sábado, 8 de agosto de 2020

MONSENHOR ADELMAR DA MOTA VALENÇA - 18 ANOS DE SAUDADES

Mons. Adelmar da Mota Valença
"VIDAS QUE NÃO MORREM" - Esta frase é do escritor Jorge Fernandes da Silva, o qual foi também professor deste Estado, com grandes serviços à educação. Seu livro tem o título acima (ano de 1982).

O Monsenhor Adelmar da Mota Valença, o "Eterno Diretor do Colégio Diocesano de Garanhuns", se enquadra perfeitamente com o nome dessa obra que o seu autor mandou pra mim, acompanhado de uma carta de 29/06/1989, procedente do Recife onde faleceu.

A querida "Irmã Maria Mirtes de Araújo Corrêa" solicitou a minha colaboração sobre o "Padre Adelmar", com orgulho, atendi o justo pedido.

O aludido sacerdote nasceu no sítio Beira Mar, em Pesqueira, "berço de tantas figuras magistrais tanto do passado, como do presente. 

Apenas eu diante do seu túmulo, nesta cidade, usei da palavra. Éramos amigos. O "Padre Adelmar" veio ao mundo a 4 de julho de 1908. Desde menino tinha inclinação da vida sacerdotal, até mesmo nos finais momentos de sua morte. Veio em companhia de seus pais. Aqui, nesta bendita cidade, onde nasci, foi ordenado sacerdote a 30 de novembro de 1937. Mas durante os saudosos anos de 1915 e 1916, estudou na Escola Artur Brasiliense Maia. Ainda hoje, a Escola continua seguindo os passos do Mons. Adelmar. "A 5 de março de 1917, entrou para o Ginásio de Garanhuns, no qual estudou durante 6 anos". O tempo corria e depois da sua ordenação, foi nomeado para ser diretor do Ginásio de Garanhuns, hoje Colégio Diocesano desta terra. O "Padre" Adelmar ficou à frente do mesmo até 31 de dezembro de 1981.

O autor deste pequeno trabalho, entrou no "Diocesano" em 1933 e saiu em 1938. Fui assim, seu ex-aluno em 1938 e antes, estive no "Querido lar" sob às ordens do Padre Tarcísio e do Monsenhor Callou.

Devo ao referido Educandário, quase tudo na minha vida. Ela insere fatos saudosos, inclusive os "bolos de palmatória", dados pelos dois Sacerdotes. Contudo, o Monsenhor Adelmar acabou com esse uso. Mesmo assim, ainda tenho saudades deles, inclusive dos bolos...

Assisti à transmissão dos cargos de direção do "Alto padrão de civismo e de glória", cujo bonito hino e música, foi do Mons. Godoy. Participei de muitos desfiles do "Gigante da Praça da Bandeira", hoje, praça Mons. Adelmar Valença, graças a uma sugestão deste Ulisses. Tal projeto de Resolução da Câmara Municipal foi de autoria do ex-vereador Augusto Acioli, do distrito de São Pedro, também ex-aluno. Tanto ele como ei fizemos discursos, entre outros oradores. Meu Deus, como é confortante escrever estas linhas confortantes também para os que irão ler esta obra de importância, graças aos beneplácitos, de alunos, ex-alunos, amigos sinceros que elevaram o "Diocesano". E quem eleva esse imorredouro Colégio, está também enaltecendo o Monsenhor Adelmar. Num trabalho do ex-prefeito, ex-deputado estadual e sobretudo ex-aluno, Luís Souto Dourado, disse através do Diário de Pernambuco, 17 de maio de 1980: "O Padre Adelmar não é a simples marca de uma pessoa numa instituição, e a própria pessoa que se transformou numa instituição, sem perder as melhores e mais essenciais qualidades humanas"!

O imorredouro "Padre Adelmar", durante 44 anos foi exemplar Diretor da Casa do Saber. Mons. Adelmar, faleceu no dia 8 de agosto de 2002. Um momento triste para Garanhuns, Pernambuco e o Brasil. Nas comemorações do Centenário de Nascimento do "Padre Adelmar", foi distribuído um volume que diz: "A história do Colégio se confunde com sua própria história"!

