sábado, 25 de abril de 2020

MPPE COBRA RESPEITO À LEGISLAÇÃO ELEITORAL EM MAIS 15 CIDADES PERNAMBUCANAS

Os promotores de Justiça Eleitorais expediram recomendações aos agentes políticos, como prefeitos, secretários municipais e vereadores, de 15 cidades pernambucanas com o objetivo de garantir que o trabalho de assistência à população por causa da situação de calamidade pública não leve a transgressões à legislação eleitoral. As recomendações são consequência da Recomendação Conjunta PRE-PGJ nº01/2020, publicada no Diário Oficial de 1º de abril.

“A situação estabelecida pela crise gerou um grave impasse, vários cidadãos carentes vão precisar da ajuda dos gestores municipais para sobreviver neste período de desafio, mas a legislação eleitoral não permite, em ano eleitoral, a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da administração pública. Para que não haja critérios políticos na escolha dos cidadãos beneficiados, os prefeitos devem adotar critérios objetivos e comunicar ao promotor da cidade como está procedendo”, defendeu o procurador-geral de Justiça Francisco Dirceu Barros. As orientações foram fixadas pela Recomendação Conjunta PRE-PGJ nº01/2020.

A primeira medida a ser adotada pelos gestores municipais é apresentar às Promotorias de Justiça Eleitorais os fatos que motivaram a situação de emergência, uma relação dos bens ou valores que pretendem distribuir e o público ao qual se destinam os benefícios.

A continuidade dos programas sociais está assegurada, desde que tais programas tenham sido instituídos e tenham execução orçamentária desde 2019; isso significa que os prefeitos e secretários não podem criar programas sociais novos em pleno ano eleitoral.

Os membros do Ministério Público Eleitoral vão atentar, porém, para o desvio de finalidade de tais programas sociais, a fim de impedir que essas políticas públicas sejam utilizadas para promover candidatos, partidos ou coligações políticas ou para repassar verbas públicas a entidades ligadas a candidatos, partidos ou coligações.

Por meio da recomendação, os representantes do MP também orientaram os presidentes das Câmaras de Vereadores que não deem prosseguimento à votação de projetos de lei que permitam a distribuição gratuita de bens, valores e benefícios, conforme a vedação expressa da Lei Eleitoral.

Os agentes políticos que descumprirem as vedações da legislação eleitoral estarão sujeitos a multa, que varia de R$ 5 mil a R$ 106 mil, e à cassação do registro ou diploma dos candidatos beneficiados pelas práticas irregulares.

Confira a lista das cidades: Belém de São Francisco, Itacuruba, Gravatá, Cabrobó, Orocó, Flores, Triunfo, Santa Maria do Cambucá, Frei Miguelinho, Jaboatão dos Guararapes, Santa Maria da Boa Vista, Abreu e Lima, Saloá, Paranatama e Bezerros.

GIVALDO: "GARANHUNS PRECISA DE SERIEDADE E COMPETÊNCIA"

O AVANTE, partido que tem como presidente em Garanhuns o empresário e homem público Givaldo Calado de Freitas, fecha sua chapa de pre-candidatos a vereador às eleições de outubro, tendo reunido pessoas dos seus diversos segmentos sociais e da grande maioria de seus bairros e distritos. 

O AVANTE, segundo adianta o secretário geral de sua executiva, Dario Ferraz, tem “slogan” que diz: “Aqui, não vivemos de política. Somos candidatos para servir melhor a nossa cidade.” Que adianta: “devo confessar que não foi difícil fecharmos nossa chapa em tão pouco tempo. São muitos nomes. Nomes de respeito e crédito em nossa cidade que querem contribuir com suas experiências, mas que eram impedidos pelo chamados “profissionais” da política.  

Ainda segundo o secretário-geral do AVANTE, “a chapa que se construiu para essas eleições, contempla todos os segmentos da sociedade de Garanhuns. E, também, todos seus bairros e zona rural, e seus pré-candidatos defendem, com muita alegria, o nome de seu pré-candidato a prefeito, Givaldo Calado de Freitas, por sua reconhecida competência, experiência e seriedade.

Já o pré-candidato a prefeito pelo AVANTE disse a essa Blog que “por razões, de todos conhecidas, me encontro recolhido. No entanto, a conferir todo o caminhar do AVANTE com vistas às eleições de outubro, que devem ocorrer, no que pese a pandemia.”

“Estou pronto pra luta. Diria, até, mais que pronto, porque em paz comigo mesmo, e com saúde, e muita motivação. E esta me chega, cada dia mais, pela gente da minha cidade, que clama por mais discernimento, competência, seriedade... no trato da coisa pública da ‘Cidade das Flores.’ Temos, como nunca, estudado a nossa cidade, e chegamos a conclusão que não podemos mais  continuar de braços cruzados, indiferente a chaga do desemprego e da escassez de renda de sua gente. Ainda esta semana daremos início, eu, e os pré-candidato a vereador do AVANTE, às nossas conversas com nossa cidade, através de ‘LIVE’, dizendo do nosso compromisso à geração de emprego e renda; à infraestrutura; à educação, à saúde, ao social, ao campo... Enfim, ideias que correm na cabeça da gente do garanhuense, mas que não são acatadas pelos nossos gestores por razões menores e não confessas”, conclui Givaldo.

JOHNY ALBINO SUGERE SUSPENSÃO DA TAXA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA PARA CONSUMIDORES DE BAIXA RENDA

Johny Albino
Do Portal VEC Garanhuns

O ex-diretor da 5ª Ciretran, em Garanhuns, Johny Albino, solicitou ao prefeito Izaías Régis que envie um projeto de lei à Câmara Municipal no sentido de isentar aqueles consumidores de baixa renda do município, que estão incluídos na tarifa social, de pagarem a Contribuição de Iluminação Pública (CIP) pelo prazo mínimo de três meses em virtude dos efeitos econômicos provocados pela pandemia de covi-19. 

De acordo com Johny, o Governo do Estado já isentou os consumidores da Compesa e, do mesmo modo, o Governo Federal isentou os consumidores de baixa renda, do pagamento da conta de energia. Ainda segundo o ex-diretor da Ciretran, em março, a Prefeitura de Garanhuns fez um empréstimo de dois milhões de reais junto ao Banco do Brasil com a finalidade de empregar na aquisição de lâmpadas led para o município, entretanto, no processo licitatório para a compra dos referidos equipamentos o valor final do contrato ficou em pouco mais de 900 mil reais e essa sobra de recursos poderia ser utilizada para permitir a isenção temporária da CIP. 

