - A contaminação do ambiente é perigo que podemos conjurar. Devemos parar de envenenar rios, lagos, mares, ar e terra, com os detritos e subprodutos das atividades humanas, agrícolas e industriais. Em alguns países esta preocupação deu lugar a programas bem sucedidos. Noutros, como o nosso, pouco ou nada está sendo feito. A população decorre de transferência de resíduos e efluentes não tratados e de sua concentração nalgum ponto do espaço. O homem realmente não criava elementos poluidores, até o advento da era nuclear, quando passou a produzir plutônio 239, o mais terrível poluente, que não existe em estado natural e que dura 24 mil anos. Reprocessado é a matéria prima da bomba atômica. É justa, pois, a preocupação com os mais perigosos poluentes que é justamente aquele que o homem com seu engenho e, quem sabe, em sua loucura, criou.

16 - Visto rapidamente o cenário do mundo, dediquemos agora um pouco de atenção ao nosso País. Há reconhecimento internacional que somos uma "potência" emergente" e o presidente da Alemanha, por ocasião da recente visita do Presidente Ernesto Geisel, vaticinou que no fim do século seremos uma potência mundial. Será que temos ambição de nos transformarmos em futuro mais longínquo em super-potência, como os Estados Unidos e a União Soviética?

17 - Vejamos o Brasil de hoje no concerto das Nações. Somos a sexta nação do mundo, com uma população de  115 milhões. Mais populosos que nós só a China, Índia, União Soviética, Estados Unidos e Indonésia. Em termos de crescimento demográfico somos a quarta nação. Crescem mais que nós, a China, 15 milhões de pessoas por ano, a Índia, 12 milhões e a Indonésia, 3,5 milhões. Três países orientais, três civilizações antigas,  três povos pobres. No ocidente, os Estados Unidos, com o dobro da nossa população, tem um crescimento anual inferior à metade dos 3 milhões de pessoas em que aumenta anualmente a população do Brasil.

18 - No que tange à área geográfica, somos o quinto País do mundo. Têm superfície maior que a do Brasil, a União Soviética, o Canadá, a China e os Estados Unidos. Estas dimensões, área geográfica, população total e crescimento demográfico, são importantes na avaliação da posição internacional de um País. Mas não são tudo. Há que incluir também a produção. Esta se mede em termos do Produto Nacional Bruto. Isto é,  a soma do valor dos bens e serviços produzidos num ano. Temos o 10º Produto Nacional Bruto do Mundo, pelo que nos situamos entre as economias mais fortes e poderosas do planeta. Mas, como estamos em termos de nível de vida e bem estar da nossa gente?

19 - Infelizmente, somos uma nação pobre. Com uma renda per-capita da ordem de US$ 1.450 por ano, ocupamos apenas o 47º lugar. E note-se que a riqueza no Brasil é muito mal distribuída, entre pessoas e regiões. Há poucos que ganham muito dinheiro e muitos que ganham muito pouco dinheiro. O nível de vida médio - o consumo familiar de bens e serviços - é baixo em comparação com o dos países desenvolvidos, como baixa é a expectativa de vida - o número de anos que em média vive cada pessoa - do brasileiro. Somos uma potência emergente, criamos respeitável parque industrial, nossa agricultura é  a quarta do mundo em exportações, mas somos ainda um povo pobre, em vias de desenvolvimento.

20 - Quando olhamos para o futuro, antevemos um Brasil com 200 milhões de habitantes no ano 2000 e uma produção equivalente a US$ 400 bilhões (de poder de compra em 1975), o que  nos daria uma renda per-capita de US$ 2.000, isto é, ainda um terço da renda per-capita atual do americano ou sueco.

21 - Para superar esta marca, é preciso que nossa população cresça a ritmo superior a seis por cento ao ano, o que  pode ser viável, pois no período 1968-73, a taxa de crescimento da economia brasileira superou 10% ao ano. Tal desempenho requer, no entanto, que encontremos soluções inteligentes e construtivas para certos problemas com que nos defrontamos no presente e que não haja crises internacionais de grande monta.

22 - Entre os problemas atuais, considero os de natureza política os mais importantes. É essencial que o projeto de distenção lenta e gradual do Presidente Geisel seja conduzida com firmeza, sem desvios ou recuos, e no ritmo que mantenhaa confiança do empresariado nacional, dos investidores e banqueiros estrangeiros, que seja aceitável para os trabalhadores e que não provoque tumultos na área política. Esta conciliação de objetos requer sabedoria política, tino administrativo e muito patriotismo da parte de todos. Assim penso, porque me parece claro o desejo da nacionalidade de que  tenhamos menos autoritarismo, mais  liberdade, sem prejuízo da grande meta de construirmos um País poderoso, baseado numa sociedade pluralista, aberta e democrática.