É o maior benemérito do Diocesano, sendo um dos maiores exemplos de educadores do Nordeste". No livrinho aludido insere que ele "construiu 2 pavilhões de aulas, o auditório, a Capela, a cozinha e o refeitório, a quadra de esportes, a piscina, prédio do curso primário e o Ginásio do Arraial, que hoje, com muita justiça, chama-se Colégio Mons. Adelmar da Mota Valença".

Falar das honrarias recebidas (dezenas de medalhas e diplomas).

Foi este Ulisses que a pedido do Mons. Adelmar, leu na Câmara de Garanhuns, a sua rica Mensagem durante a solenidade de entrega do Diploma de Cidadão Honorário desta terra ao seu grande amigo, o "padre Godoy", autor do Hino do Colégio Diocesano de Garanhuns. Também o Mons. Adelmar era possuidor desse diploma de cidadania local. Foi prestada significativa homenagem ao querido "Padre Adelmar" pelos alunos e alunas do Colégio Mons. Adelmar da Mota Valença (antigo Ginásio do Arraial) pelos 100 anos do seu fundador com a sua foto. Fui sabedor que a sentimental iniciativa coube a Associação dos que estudaram no aludido Colégio.

Também os ex-alunos do Colégio Diocesano, através da sua direção, Carlos Alberto  Oliveira e Julião Marques, prestaram a homenagem pelo centenário de nascimento no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, no dia 10 de outubro do ano em curso, às 20 horas. O Grupo Diocesano de Artes enriqueceu a dita homenagem.

A bondade do Monsenhor Adelmar da Mota Valença foi sem limite, haja vista ter dado, de graça, estudos a centenas de alunos e que hoje, são bem equiparados em soas vidas, tanto em Garanhuns como em outras plagas.

Rendo a saudação fraternas as Irmãs Cândida, Mirtes e Terezinha, do Colégio Monsenhor Adelmar da Mota Valença,  heroínas dignificantes. Dedico uma frase histórica que o "terno Diretor", gostava de pronunciar: "tu és um verde ninho murmuroso de eterna poesia" (do poeta dos escravos, Castro Alves).

Ulisses Peixoto Pinto
Jornalista, historiador, cronista e ex-aluno do Colégio Diocesano
Garanhuns / Julho de 2008

sexta-feira, 7 de agosto de 2020

CARAVANA SOLIDÁRIA DO SESC ENTREGA CESTAS BÁSICAS A INSTITUIÇÕES ASSISTIDAS PELO BANCO DE ALIMENTOS EM GARANHUNS

A Caravana Solidária do Sesc chegou a Garanhuns nesta quinta-feira (6/08) e entregou 200 cestas básicas a três instituições sociais assistidas pelo Banco de Alimentos do Sesc. A APAE recebeu 80 cestas, assim como a Creche Maçônica Marta de Abreu. Já o Abrigo São Vicente de Paulo recebeu 40 cestas básicas.

As entregas foram feitas pela gerente do Sesc Garanhuns Ivânia Barros. “Hoje nosso coração se aqueceu, apesar do frio de Garanhuns. Através do projeto Caravana Solidária, entregamos as cestas básicas em momentos de fortes emoções, não só para nossa equipe, como também para as famílias e instituições”, ressaltou a gerente.

A Caravana Solidária, ação realizada pelo Banco de Alimentos do Sesc Pernambuco, acontece em parceria com o Sistema Fecomércio/Sesc/Senac e os sindicatos a ele filiados. As cestas foram compradas com o valor arrecadado, aproximadamente R$ 400 mil, das lives promovidas pelo Mesa Brasil, em parceria com o projeto Fome de Música, realizadas durante o período de isolamento.

A CAMPANHA DE PETRÔNIO FERNANDES

GARANHUNS ANTIGA - Foi nos anos 60 quando eu estava passando férias regulamentares na minha cidade, que eclodiu o movimento cívico pelo qual o presidente Petrônio Fernandes, da Câmara Municipal, udenista de quatro-costados fiel à política orientada por Aloísio Pinto, foi  feito candidato para disputar o mandato de prefeito.

Lembro-me bem como se fosse hoje. Ao chegar na casa dos meus pais no número 485 da avenida Santo Antônio, à sombra das duas "Palmeiras Imperiais", vizinha à direita do prédio da Associação Comercial e do Fórum e, à esquerda, da residência senhorial de dona Julinha, irmã de Sátiro Ivo e viúva do português Antônio Pereira, o velho Fausto foi logo chamando-me à sala de visitas e me deu um carão daqueles que somente ele sabia dar.