"Esse empréstimo foi feito no dia 13 de março para uso em melhorias na iluminação pública. A licitação era no valor  um milhão novecentos e sessenta e cinco mil reais, então houve uma boa sobra. Dentro desse cenário, a suspensão da CIP para os consumidores de baixa renda não acarretaria prejuízo aos cofres públicos municipais já que o gasto da manutenção com a iluminação pública poderia ser pago com o saldo do empréstimo de dois milhões de reais. Importante ainda ressaltar que vários prefeitos do país, devido á covid, já isentaram seus munícipes dessa taxa de iluminação, como por exemplo: Jaboatão aqui em PE e São Luiz, no Maranhão", disse Johny Albino.

O QUE É A CIP

Na sua conta de luz há um valor referente à Iluminação Pública, nestes casos, a Celpe arrecada esse valor para o município e direciona para as prefeituras. Cada município, de acordo com análises específicas de custeio do serviço, pode instituir a CIP e seus critérios legais de cobrança, sendo deste a responsabilidade pela manutenção das luminárias das vias públicas, de acordo com o art. 21 da RN 414/2010 ANEEL. A CIP ou a Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública (COSIP) tem fundamento legal no art. 149-A da Constituição Federal. 

PERCENTUAIS DA CIP COBRADOS EM GARANHUNS

CASOS CONFIRMADOS DE COVID-19 EM GARANHUNS

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, promoveu mudanças no boletim diário da Covid-19, a partir desta sexta-feira (24), com o intuito de levar novas informações para a população do município, mantendo a transparência na divulgação das informações relacionadas à pandemia do coronavírus.

A Secretaria informa ainda que nenhum caso de Covid-19 foi registrado hoje, em Garanhuns. Atualmente, o município possui 10 casos confirmados, sendo registrados entre os bairros Boa Vista, Aloísio Pinto, São José, Magano, Cohab II, Heliópolis e Centro.

Ao todo, 15 casos da doença já foram descartados, e sete pessoas seguem em isolamento, aguardando o resultado de testagem pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE), para posterior confirmação ou descarte da Covid-19.

A Secretaria de Saúde reforça o pedido para que a população permaneça em casa! Se for necessário sair, faça o uso de máscara, lembrando também dos cuidados com a higiene. Todos aqueles que não estão envolvidos com os serviços essenciais devem cumprir as medidas de distanciamento social, de acordo com as orientações das autoridades sanitárias.

UM CAOS CHAMADO BRASIL



Por Magno Martins

Onde meteram nosso País? Onde estão os responsáveis que elegeram um psicopata para ficar no comando de um governo tão complexo para cuidar de 210 milhões de pessoas? Não erraria se afirmasse que foram os bilionários de São Paulo, sobretudo os banqueiros que proveram fundos ilimitados para bancar a campanha eletrônica mais cara do planeta, custando mais de R$ 1,5 bilhão.

A Folha de São Paulo foi atrás e encontrou uma pontinha do iceberg do que estava acontecendo. Mas em São Paulo se sabe que a maior parte foi feita ilegalmente dos Estados Unidos, pois os bilionários paulistas viram ser mais fácil burlar a justiça eleitoral ao pagarem no estrangeiro. Ocorre que na época da campanha houve farta prova de que quase todo o bombardeio eletrônico vinha de inúmeros lugares dos Estados Unidos.

E o Supremo que, através do ministro Fux, deu perdão a um crime de hediondo de racismo, depois das duas instâncias terem condenado o então deputado Bolsonaro, a partir de processo promovido pelo Ministério Público Federal. E todo o passado pregresso que era sabido por todos da vida de Bolsonaro, incluindo condenações por terrorismo, defesa aberta de torturadores, atos contra a democracia e contra os direitos humanos, vinculações profundas com o crime organizado, através das milícias, dentre um número sem fim de ficha corrida dominada por horrores.

E apesar de tudo, a elite das finanças de São Paulo mergulhou sem limite e viabilizou uma campanha bilionária, através de pagamentos ilegais no exterior. Não se pode jamais deixar isso no esquecimento. O Brasil tem que dar um basta à manipulação da política pela plutocracia dos barões dos bancos de São Paulo. Eles são os responsáveis reais pelo drama geral que nosso País sofre. A presença de Bolsonaro no governo federal é responsabilidade direta desse abuso de poder econômico sofrido pelo Brasil.

Estamos agora jogados ao caos, com um doente mental atormentando a vida nacional, agredindo a imprensa livre, gerando ódios sociais de todos os tipos. Rompendo com todos os padrões da legalidade e da moralidade. E vamos ter que nos arrastar até 2022 com esse drama. Afinal, Bolsonaro agora retornou ao seu ninho de lama do baixo clero e não tem força legal capaz de o tirar de lá.

Imagem: Blog do Magno Martins

Dumuriê Vasconcelos:

Em Garanhuns, até o tempo é perfumado. Afinal, temos um Relógio de Flores!

sexta-feira, 24 de abril de 2020

TCE E MPPE RECOMENDAM AOS GESTORES REAVALIAÇÃO DAS LICITAÇÕES

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Dirceu Rodolfo, e o procurador-geral de Justiça do Estado, Francisco Dirceu de Barros, expediram uma recomendação conjunta aos gestores públicos para que sejam reavaliadas todas as licitações, dispensas e inexigibilidades em curso, e que só seja dada continuidade àquelas que são estratégicas ou essenciais ao funcionamento da administração durante a pandemia do novo coronavírus. 

A recomendação (TCE/PGJ N° 01/2020), publicada no Diário Eletrônico do TCE do último dia 24, tenta garantir que os gastos realizados neste momento pelo Poder Público sejam concentrados no que é de fato imprescindível, ou seja, saúde e assistência social, em razão da pandemia do coronavírus.

 “As medidas que vêm sendo adotadas pela Administração Pública vão implicar aumento de despesas não previstas no orçamento, além da possível queda de arrecadação das entidades federadas devido ao período de quarentena, o que exige do gestor público a priorização de gastos para o enfrentamento da situação”, afirmou o presidente do TCE, conselheiro Dirceu Rodolfo.

De acordo com a recomendação atual, os gestores devem reavaliar todas as licitações, dispensas e inexigibilidades em andamento, de modo a identificar aquelas que sejam estratégicas e/ou essenciais e inadiáveis ao funcionamento da administração, das que possam ser adiadas ou descontinuadas, sem grave comprometimento de áreas prioritárias como saúde, educação e segurança pública, desde que demonstrada a existência ou previsão tecnicamente segura de recursos financeiros para suporte.