23 - O aumento da dívida externa é outra dificuldade a vencer para podermos, com segurança, acelerar o crescimento econômico. Para conter o aumento da dívida necessitaremos exportar mais bens do que importaremos do exterior. Estes objetos são dos mais difíceis de compatibilizar, pois significa reduzirmos a participação da poupança externa nos investimentos. Isto só será possível com o aumento da poupança interna, isto é, da redução relativa do consumo. Mas, evidentemente, com uma das maiores dívidas do mundo, não podemos continuar dependendo, além de certo limite, do dinheiro de fora para crescer, nem deixar que a dívida com os estrangeiros cresça indefinidamente.

24 - Outro ponto crítico do nosso desenvolvimento no futuro imediato, é nossa dependência. Importamos 85% do petróleo que consumimos e por vários anos importaremos urânio para nossas centrais nucleares. Nosso "modelo" de desenvolvimento  fundamenta-se em energia abundante e barata. Assim era até 1973, quando os países da OPEP resolveram quintuplicar os preços do petróleo. Como até o momento somos um País pobre de combustíveis fósseis - petróleo, carvão - e físseis - urânio - precisamos saber com brevidade se há ou não em nosso sub-solo as fontes de energia necessária a garantir nosso crescimento econômico a taxas elevadas, nos próximos 30 ou 40 anos.

25 - Daí porque foi sábia e oportuna a decisão do Presidente Geisel de permitir os "contratos de risco", com companhias estrangeiras, para a exploração da nossa plataforma submarina. Oxalá tenhamos êxito rápido na descoberta de petróleo em grandes quantidades.

26 - O Brasil potência do ano 2.000 ainda estará dependendo de tecnologia importada em valores consideráveis. Por isso é imprescindível que criemos  a base científica - formando gente - para produzir nossa própria tecnologia. Os investimentos são vultosos e será necessária a concentração de recursos nesta área. De grande ajuda será uma política esclarecida e bem definida de importação e adaptação da tecnologia estrangeira. Os exemplos do Japão e da União Soviética, no campo tecnológico, indicam opção a ser considerada com muita seriedade.

27 - Não poderia deixar de me referir ao problema dos desequilíbrios regionais, ao falar do Brasil do futuro. Este é um ponto débil, no qual os esforços feitos não bastaram para atingir a meta de todos os governos, a partir de 1950, isto é, a redução das disparidades. Elas continuam aumentando, ampliando o fosso que separa o Brasil do Sul, próspero, comparável a países industrializados e o Nordeste sofrido e pobre, onde vivem 35 milhões de brasileiros.

28 - Temos problemas sérios, é verdade. Mas num mundo incerto, talvez nenhuma País ofereça o potencial de crescimento do Brasil. Somos nós, os seus filhos, especialmente os mais jovens, que devemos transformar o potencial em realidade. E sou otimista porque de maneira pacífica e ordeira superamos obstáculos no passado e vencemos dificuldades, sob condições menos favoráveis, do que as que desfrutamos hoje.

29 - Assim, jovens de Garanhuns, o futuro vos pertence. A ele, com entusiasmo e patriotismo, para juntos, construirmos o Brasil potencia ainda neste final de século!

Rubens Vaz da Costa

E AGORA, JOSÉ?

Estava aqui, a pensar, e a me perguntar: "até quando essa pandemia que já infecta uma enormidade, e que já mata tantos, inclemente e impiedosamente, vai durar?".

Na verdade, hoje, sete de abril, e não se sabe. A ninguém é dado poder responder. A gente, em casa, obediente ao apelo dos irmãos da saúde, "FIQUE EM CASA", só vá à rua em caso extremo. E, se você já passa dos 60, aí, sim, FIQUE EM CASA, por ter mais risco que aqueles que têm menos.

De repente, uma amiga me liga, e vou logo lhe dizendo: "Que saudade!" E ela, de lá: "Não menos que a minha! Que se passa com você? Tem indo muito às praças da ‘Cidade das Flores’? Soube que seus canteiros, sobretudo suas rosas estão lindas, maravilhosas, encantadoras..." De cá, da ‘Cidade Encanto’, da ‘Cidade Poesia’, respondo: "Ah! amiga, estou recluso, não saio de casa. Outro dia fui olhar minhas rosas do meu jardim, na verdade de minha mãe, Dona Eulália, ‘in memoriam’, e levei foi uma repreensão de um amigo que passava na rua. ‘Vá pra dentro de casa. Givaldo.’ Corri pra dentro, a me perguntar como se perguntara Drummond: ‘E agora, José?’ Já sei. Já sei. Vou impetrar. Vou rezar."