"Você não tem juízo mesmo. Vir de tão longe, gastando dinheiro em passagens de avião, para passar férias aqui, justamente numa época em que a política de Garanhuns esta fervendo. Veja lá se não vai criar-me aborrecimentos. Bastam os que Rildo e Roberto estão dando, metidos a comunistas com esse tal de Arraes".

Meu pai conhecia bem todos os filhos, as tendências de cada um e, à época estava inconsolável com a perda da sua filha mais querida, Miriam. Conhecia como poucos os meandros da política local. O calor esfuziante das campanhas, e aquela que se prenunciava era das brabas. De um lado, Amílcar Valença, seu antigo liderado na bancada do PSD, do outro lado, o jovem Petrônio Fernandes apoiado por Aloísio Pinto que, na UDN houvera trabalhado muito para fazer o velho Fausto candidato de consenso, na campanha de dez anos antes.

E o carão teve prosseguimento quando ele chamou minha mulher, a paulista Maria Oliva a quem considerava como nora predileta e, no seu entendimento sagaz, muito mais ajuizada do que eu. "Vê se bota freios em seu marido, com bridão e tudo mais, não o deixe meter-se no que não foi chamado. Passem aqui férias tranquilas e prenda Rinaldo, porque esse moço é danado para intrometer-se em assuntos que não lhe dizem respeito como, por exemplo, essa política de garanhuns e de Pernambuco".

Não valeram o carão nem os freios que minha mulher tentou colocar-me, porque  uma semana depois estava eu intrometendo-me naquilo que não fui chamado. Em lugar de descansar nas férias, usufruindo as delícias do clima serrano da cidade, e os passeios a sítios de lazer como os do Pau Pombo, jardins floridos e os do Parque Euclides Dourado, dentre tantos outros que adoro em Garanhuns, fui procurar saber o clima político em que se desenvolveria a campanha de Amílcar e de Petrônio. A coisa estava braba mesmo, como houvera advertindo-me  meu pai. Todo município estava pegando fogo pela política.

Falei com Othoniel e seu filho Everardo; tirei meu irmão Rogério do comitê estudantil de Amílcar e passei frequentar reuniões e comícios nos bairros da cidade e nos distritos. Estava novamente acesa a chama que um dia o deputado Elpídio Branco, discípulo-maior do grande Souto Filho, despertara em mim para os caminhos da política. Que dividendos de qualquer espécie me deram até hoje.

Reencontrei-me com José Cardoso que apresentou-me um neto de Sátiro Ivo, o jovem funcionário do Banco do Nordeste. Airton Diógenes que postulava a vereança. Fiquei conhecendo outro jovem, estudante de medicina no Recife, sobrinho de Petrônio, de nome Pedro Hugo Maranhão Fernandes que, à época, dizia-se admirador do que escrevia para os jornais, mesmo que ele discordasse de alguns pontos de vista, sobretudo aqueles de fidelidade às minhas raízes "elpidianas" quanto pessedistas.

Meu saudoso Antônio Fininho - Antônio Florentino de Almeida Filho - que fez comigo a campanha de Agamenon contra João Cleofas, que ajudou-me tanto a organizar a Ala-Jovem do PSD de Garanhuns sob a orientação de Elpídio, ficou bastante aborrecido pelo fato de eu estar desfraldando a bandeira de um udenista. Ponderei-lhe que Amílcar não havia apoiado meu pai, seu antigo líder na Câmara, enquanto os udenistas Francisco Figueira, Abdias Branco, Aloísio Pinto, Othoniel Gueiros, e Deusdedit Maia, dentre outras importantes figuras do partido do Brigadeiro, precursores de Petrônio Fernandes, tinham sido simpáticos à candidatura do velho Fausto quando Agamenon decidira patrociná-la para pacificar Garanhuns. Candidatura que deu com os "burros n'água" que não vingou mesmo com o apoio do governador do Estado.

Rinaldo Souto Maior
Jornalista, cronista e historiador
 São Paulo, 17 de Janeiro de 1987

SITES DE GRAVATÁ E CUSTÓDIA NÃO DEVEM DIVULGAR PROPAGANDAS ELEITORAIS EM DESACORDO COM A LEGISLAÇÃO

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio das Promotorias Eleitorais da 30ª (Gravatá) e 65ª (Custódia) Zonas Eleitorais, recomendou aos responsáveis por sites comerciais e/ou de notícias dessas respectivas Zonas que evitem a divulgação em suas plataformas de qualquer propaganda eleitoral paga ou gratuita a favor de pré-candidatos, candidatos ou partidos políticos.