FESTIVIDADES - Outra orientação feita pelo TCE e MPPE aos gestores é que não façam licitações, dispensas e inexigibilidades que tenham por objeto festividades, comemorações, shows artísticos e eventos esportivos, para que os recursos possam ser redirecionados às ações, bens e serviços imprescindíveis ao enfrentamento da pandemia, sempre que possível.

Devem ser evitadas ainda licitações para consultoria, propaganda e marketing, ressalvadas aquelas relativas à publicidade legal dos órgãos e entidades, bem como as que sejam imprescindíveis à área da saúde, e licitações para novas obras, ressalvadas aquelas consideradas inadiáveis e com recursos financeiros assegurados para a sua completa execução, notadamente aquelas afetas às áreas da saúde e infraestrutura.

Outra orientação do TCE e MPPE é para que sejam evitados, sempre que possível, certames presenciais, priorizando-se a modelagem eletrônica (Pregão e Regime Diferenciado de Contratação), para evitar a aglomeração de pessoas em determinados ambientes.

A recomendação foi enviada ao Governo do Estado, a todos os prefeitos dos 184 municípios de Pernambuco e à AMUPE (Associação Municipalista de Pernambuco).

CONCURSO CÂMARA DE LIMOEIRO DE ANADIA - AL

O concurso Câmara de Limoeiro de Anadia e regido pelo edital nº 001/2020 e organizado pela FUNVAPI, se propõe a preencher 11 vagas disponíveis no quadro permanente. 

Cargos

Procurador, Contador, Analista de Controle Interno, Técnico Legislativo são os cargos que requerem o ensino superior. O primeiro cargo exige formação em Direito + OAB, o segundo a formação em Ciências Contábeis + registro em Conselho de Classe. Os dois últimos cargos necessitam de graduação em qualquer área.

Esses profissionais graduados receberão, pelos seus serviços prestados, um vencimento inicial de R$ 1.200,00, R$ 1.800,00, R$ 2.000,00 ou R$ 2.500,00, dependendo da ocupação.

Candidatos que tiverem somente o ensino fundamental, ainda que incompleto, poderão disputar as vagas aos cargos de Vigia Noturno/Diurno e Auxiliar de Serviços Gerais. O vencimento é de R$ 1.045,00.

Por conseguinte, os que tiverem nível intermediário poderão concorrer aos cargos de Motorista (AB), Agente Administrativo e Auxiliar Legislativo. Esses terão acesso a vencimento inicial de R$ 1.045,00.   

Inscrição e edital completo

O edital completo pode ser encontrado, juntamente com suas atualizações, neste site da FUNVAPI. É muito importante que os candidatos acompanhem o certame por essa página!

Basta acessar a mesma página eletrônica e fazer o cadastro, contanto que seja até às 23h59 do dia 16 de maio de 2020.

A taxa de participação é de R$ 90,00, R$ 70,00 ou R$ 50,00, conforme o cargo pretendido.

Click no link abaixo e saiba mais:

GOVERNO DE PERNAMBUCO VIABILIZA LINHA DE CRÉDITO PARA GUIAS TURÍSTICOS

Como forma de apoiar os prestadores de serviço que atuam como guias de turismo no Estado, o Governo de Pernambuco, por meio da  Secretaria de Turismo e Lazer de Pernambuco e da Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE), lança uma linha de crédito especial voltada a esses profissionais. As solicitações para o novo crédito poderão ser feitas a partir da próxima segunda-feira. O montante a ser disponibilizado é de R$ 2,8 milhões.  

O empréstimo via AGE tem limite de R$ 4 mil e será oferecido exclusivamente para aqueles guias de turismo que estão com as informações regularizadas no cadastro nacional do Ministério do Turismo, o Cadastur. Pernambuco conta atualmente com 721 profissionais cadastrados. 

“A carência é de até 3 meses, com taxa de juros de 1.49% ao mês para quem quitar as parcelas em dia. O prazo para pagamento é de até 12 meses”, detalha o diretor Financeiro e de Planejamento e Controle da AGE, Eduardo Queiroz.

Para dar entrada no financiamento, além do cadastro regularizado no Cadastur, também é necessário enviar um e-mail para negocios@age.pe.gov.br. Em seguida, será preciso preencher o formulário que será enviado pela agência, a ser devolvido também por e-mail, com os documentos exigidos (confira a lista abaixo). Depois da conferência do cadastro e dos documentos obrigatórios, a previsão é de que o empréstimo seja liberado em até cinco dias úteis. 

Ainda com o objetivo de dar suporte ao trade turístico, a Secretaria de Turismo e Lazer e a Empetur disponibilizam o Balcão de Informações do Turismo, ferramenta que esclarece o público sobre outras opções de financiamentos à disposição dos empresários do setor e ainda dúvidas trabalhistas. No site da Setur (www.setur.pe.gov.br), é possível acessar material detalhado sobre os temas. Estão disponíveis ainda, dois números, que permitem o atendimento via WhatsApp: 81 99362-8875 (crédito) e  81 99361-2486 (legislação trabalhista). 

Documentos necessários para solicitação do crédito
Pessoa física:

1 – Cadastro regularizado no CADASTUR - MTUR 
2 - Cédula de Identidade (RG) e CPF,
3 – Comprovante de residência e do empreendimento,
4 – Dados bancários e extrato da movimentação financeira dos últimos 90 (noventa) dias,
5 – Comprovante da última declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF),
6 – Formulário de cadastro.

BOLSONARO EXONERA DIRETOR-GERAL DA PF, MAURÍCIO VALEIXO

Do Portal G1

O diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Leite Valeixo, foi exonerado do cargo nesta sexta-feira (24). A exoneração ocorreu a pedido, segundo decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, e publicado no "Diário Oficial da União" desta sexta-feira (24).

Na quinta, Moro havia dito ao presidente que pediria demissão se Valeixo fosse demitido, segundo informaram as colunistas do G1 e da GloboNews Cristiana Lôbo, Andreia Sadi e Natuza Nery. Oficialmente, o Ministério da Justiça nega que Moro tenha chegado a pedir demissão.

Questionado por apoiadores no fim da tarde, ao chegar à residência oficial do Palácio do Alvorada, Bolsonaro não respondeu.