GIVALDO
Calado de Freitas

terça-feira, 14 de abril de 2020

FERNANDO MONTEIRO ANUNCIA R$ 13 MILHÕES PARA A SAÚDE DE 23 MUNICÍPIOS

Deputado Federal Fernando Monteiro
O Ministério da Saúde confirmou, nesta terça-feira (14), que cerca de R$ 13 milhões de emendas destinadas pelo deputado federal Fernando Monteiro (PP-PE) para a Saúde foram empenhados. Os recursos, para Atenção Básica (PAB) e de Média e Alta Complexidade (MAC), poderão ajudar 23 municípios também nas suas ações de combate à Covid-19.

A liberação anunciada beneficia as cidades de Afrânio, Barra de Guabiraba, Belém de São Francisco, Bom Conselho, Brejão, Buíque, Cabrobó, Calumbi, Dormentes, Exu, Iati, Ilha de Itamaracá, Inajá, Ipubi, Itaquitinga, Jupi, Lajedo, Limoeiro, Moreno, Primavera, Ribeirão, Santa Filomena e Santa Maria da Boa Vista.

“Em meio aos desafios destes dias, toda notícia boa nos anima. Agora ficamos na expectativa pelo pagamento destes valores e pelo empenho dos recursos de outros municípios, como é o caso de Arcoverde, assim como de instituições filantrópicas para as quais também destinei emendas”, afirma Fernando Monteiro.

PROMOTORIAS DE MAIS 13 MUNICÍPIOS EMITEM RECOMENDAÇÕES PARA GARANTIR FORNECIMENTO DE ALIMENTOS PARA ALUNOS

Durante o período de suspensão das aulas em decorrência da situação de emergência em saúde pública provocada pelo novo Coronavírus, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou às Prefeituras de Calçado, Ibirajuba, Cortês, Gameleira, Ipojuca, Arcoverde, Araripina, Pombos, Exu, Lagoa dos Gatos, Sairé, São Joaquim do Monte e Palmeirina, e às suas respectivas Secretarias Municipais de Educação, que fosse fornecida alimentação a todos os alunos que dela necessitem, em especial àqueles pertencentes às famílias cadastradas no Cadastro Único do Governo Federal; e/ou cuja renda seja inferior a dois salários-mínimos vigentes.

Além disso, os alimentos servidos aos alunos deverão ser preparados em locais dotados de condições adequadas de higiene, acondicionadas em locais apropriados, de acordo com sua natureza, evitando deterioração precoce. Caso não seja possível a entrega dos alimentos já preparados, devem ser distribuídos os gêneros alimentícios em forma de kits, assegurando sempre, em todos os casos, o teor nutricional dos mesmos.

Para evitar aglomerações, o documento sugere que a distribuição dos alimentos seja feita mediante agendamento de horários de retirada, com observância, na entrega, dos procedimentos necessários para prevenir e combater a transmissão do Coronavírus (Covid-19), de acordo com as orientações das autoridades sanitárias. Por fim, caberá à Secretaria Municipal de Educação realizar controle efetivo da alimentação devidamente entregue, no qual deverá constar o dia, local e aluno contemplado, a fim de assegurar a regularidade do fornecimento.

Segundo as recomendações, grande parte dos alunos das escolas públicas integra grupo de extrema vulnerabilidade social, que tem na alimentação escolar fornecida pelo Município, a única fonte adequada de nutrientes. Assim, a manutenção do fornecimento de merenda escolar, seja por meio de kits semanais ou diários, ou alguma outra forma adotada pelo município, também tem como objetivo a prevenção e combate do Coronavírus, sobretudo mantendo a alimentação saudável de parcela da população que integra grupo de vulnerabilidade social.

Regulamentação - Nesta segunda-feira (13), foi publicada no Diário Oficial da União a Resolução Nº 2, que dispõe sobre a execução do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) durante o período de estado de calamidade pública decorrente do novo Coronavírus. No último dia 7 de abril, a Lei Federal nº13.987/2020 foi publicada no DOU, alterando a Lei nº11.947/2009, para autorizar, em caráter excepcional, durante o período de suspensão das aulas em razão de situação de emergência ou calamidade pública, a distribuição de gêneros alimentícios adquiridos com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) aos pais ou responsáveis dos estudantes das escolas públicas de educação básica.