De acordo com a legislação eleitoral, a divulgação de propaganda eleitoral extemporânea (fora do prazo oficial) por meio de sites é vedada. Além disso, a utilização indevida de veículos ou meios de comunicação social,  em benefício de candidato ou de partido político pode configurar abuso de poder, como previsto nos termos do art. 22 da Lei Complementar nª 64 de 1990.

Assim, o MPPE recomendou ainda que na veiculação de informações, notícias, entrevistas ou debates os portais busquem assegurar a igualdade de oportunidades entre os candidatos e partidos. Ainda assim, matérias que contenham opiniões favoráveis ou desfavoráveis de pré-candidatos, candidatos ou partidos, ou referências às qualidades ou defeitos pessoais ou das ações empreendidas ou a empreender, não devem extrapolar o limite da garantia constitucional de liberdade de imprensa, ou seja, estas matérias devem ter caráter informativo e/ou jornalístico, sem qualquer conotação propagandística. 

Por fim, as pesquisas eleitorais só poderão ser divulgadas nos ternos e na forma determinada pela Resolução TSE 23.600/2019, devendo a divulgação cumprir com todas as informações exigidas pela norma jurídica. 

A Recomendação Eleitoral de nº 011/2020 (30ª Zona Eleitoral) foi publicada na íntegra no Diário Oficial Eletrônico do MPPE desta quinta-feira (06/08). Já a Recomendação Eleitoral de nº 12/2020 (65ª Zona Eleitoral) foi publicada na edição da última quarta-feira (05/08)

RÚSSIA REGISTRARÁ PRIMEIRA VACINA CONTRA CORONAVÍRUS NA PRÓXIMA SEMANA

Sputnik - A vacina, que começou a ser testada em junho, deverá ser registrada já na próxima semana. Quando for lançada, será dada primeiro a "funcionários da saúde e idosos".

A vacina contra o coronavírus desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei, da Rússia, será dada primeiramente a funcionários da saúde e idosos residentes no país, indicou Oleg Gridnev, vice-ministro da Saúde.

"A vacina desenvolvida no Centro Gamalei será registrada em 12 de agosto [quarta-feira]. Neste momento, está sendo realizada a terceira e última etapa, cujos testes são altamente importantes. Devemos entender que a vacina deve ser segura. Os primeiros a serem vacinados serão os funcionários da saúde e os idosos", afirmou Gridnev aos repórteres em Ufa, cidade nas encostas ocidentais dos montes Urais, na abertura de um centro de oncologia.

Segundo observou, será possível avaliar a eficácia da vacina quando a população obtiver imunidade.

Os testes clínicos da vacina, desenvolvidos pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamalei, começaram na Universidade Sechenov, de Moscou, em 18 de junho.

O estudo, do qual participaram 38 voluntários, confirmou a segurança da vacina. Foi observado que todos os que testaram a vacina desenvolveram imunidade à infecção. O primeiro grupo de voluntários foi dispensado em 15 de julho, e o segundo em 20 de julho.

quinta-feira, 6 de agosto de 2020

FEIRAS DO AGRESTE DE PERNAMBUCO LIBERADAS PARA FUNCIONAMENTO A PARTIR DA PRÓXIMA SEMANA

Por Portal Folha de Pernambuco

Sem funcionamento desde março deste ano, feiras de confecções do Agreste de Pernambuco são anunciadas na retomada econômica do estado para a próxima semana. Detentoras da maior parte do funcionamento da economia local, as feiras estavam com reabertura prevista apenas para a etapa 7 do Plano de Convivência com a Covid-19.

A liberação, contudo, foi adiantada ainda para a etapa 6 - atual do plano de convivência na região. A liberação das feiras será publicada no Diário Oficial do Estado e foi anunciada pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, em coletiva nesta quinta-feira (6). 

As feiras de confecção do Agreste poderão funcionar sob responsabilidade de fiscalização das prefeituras, com detalhamento a ser divulgado na próxima edição do diario oficial de Pernambuco. A cidade de Toritama, por exemplo, voltará com a feira no domingo, 9. 