Não foi nomeado um substituto para o comando da PF. Entre os nomes cotados estão:

Alexandre Ramagem, diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Foi coordenador de segurança de Bolsonaro na campanha de 2018 e se aproximou dos filhos do presidente, mas não conta com o apoio de Moro;

Anderson Gustavo Torres, secretário de segurança pública do DF;

Fabio Bordignon, diretor-geral do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), que conta com a aprovação e confiança de Moro.

MAIS SER

João Marques

O medo é tanto a dor a morte
que é preciso ser mais
ser mais cada um
ser humano grande
como foram os homens
maior que o medo
maior que a dor
maior que a morte.

AGA PARTICIPA DA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O AUTISMO

Associação Garanhuense de Atletismo - AGA, neste mês de Abril, prestando um serviço a sociedade, participa da campanha de conscientização sobre o Autismo, usando em sua faixada iluminação de cor azul.

Como o Dia Mundial da Conscientização do Autismo é 2 de abril, esse foi o mês escolhido para alertar pessoas no mundo todo a respeito desse diagnóstico. A cor foi definida porque o trastorno, que afeta 1% da população mundial, é mais frequente entre meninos.  

O movimento colorido de conscientização e saúde nasceu com o intuito de alertar a população sobre o perigo de algumas patologias e incentivar a preservação, bem como a busca do diagnóstico precoce.

LIVE GIVALDO CALADO DE FREITAS


quinta-feira, 23 de abril de 2020

SIVALDO ALBINO VISITA UPAE QUE TERÁ LEITOS E AMBULÂNCIA COM UTI

Deputado Sivaldo Albino (PSB) visitou esta semana as instalações da UPAE Garanhuns, com o objetivo de acompanhar de perto a preparação dos leitos para o combate ao COVID-19. Segundo o parlamentar, de início serão construídos 10 leitos comuns, 10 de UTI e posteriormente mais 10.

Sivaldo informou que no início da semana a UPAE Garanhuns recebeu uma nova ambulância, com UTI,  que será utilizada no transporte dos pacientes que necessitem de transferência para outros centros.

“Através de ações importantes como essas, da Secretaria de Saúde do Estado e do Governador Paulo Câmara, estamos em busca de um único objetivo, salvar vidas” frisou o parlamentar.

Ele disse que irá continuar fazendo o seu papel, buscando ações e participando de perto, visando amenizar o sofrimento do povo pernambucano. “Esse é o nosso papel, esse é o nosso compromisso. Com fé, confiança, esperança e com a benção de Deus, vamos sair dessa” frisou o deputado.

Foto: Thomas Ravelly 

PARA CADA PESSOA EM UTI, HÁ 100 INFECTADOS, DIS SECRETÁRIO DA SAÚDE DO RECIFE

Da Folha de Pernambuco

A subnotificação dos casos de Covid-19 é um problema real enfrentado em vários estados do Brasil e também em outros países. Em Pernambuco, a testagem prioriza pacientes internados, sobretudo os que desenvolvem Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), óbitos com quadros sintomáticos equivalentes aos da Covid-19, profissionais das áreas de saúde e segurança pública e os contatos diretos deles.

Uma vez que a estratégia de testagem não atende a todos que manifestam sintomas de síndromes gripais, mesmo que de forma branda, é difícil pontuar exatamente o número de infectados pelo novo coronavírus no Estado.

Em entrevista coletiva virtual, nesta quarta-feira (22), o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, seguindo o que diz a literatura internacional acerca do novo coronavírus, fez uma análise mais ampla para explicar a presença do vírus no Estado, sobretudo da Região Metropolitana do Recife (RMR).

"Se a gente pegasse um grupo de 100 pessoas, 80 vão entrar em contato com o vírus e não vão desenvolver sintomas. Cerca de 20 vão ter sintomas e, dessas pessoas, 16 teriam sintomas leves. Quatro fariam Srag e uma precisaria de UTI. Quando a gente foca a vigilância no espectro mais grave, a gente faz um trabalho importante que nos permite analisar a circulação do vírus em toda a Cidade. Por isso que afirmamos com toda certeza a circulação do vírus em todas as comunidades. Em outras palavras, para cada pessoa internada em UTI, falamos em 100 pessoas infectadas em um território”, estimou.

quarta-feira, 22 de abril de 2020

PREFEITURA DE TIMBAÚBA CONFECCIONA 50 MIL MÁSCARAS DE PROTEÇÃO CONTRA O NOVO CORONAVÍRUS

A Prefeitura de Timbaúba iniciou a confecção de 50 mil máscaras de proteção contra o novo coronavírus. A fabricação das máscaras está sendo realizada no Polo de Costura, localizado no prédio da Secretaria de Meio Ambiente e no Serviço de Convivência e Fortalecimento dos Vínculos (SCFV).

Em parceria firmada entre as Secretarias de Saúde, Assistência Social, Planejamento e Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico. Dez costureiras timbaubenses foram contratadas e mais seis foram disponibilizadas, gerando assim, renda para essas profissionais neste período de pandemia. O prefeito Ulisses Felinto também assinou a ordem de compra dos tecidos, linhas e sacos plásticos para armazenamento das máscaras.
A intenção do Governo Municipal é que já no próximo final de semana os timbaubenses recebam as máscaras gradativamente de acordo com a produção, as entregas serão realizadas nas feiras livres, nas agências bancárias, lotéricas, supermercados, em suas residências, entre outros locais.

A entrega a população seguirá um cronograma. Os locais que apresentam aglomerações receberão primeiro. Confira a ordem:

1- Feiras livres
2- Em frente a agências bancárias e lotéricas, supermercados, farmácias, padarias, rodoviária e etc.
3- Funcionários públicos de serviços essenciais como: Urbanos, Obras, Assistência Social, agentes de trânsito e etc.
4- Pessoas que fazem parte dos grupos de risco
5- Nas residências.

SESSÕES ORDINÁRIAS DE JULGAMENTO DO TCE SERÃO RETOMADAS DE FORMA ONLINE

O Tribunal de Contas publicou na edição do Diário Oficial desta quarta-feira (22) uma Resolução (TC nº 84/2020) que disciplina o funcionamento das sessões ordinárias do Pleno e das Câmaras por meio de videoconferência, durante o período de enfrentamento à Covid-19.

O dispositivo altera a Resolução TC nº 75/2020, que suspendia os julgamentos presenciais e os prazos processuais e notificações realizadas de forma física pelo TCE, e a Resolução TC nº 81/2020, que regulamentava o funcionamento das sessões extraordinárias em modo remoto e definia normas temporárias para os processos de Medida Cautelar durante a pandemia.

A nova regra se aplica aos processos eletrônicos e físicos de Medida Cautelar e de Consulta, que não estejam relacionados à emergência em saúde pública durante a pandemia do coronavírus. Para estes processos, permanecem as regras da Resolução TC nº 81/2020.

As sessões serão realizadas de acordo com o Regimento Interno e a Lei Orgânica do TCE, por meio de plataforma de videoconferência online, utilizando-se a ferramenta Google Hangouts Meet.

CEPE EDITORA LANÇA COLETÂNEA QUE REÚNE OBRA DO PERNAMBUCANO AUGUSTO RODRIGUES


O pernambucano Augusto Rodrigues (1913- 1993) foi um homem múltiplo e intenso. Educador, pintor, caricaturista, desenhista, ilustrador, gravador, fotógrafo, jornalista e poeta, legou ao Brasil um acervo único em todas as linguagens artísticas em que transitou. Foi o mais importante caricaturista brasileiro da 2ª Guerra Mundial e teve Adolf Hitler como principal alvo de seus traços no combate à tirania. Liderou um movimento nacional que permitiu a inclusão da Arte no ensino público em proposta baseada na liberdade. Criou, e ajudou a fundar, mais de uma centena de Escolinhas de Arte no Brasil e na América Latina, tendo sua preocupação com a educação para além dos quadros-negros reconhecida mundialmente. Incentivador da cultura popular, revelou para o país expoentes como o Mestre Vitalino de Caruaru. Suas muitas contribuições e significativa obra são agora apresentadas em coletânea  lançada pela Cepe Editora na próxima sexta-feira (24).

Com projeto, pesquisa e organização do jornalista, desenhista e fotógrafo Antônio Carlos Rodrigues, filho de Augusto Rodrigues, a coletânea reúne em quatro livros (capa dura e papel couché) as ideias, ideais, história de vida e acervo do multiartista nos campos da caricatura/charge, educação, fotografia e pintura. Um trabalho iniciado há mais de duas décadas por Antônio e que também se revelou uma jornada pessoal significativa. “Revisitar de forma tão intensa a sua obra foi uma das experiências fundamentais de minha vida. Redescobri meu pai, que no final ressurgiu como uma pessoa ainda mais genial do que considerava antes. Continua sendo um mistério como ele encontrou tempo para realizar uma obra tão ampla, numerosa e significativa”, assegura.

Recifense, Augusto cresceu em uma família (os Rodrigues) de jornalistas, escritores e artistas. Aos 13 anos de idade, com o primo Nelson (que se tornaria o mais importante dramaturgo brasileiro), dava os primeiros passos no jornalismo com o ácido tabloide Alma Infantil. Aos 16 anos, com Hélio Feijó, Percy Lau e Nestor Silva, criou o Grupo dos Independentes, célula que mais tarde daria origem ao I Salão de Arte Moderna de Pernambuco. Aos 20 anos, começou a trabalhar como caricaturista no Diario de Pernambuco, revelando nos desenhos sua predileção à crítica aos poderosos. Aos 21, ao lado de  Guignard e Portinari participou de exposição da Associação dos Artistas Brasileiros, no Rio de Janeiro (então capital do Brasil), para onde se mudaria em definitivo no ano seguinte (1935).

Suas charges e caricaturas estamparam as páginas dos principais veículos da imprensa brasileira, como a revista O Cruzeiro, O Estado de São Paulo e os Diários Associados de Assis Chateaubriand, tornado-se o primeiro caricaturista a sair em rede nacional de jornais. Acreditava ser a caricatura um “instrumento direto para atingir fins políticos e humanos, ajudando a preservar a dignidade do homem e a liberdade da arte”. Também teve participação efetiva na fundação de outros veículos, como a Revista Diretrizes (que tinha entre seus colaboradores Graciliano Ramos, Érico Veríssimo, Jorge Amado, José Lins do Rego e Manuel Bandeira) e o Última Hora, de Samuel Wainer, que o considerava o melhor chargista da história da imprensa brasileira. 


Serviço:

Preço dos livros:

Augusto Rodrigues, Artista : R$ 80,00
Augusto Rodrigues, Caricaturista: R$ 100,00
Augusto Rodrigues, Fotógrafo: R$ 70,00
Augusto Rodrigues, Educador: R$ 50,00
Box com os quatro livros: R$ 250,00

BICHINHO QUE CEIFA VIDAS

Terça-feira (21), grande dia! E eu gostaria de ir pra rua aplaudir o grande brasileiro, Alferes Joaquim Xavier, o mártir Tiradentes. “São os martírios que fazem os santos (...) Se a corte de Lisboa se tivesse limitado a aplicar uma dúzia de bolos no Alferes Joaquim José da Silva Xavier (...), nós teríamos, hoje, quando nada, um feriado a menos.”, disse certo historiador.

Bem, mas sobre Tiradentes, eu vou falar terça-feira (21), porque dia dele. Pelo seu caráter. Pelo seu destemor. Pela sua coragem. E, sobretudo, por sua sede de justiça. E, ademais, também, do aniversário de Brasília, a nossa capital. Orgulho de todos e cada um brasileiro.

Mas, veja você. Eu estou, aqui, a pensar no dia de amanhã. Dia do nosso mártir, Tiradentes. Data do aniversário de nossa capital, e, ao invés de todos nos atermos a essa data, mesmo dentro de nossas casas, por conta da pandemia, querem, alguns, promover protestos. Contra quê? A pandemia? O “bichinho” que ceifa vidas? Tem nada a ver com a data de amanhã. É
triste! Muito triste.

GIVALDO
Calado de Freitas

ANVISA APROVA A VENDA DO PRIMEIRO PRODUTO À BASE DE MACONHA NO PAÍS

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou o registro do primeiro produto à base de Cannabis no país, que poderá ser vendido em farmácias. A autorização foi publicada nesta quarta-feira (22) no Diário Oficial da União.

Esse é o primeiro registro concedido pela agência desde que o órgão aprovou uma regulamentação que abre espaço para venda de produtos à base de Cannabis nesses locais, com base em alguns critérios. O produto é um fitofármaco à base de canabidiol, componente da Cannabis que tem efeito terapêutico para alguns quadros.

A concentração de THC, substância também alvo de estudos e conhecida por "dar barato", é de menos de 0,2%. A autorização da agência prevê que ele seja prescrito para casos em que não há outras alternativas de tratamento com resultado satisfatório. A lista de doenças não foi informada.