"A  Macroregião 2, que diz respeito ao Agreste do Estado, avançou na segunda-feira (3) para a etapa 6, podendo começar o funcionamento dos serviços de alimentacao e de academias de ginástica. Porém, haverá um avanço muito importante, que é a liberação das feiras do polo de confecções das cidades do Agreste a partir da próxima semana", informou Schwambach.

AUDITORIA APONTA IRREGULARIDADES EM LICITAÇÃO DE IGARASSU

A Segunda Câmara do Tribunal de Contas julgou irregular, nesta terça-feira (4), o objeto de uma Auditoria Especial (Processo TC nº 19100519-8) realizada na prefeitura de Igarassu, relativa ao exercício de 2019. A relatoria do processo é do conselheiro Carlos Porto.

A auditoria foi instaurada a partir de uma representação enviada ao TCE pela empresa CC Prates Comércio e Serviços – ME, alegando irregularidades no Pregão Presencial nº 003/2019, estimado em R$ 645.564,55, que previa o fornecimento de materiais de limpeza para atender a administração municipal durante 12 meses.

No trabalho, a equipe técnica da Gerência de Auditoria de Procedimentos Licitatórios (GLIC) do TCE constatou que o edital exigia das empresas proponentes a apresentação de alvará expedido pela Vigilância Sanitária para comprovar a qualificação técnica em todos os itens licitados, inclusive nos que não estão sujeitos a controle e fiscalização sanitária. A prática, segundo o relatório da GLIC, além de  contrariar a Lei de Licitações, resultou em inabilitações indevidas, registro de itens em Ata de Preços com valores acima do esperado e restrição da adjudicação dos itens licitados apenas para empresas detentoras do certificado.

Outro ponto comprovado como irregular pela auditoria foi a desclassificação de cinco empresas das quais se exigia o registro de itens como “papel higiênico - folha dupla” e “papel higiênico – folha simples” junto ao Ministério da Saúde, emitido pela Anvisa, mesmo não estando previsto no edital da licitação. A empresa denunciante (CC Prates Comércio e Serviços – ME) também foi desclassificada pela pregoeira do município de Igarassu, Rafaela Galdino da Silva, no item “ácido muriático” por ter apresentado Certidão de Regularidade Profissional vencida – documento que não lhe era exigido por se tratar de microempresa - o que vai de encontro ao artigo 3º do Decreto Federal nº 8.538/2015.

Outra desabilitada foi a empresa Beta Solution Comércio Eletro Eletrônicos Ltda., que apresentou a melhor proposta para o item “balde plástico”. Ela foi considerada erroneamente como irregular perante o FGTS e teve o seu alvará da Vigilância Sanitária classificado como inverídico pela pregoeira. O problema, de acordo com os auditores do TCE, poderia ter sido contornado mediante simples consulta aos sites da Secretaria Executiva de Vigilância à Saúde da prefeitura do Recife e da Caixa Econômica Federal para verificar a real situação da empresa.     
O último ponto questionado pela auditoria diz respeito à emissão de parecer jurídico sintético e com conteúdo genérico, ratificando a regularidade do Pregão sem analisar o edital e seus anexos, contrariando o artigo 38, parágrafo único, da Lei 8.666/93 e o Acórdão nº 1.944/2014-Plenário do TCU. Segundo os auditores do TCE, o parecer emitido pela assessora jurídica do município, Jakeline Correia da Silva Bandeira, foi ilegal e concorreu para as irregularidades encontradas.

VOTO - O relator do processo, conselheiro Carlos Porto, responsabilizou a pregoeira Rafaela Galdino, pelas irregularidades apontadas, aplicando a ela uma multa no valor de R$ 8.500,00. No que cabe à assessora jurídica do município, Jakelinne Bandeira, o relator julgou pela regularidade com ressalvas e aplicou multa de R$ 4.500,00. As interessadas poderão recorrer da decisão.

O voto foi aprovado por unanimidade pelos membros presentes à sessão. O Ministério Público de Contas foi representado pela procuradora Eliana Lapenda.

Gerência de Jornalismo (GEJO-CF), 4 de agosto de 2020

RUA ARTUR LEÃO DA SILVA - GARANHUNS, PE

IMPRENSA PRESBITERIANA EM GARANHUNS

NORTE EVANGÉLICO - Órgão sucessor de O Século, o N°1, ano XV foi publicado em 22 de fevereiro de 1909, em formato de 50x31, com quatro páginas a quatro colunas de 14 cíceros, anunciando tiragem de 2.000 exemplares.