A fabricante é a empresa Prati-Donnaduzzi, de acordo com os dados do registro. Ainda não há previsão de quando o produto deve ser ofertado no mercado. Segundo a Anvisa, a venda poderá ser feita apenas com receita médica de controle especial do tipo B, cuja numeração é fornecida pela vigilância sanitária local. A receita deve ser renovada a cada 60 dias.

A resolução que dá espaço à venda de produtos derivados da Cannabis no país foi aprovada em dezembro de 2019, e entrou em vigor em março deste ano. Na época, diretores da agência chegaram a analisar a possibilidade de dar aval ao cultivo da planta para pesquisa e produção de medicamentos, mas a proposta foi rejeitada por três votos a um.

Em contrapartida, diretores aprovaram uma regulamentação para oferta desses produtos para uso medicinal. Na prática, a resolução criou uma nova categoria de produtos à base da planta. Desde então, empresas interessadas em desenvolver ou importar esses produtos para venda podem solicitar registro à agência, para venda mediante apresentação e retenção de receita. A venda em farmácias de manipulação é proibida. Segundo a Anvisa, a análise do pedido durou 42 dias, tempo que envolveu a apresentação de dados pela empresa até a elaboração de parecer da equipe técnica. Com Informações da Folha de Pernambuco.

CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS AUMENTA FRAGILIDADE EM MEIO À PANDEMIA DO CORONAVÍRUS

Da Folha de Pernambuco

Ficar em casa, sem ter contatos com familiares e amigos, sem ir ao trabalho ou a shows e eventos e sem saber quando tudo isso vai passar gera ansiedade, solidão, falta de perspectiva e medo.

Estes são sentimentos tidos como gatilhos para o aumento do consumo de bebidas alcoólicas, segundo alertam especialistas ouvidos pela Folha de S.Paulo.

Não só a quantidade mas também a frequência do consumo devem ser observadas para evitar exageros que possam fragilizar o sistema imunológico, um dos principais riscos à saúde em meio à pandemia do novo coronavírus.

Na semana passada, a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomendou que os governos limitem a venda de bebidas durante a quarentena. Em artigo publicado no site da entidade, o álcool, o tabaco e outras drogas são chamados de estratégias inúteis para o enfrentamento do isolamento.

"O álcool tem um efeito temporário e depois o estresse aumenta e é preciso beber novamente", afirma Ricardo Abrantes do Amaral, médico psiquiatra e professor colaborador do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP.

Amaral, que é coordenador do programa de prevenção de álcool, tabaco e outras drogas do Hospital das Clínicas, além de médico do Hospital Sírio Libanês, aponta ainda que o alcoolismo prejudica diretamente a qualidade do sono, o que pode levar a quadros mais graves, em caso de infecção pelo coronavírus.

A médio prazo, o organismo sente outros efeitos, sobretudo o fígado. "O álcool desidrata o corpo porque o organismo precisa de grande quantidade de água para metabolizá-lo, além de sobrecarregar o fígado, tudo de que não precisamos nesse momento", explica Marcella Garcez, nutróloga e diretora da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia).

terça-feira, 21 de abril de 2020

O HOMEM QUE QUERIA ENRICAR JOGANDO NO BICHO

O palpite para ficar rico era jogar na cabra
Imagem/Anchieta Gueiros

Numa cidadezinha, no interior de Pernambuco, residia um casal muito conceituado. A esposa, D. Loló entregava-se ao trabalho caseiro e quase nunca envolvia-se com as atividades do marido. O Mario, Zé Gavião vivia de uma pequena agricultura que apenas dava para o sustento da família. Gavião não tinha vício algum e para compensar o esforço empregado no trabalho divertia-se às quatro  festas do ano, isto, quando a mulher estava bem humorada. Finalmente o que Zé gostava mesmo era do jogo do bicho.

Como todos os jogadores, Zé Gavião esperava ficar rico no dia em que pegasse o bicho. Para tanto, ele como a mulher deitavam-se cedo para dormir bastante e sonharem com o bicho no dia seguinte. Nesse sonho e jogo, Gavião perdia mais do que ganhava e quando menos esperou as coisas estavam bastante arruinadas para o seu lado, entretanto, não deixava de sonhar nem de jogar. Certo, dia já desesperado, Zé Gavião explodiu:

- Só queria que o diabo me desse um sonho bom que eu vendia tudo quanto tenho e botava numa parada só.

Passados alguns dias e já sem esperanças, Zé Gavião deitou-se na sua cama velha amarrotada pelo tempo e caiu num sono profundo. Lá pelas tantas da madrugada chegou o momento esperado. O diabo apareceu e deu o seguinte conselho:

- Olha, Zé. Tu vais ficar rico, mas terás que fazer o seguinte: pega um gato preto sem sinal nenhum e na próxima sexta-feira mata-o e leva-o para uma encruzilhada. Ao chegares lá, isto à noite, tiras toda roupa, deita-te de papo para cima, coloca o gato por cima da barriga  que à meia-noite uma alma vem te dizer o bicho.

Mal o diabo saiu da beira da cama, Zé Gavião pulou fora e saiu à procura do gato preto. Um mês foi pouco para encontrar o animal. Mas encontrou. Seguindo a risca as ordens do diabo. Zé Gavião esperava ansiosamente o dia de ficar milionário, mas a sexta-feira chegou. Para justificar a ausência naquela noite fora de casa, Gavião contou tudo a mulher a seguiu em direção a encruzilhada. Fazendo tudo como lhe fora ordenado, Zé retirou a roupa e colocou o gato preto por cima da barriga. Era uma sexta-feira 13 de agosto. Dia considerado de azar pelo povo da localidade. Doze horas em ponto, as aves agourentas começaram visitar o estranho personagem que estirado de papo para cima parecia um defunto. O grasnar das rasga-mortalhas e de outras aves noturnas não metiam medo a Zé Gavião, pois, o que ele esperava mesmo era a chegada da alma que lhe vinha dizer o bicho. Naquele dia, uma pessoa fora assassinada e como naquele tempo matar gente era crime, o delegado da cidade reuniu o destacamento e saiu em diligência à procura do criminoso. Em alguns minutos as autoridades estavam próximas ao local onde Zé encontrava-se. Foi  ai que veio a sensação do encontro esperado. O vozeiro que se aproximava fez-lhe parecer um rebanho de almas vindo em sua direção.

Alguns instantes o delegado se deparou com aquela "armada": um homem nu com um gato preto por cima da barriga deitado no meio do caminho. Foi ai que o delegado pensando tratar-se do criminoso procurado gritou para o soldado mais valente:

- Agarre o homem, Trovão.