O Diretor era o Reverendo Jeronimo Gueiros, o jornal era impresso em oficinas próprias, instaladas a rua Dr. Rosa e Silva, 38, onde funcionava também, a redação. Assinatura era mediante pagamento adiantado. Sempre apresentava, ao lado do título, um versículo da Bíblia.

Jerônimo Gueiros

O artigo de abertura fazia referência a "vida jornalística de 15 anos" e a  "uma fase nova, repleta das mais fagueiras esperanças". Também fazia referência "a acidentada e espinhosa senda percorrida, às dificuldades superadas, aos obstáculos removidos, as muralhas inimigas que foram escaladas e às vitorias alcançadas em prélios titânicos travados com os esquadrões belicosos da heterodoxia cristã e com as hostes temerosas do racionalismo anti-cristão", e concluía : "Anunciar a Cristo - e este crucificado - eis, pois, nossa missão principal".

O periódico apresentava  artigos da autoria de  S.F., Daniel Cesar, Benjamim Marinho, B. Cesar e Pedro Chaves Junior; soneto ("Escrínio de Letras"), de J.G.; as seções "Ecos de toda parte", "Correspondência" e "No templo e no lar", alem de noticiário específico e anúncios.

Logo no segundo número  Jerônimo Gueiros vai enfrentar a campanha contra o Protestantismo, movida pelo monsenhor Afonso Pequeno  nas paginas do Jornal  O Sertão que começava a publicar-se na mesma época.

O Sertão começou a circular em fevereiro de 1909, teve a sua edição de estréia impressa na tipografia do Norte Evangélico e apresentava-se como um jornal cujo interesse era defender a coisa pública. Na sua publicação n° 3, um padre ( vigário da freguesia), publica um artigo intitulado "Única Contradita", em resposta a uma nota que saiu no Norte Evangélico.

O pastor Jerônimo Gueiros responde através do Norte Evangélico, e também, usando a seção paga do próprio Jornal  O Sertão. Faz numa série de treze longos artigos, secundados por alguns do pastor Benjamim Marinho. Em seguida, o Vigário Monsenhor Afonso Pequeno dirige-se "Aos Protestantes de Garanhuns" e isso ocasiona nova e longa réplica do Rev. Jerônimo Gueiros.

Seguiu-se a circulação, semanal e regularmente, para, n° 22, de 24 de julho, reconsiderar a indicação inicial, passando a adotar: ano I.

Foram muitos os colaboradores, pelos anos a fora: Rodolfo Femandes (poesia), o mesmo Ronandes dos "Ensaios"; Antonio T. Gueiros, Raimundo A. Silva, Belmiro de Araujo César, A. Almeida, Ulisses de Melo, Oscar Wilson da Costa, Israel Brasiliense, Juventino Marinho, Jose Orton, Bezerra Lima, Cicero Barbosa Filho, de Manaus; Mattatias G. dos Santos, Ana Soares, J. Martins, Betuel E. Peixoto, Natanael Cortez, Mota Sobrinho, A. C. Montenegro, Jose Zaqueu. Mais, J. W. G., Aureliano Gonçalves Guerra, Domiciano Soares, Herculano de Gouveia, Alfeu de Oliveira, etc.;

Trazia também,  traduções e transcrições,  propaganda evangélica, notícias do movimento das igrejas locais e de outros municípios.

Ainda no primeiro ano e no segundo, novas séries de artigos do Pastor Jerônimo Gueiros repeliam criticas do Jornal  O Sertão e também da Tribuna Religiosa que era um órgão da  arquidiocese de Olinda e Recife  que divulgava todas as questões e visões oficiais da Igreja Católica.

Em fevereiro de 1911, o redator passa a ser William. M. Thompson. Pedro Chaves se encarregava do trabalho da revisão. Em outubro, Jerônimo Gueiros é transferido para Natal, retira-se da direção do Jornal,  mas continua a colaborar.

William Thompson

Cada ano iniciava o Norte Evangélico numeração nova. Ao atingir o n° 51 de 1913, a 26 de dezembro, ficou suspensa a publicação. Reapareceu no dia 1 de Janeiro de 1916, com a indicação ano IX  (devia ser VII). Ao diretor William. M. Thompson, juntaram- se, na qualidade de redatores principais, Jerônimo Gueiros e Juventino Marinho. O  tesoureiro era  A. Almeida, nome que só figurou durante um ano.  