Trovão, soldado valente e cumpridor do dever, nem sequer esperou que o comandante acabasse de transmitir as ordens, foi logo sentando a  mão no pé do ouvido de Zé Gavião. Os outros soldados, também cumpridores do dever acompanharam o colega e foi ai que o pau cantou no espinhaço do jogador. Em menos de cinco minutos Zé Gavião tinha apanhado mais do que bode para passar n'água.

Cacete vai, cacete vem e nada de dizerem o bicho ao pobre homem. Nesse momento o delegado viu chegada a sua vez e certo de que não se tratava do criminoso procurado. Aprumou Zé Gavião em direção a sua casa, meteu-lhe a mão no pé do ouvido e em alta voz gritou:

- Cabra...!

Todo ensanguentado e moído de pau Gavião chegou em casa e nesse momento a mulher lhe perguntou:

- Zé, a alma te disse o bicho?

- Uma delas falou em cabra.

A mulher insistiu:

- Por que não esperasse para que  ela te dissesse o milhar?

Quase sem fala. Zé Gavião fez uma cara feia e olhando para dona Loló, respondeu:

- Para saber o grupo eu quase me lasco como era que podia esperar para saber o milhar.

José Rodrigues da Silva
Jornalista, professor, cronista e historiador
Garanhuns, 13 de Fevereiro de 1982

INGLEZ E O BAR DA GALINHA

Garanhuns, PE - Avenida Santo Antônio na década de 1930

É sempre bom voltar a Garanhuns, especialmente para quem nasceu na Cidade das Colinas Verdejantes. Aqui nesta época do ano, com bastante calor durante o dia, quase não encontramos o  frio característico da Cidade. Somente à noite uma brisa suave e acolhedora nos leva a vestir um pequeno agasalho qualquer.

Em meio ao trabalho, por força das atividades  na CELPE, ficamos alguns dias metido em salão de reuniões do Hotel Tavares Correia, sempre um aprazível local de descanso, lazer e mesmo para trabalhar isoladamente como foi o nosso caso. Apenas lamentando o feriado no meio do trabalho, dia em que trabalhamos até às 23 horas. Aqui e acolá, uma escapulida para rever amigos e pessoas do nosso relacionamento. Ou simplesmente para rever as ruas, a Avenida Santo Antônio,  a Rua do Recife, a 15 de Novembro, a Praça da Bandeira, Boa Vista, Arraial e outros pontos saudosistas da nossa infância.

Passamos na Oficina do amigo "Inglez" para rever o nosso carrinho FORD 31, que o competente profissional esmera-se em lhe dar roupagem nova. "O carro vai sair doutor". Diz ele em tom alegre, debaixo dos óculos, de lentes grossas. - Tudo bem, dizemos nós. Só que não sabemos quando... "Logo, por estes dias... "diz o mecânico amigo querendo ser agradável.

De relance passamos no Bar da Galinha do amigo Toinho, lá no Parque dos Eucaliptos. Vemos e falamos com o proprietário, o amigo Toinho, assíduo telespectador dos nossos programas de Televisão pela TV Universitária. No Bar da Galinha temos audiência garantida desde que fazíamos o "Jornal do Interior" e continuamos tendo com o nosso "A LUZ DO MUNDO" e o programa da CELPE "Integração". Contamos ainda com prestígio dessa plateia em algumas aparições que fazemos no "Bom Dia Nordeste" aos domingos pela manhã. Com Toinho e os habitués do Bar da Galinha, temos Ibope garantido.

Na descida da Rua Treze de Maio,  um prédio novo nos chama a atenção, o nº 34. Faz-nos lembrar a casa onde nascemos. Um pouco mais abaixo, a esquina onde havia em 1936, a "Bomba de Gasolina do Seu Reinaux", nosso pai, incendiada naquele ano. Logo ele haveria de colocar outra em frente a vistosa loja "Agência Reinaux" na Avenida Santo Antônio. Mais adiante vemos a Charutaria de Adalberto Alexandre, onde comprávamos os confeitos (hoje bombons). A Padaria de José de Souza e as outras lojas ali permanecem na nossa lembrança, sem esquecer A Atrativa e a Livraria Escolar.

Garanhuns cresceu, vestiu-se de novas roupagens, com calçamento espalhado por tudo quanto é rua. Até rua que não tem casa tem calçamento. Melhor do que no Recife e em muitas cidades. Muita coisa diferente, para melhor é claro. Mas o ar telúrico e provincial da Cidade Interiorana, boa e agradável, permanece. Especialmente se a nossa vista parte de um dos Morros que envolvem a Cidade: O Magano, o Monte Sinai, a Boa Vista. De qualquer destes pontos a paisagem é a mesma: belíssima, com as colinas verdejantes. Por tudo isso é gratificante, sempre retornar a Garanhuns matando as saudades do nosso tempo de menino.

Marcílio Lins Reinaux
Escritor, poeta, cronista, jornalista e historiador
Garanhuns, 30 de Abril de 1983

segunda-feira, 20 de abril de 2020

MAIS DA METADE DA CAATINGA FOI PERDIDA, DIZ ESTUDO

Do Portal Amupe

O mapeamento, realizado pelo Cepan em parceria com a UFPE, apontou ainda que apenas 30,3% das áreas localizadas no entorno das fontes hídricas possuem vegetação, enquanto 64,3% estão ocupados por agricultura e pastagens

No próximo dia 28 de abril, é comemorado o Dia Nacional da Caatinga. Mais do que comemoração, a data pede ações urgentes de restauração do bioma. De acordo com dados do Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan), em Pernambuco, de um total de aproximadamente sete milhões de hectares de Caatinga  mapeados, apenas 46,89% apresenta hoje cobertura florestal, ou seja, mais da metade, 51,06%, foi convertida em áreas para usos agrícolas e pastagens.

Nas áreas localizadas às margens de cursos hídricos, denominadas pela lei de proteção à vegetação nativa de Áreas de Preservação Permanente (APPs) onde há a obrigatoriedade de cobertura florestal em toda sua extensão,  apenas 30,3% estão cobertas por floresta. Os 64,3% restantes estão ocupados com atividades agropecuárias.

O levantamento faz parte da primeira fase do projeto O Papel da Restauração Ecológica na Sustentabilidade da Caatinga, realizado em parceria com o Laboratório de Ecologia Aplicada da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e com professores e pesquisadores convidados de diversas Universidades.

Considerando um total de 60 milhões de hectares distribuídos entre os estados do Nordeste e a região Norte de Minas Gerais, cerca de 40% do bioma foi desmatado e é ocupado por  agricultura e pastagens, e cerca de 20% está em processo ou suscetível à desertificação.

O estudo aponta ainda que 37,97% do bioma é ocupado por atividades que têm como destaque as pastagens, e 59,4% dessas áreas são de floresta, enquanto o restante dos territórios está dividido em outros usos. Já em relação às APPs ao longo de toda área mapeada, o estudo demonstra que apenas 50,3% têm cobertura vegetal, enquanto 43,23% estão ocupadas com atividades agropecuárias ilegais.

A ausência de vegetação nessas áreas promove um impacto negativo, inclusive às populações humanas do bioma, pois a vegetação assegura a qualidade dos rios, ajudando a reter sedimentos e minimizando os danos causados às calhas, além de ajudar na melhoria da qualidade e disponibilidade hídrica ao longo do ano na região.

“Esses dados são preocupantes e denotam a importância de criarmos mais unidades de conservação para preservar o que ainda existe e, além disso, estimular as atividades de restauração”, afirma o coordenador de Projetos do Cepan, Joaquim Freitas. À medida que as fronteiras de desertificação avançam, pressionam a população a situações extremas, podendo chegar até à necessidade de relocação. Segundo os dados do Painel Intergovernamental para as Mudanças Climáticas (IPCC), a Caatinga é um dos biomas a serem mais afetados pelos efeitos nocivos das mudanças climáticas no mundo.

A HISTÓRIA DE PERNAMBUCO PELOS LIVROS DA CEPE

"Nada é mais triste do que a cidade, sobretudo a península do Recife. Todos os armazéns estão fechados, as casas e as ruas desertas, só se encontram raros transeuntes que passam como sombras errantes." Essa frase até poderia definir a capital pernambucana nos dias de hoje, com a imposição da quarentena em março para conter o avanço do novo coronavírus. Mas na verdade foi escrita no século 19, por um viajante francês, para descrever a cidade no dia 6 de março de 1817, quando teve início a Revolução Pernambucana. O relato de Louis-François Tollenare e de outros três estrangeiros sobre o Recife de 203 anos atrás compõe o livro 1817 e Outros Ensaios, lançado pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) em 2017.

A publicação faz parte de uma lista bem variada de livros que contam a história de Pernambuco e se apresentam como fontes de consulta para estudantes, pesquisadores e estudiosos do tema que estão em casa cumprindo o isolamento social. As versões impressa e e-book podem ser adquiridas pelo link da editora (www.editora.cepe.com.br) ou diretamente nas lojas virtuais do leitor digital da pessoa interessada na compra (Amazon, Kindle, Kobo, Google Play Sotre, Apple, Livraria Cultura, entre outras), informa o gerente de Marketing da Cepe, Rafael Chagas.

Veja outros títulos sobre a história de Pernambuco no catálogo da Cepe: http://editora.cepe.com.br/catalogo/historia/

ORA! ORA! SE PREFERIR, CAMA. MAS, AO MENOS, FOLHEIE UMA REVISTA, UM GIBI...


Tenho dito. Até fazendo coro com os doutos da saúde, ante esse terror que se abate em nossas vidas, e com grande ameaça, inclusive de morte. FIQUE EM CASA. Mas folheie, um pouco, nem que seja uma revista, um gibi... Enfim, folheie, leia, e, com eles, procure se distrair. Só assim, essas horas... Horas? Dias? Semanas? Poderão ser mais confortáveis pra você.

Hoje, recebi uma ligação de uma amiga querida em que ela dizia que “Minha descoberta daria para eu fazer uma crônica.”

Fui logo gostando do que ouvia. E ela, em seguida, dizendo que “A obtenção da ‘Vitamina D’, está disposta na natureza. Que tenho pra mim que é um aprendizado duro e permanente. É onde entra o consciente e o inconsciente; a disciplina e a vontade; também o emocional e a paciência... Enfim, uma gama de agentes para se alcançar esse gesto heroico, a fim receber o benefício que, de graça, a divina natureza nos dispõe.”

"Sei disso não", fui logo falando. Nunca me passou pela cabeça tantas... para tomar um bom banho de sol à procura da vitamina que ele dispõe - a D. E, depois, sem custo, como diria meu filho - 0800.

Eu só faço me expor, claro que com as devidas cautelas, ditadas pelos doutos, e no tempo por eles prescrito, e nos horários por eles indicados.

Mas minha amiga não se dava por satisfeita com meu exemplo. E, penso, até, que a ele sacava desdenhos, e, em arremates, cravava: “meu esforço é tremendo e, o é, literalmente, suado.” E mais.

"Que para pessoas como eu, trinta segundos é o suficiente. Vou procurar um livro de autoajuda, ou algum versículo bíblico que possa responder às minhas dúvidas.”

"Fosse você, procurava mesmo. E logo! De repente, você está a precisar", disse.

Confesso que adormeci diante de tanta conversa. Longa. Muito longa. Logo comigo, que tenho horror a celular.

Acordei exultante e, na mente, o sonho que tivera. Eu, na maior biblioteca do Mundo Antigo, a “Real Biblioteca de Alexandria”, destruída, por incêndio, por causas ainda, hoje, controversas.

GIVALDO
Calado de Freitas

PROFESSOR RILDO JOSÉ MENDONÇA

Professor Rildo Mendonça
Nasceu no dia 20 de julho de 1943, no distrito de Paquevira, município de Canhotinho, Pernambuco, onde viveu até os 8 anos de idade. Formou-se em Engenharia Química, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; fez Pós-graduação em Programação do Ensino de Matemática, pela FFPG-UPE; onde foi Assessor da Diretoria, Chefe do Departamento de Ciências Exatas e Naturais, Professor de Graduação, do Pós-graduação e Orientador de Monografia. Ministrava aulas também no Colégio Diocesano de Garanhuns, no Santa Sofia e no Cursinho Nova Dimensão. Dois dias antes do seu falecimento, colou Grau de Mestrado em Educação de Ciências, pela Universidade Federal Rural de Pernambuco. Estava com viagem marcada para a Espanha, onde, na Universidade de Burgos, daria continuidade ao seu Curso de Doutorado.

Rildo Mendonça lecionou na maioria dos bons colégios de Garanhuns, tendo começado no Estadual Jerônimo Gueiros e passado pelo Colégio 15 de Novembro.

Professor Rildo faleceu aos 58 anos,  em 8 de dezembro de 2002.

*Por Carlos Janduy
Garanhuns, Dezembro de 2002