Sem mais interrupções, o jornal tornou-se trimestral do principio de 1919 ao fim de 1924, depois do que voltou a sair, novamente, uma vez por semana.

Em 1923 ocorreu outra modificação no corpo redacional, entraram Cicero Siqueira e Natanael Cortez, retirando-se J. Marinho. Mas este retomou em setembro de 1924, na qualidade de redator-responsável, ao lado de Thompson, tesoureiro, e Caetano Alves, gerente. Nesse período, a redação e oficinas transferiram-se para a rua General Dantas Barreto, 47. Com a edição de 1° de março de 1923,  torna-se Órgão oficial do Sínodo do Norte.

Jerônimo Gueiros sempre esteve presente, fosse ou não redator, com artigos, de quando em quando, doutrinários ou de polêmica, o que era comum, igualmente, a outros colaboradores ou através de editoriais.

No n° 52, de 29 de dezembro de 1926, escreveu J. Marinho: "Na estrada do dever, durante o ano que ora termina, encontrou o Norte Evangélico inimigos formidáveis, mas, longe de parar em sua jornada e, ainda mais longe de retroceder, prosseguiu seu caminho, desfechando-lhe golpes mortais. Entre esses inimigos estava o gigante espiritismo a brandir sua espada de destruição contra as doutrinas básicas do Cristianismo. Outros inimigos, com seu cortejo de doutrinas heréticas, como o romanismo, teosofismo, sabatismo, pentecostismo, etc., não passaram despercebidos".

Diferentes colaboradores foram acrescentados, entre outros: Samuel Falcão, João Cunha Junior, Celso Lopes, Ageu Silva, Alcides Nogueira, Josibias Fialho Marinho, Jonathas Braga, Aureliano Gonçalves Guerra, Silva Mendes, Joel C. da Rocha, José Duarte, Domicio Barros, Bezerra Lima, Jose de Barros e Israel F. Gueiros.

Em 1928, edição de 11 de agosto se apresentou em formato tabloide de 32 x 23, com 48 páginas em papel acetinado e bastante ilustrada, comemorando o Jubileu do Presbiterianismo no Norte do Brasil.

Manteve o semanário o novo formato, saindo com oito páginas, colocada sob o título a divisa: "A tua palavra é uma lampada para os meus pés e uma luz para o meu caminho".

Em fevereiro de 1930 ocorre nova alteração no corpo redacional, com o afastamento de Juventino Marinho. Constou, apenas: Redatores - diversos. E assumiu a gerencia William. G. Neville. Voltou a publicar-se trimestralmente

No ano seguinte, teve o Norte Evangélico sua fase financeira mais angustiante. Os assinantes mostravam-se relapsos, sendo constantemente chamados a ordem, através de apelos, para que não deixassem a empresa perecer. Dificilmente, chegou ao mês de setembro, dai pulando para 11 de dezembro, com apenas 24 números publicados nos doze meses. Mas, recomeçou a 27 de Janeiro de 1932, lendo-se no cabeçalho, a partir de 29 de fevereiro: "Órgão Presbiteriano do Norte".

A edição de 14 de maio, lançava o editorial "Nova fase" (destacada em tinta vermelha), em que dizia: "Deixando de ser órgão do Sínodo Setentrional, entrou esta folha em uma nova fase de existência. Livre dos compromissos oficiais, está o Norte Evangélico, mais do que outrora, habilitado a consagrar-se aos interesses da propaganda evangélica em o Norte do Brasil".

Acentuou: "...respira ambiente mais livre no campo vasto dos alevantados ideais atinentes a evangelização nacional". Continuavam, todavia, abertas as sua colunas as noticias das igrejas e do movimento de suas associações.

No n° 1, de 1° de Janeiro de 1933 lia-se: "De todas as lutas pelas quais ha passado esta folha, a mais difícil, por ser a mais penosa, tem sido a luta pela vida, isto é, a luta financeira. Nesta luta esteve ele em perigo iminente de vida, antevendo mesmo um desfalecimento certo".

Surgiram outros colaboradores: Artur Souto, João da Terra, Otávio V. Costa, Antonio Reddo, Uzzae Canuto, Mendes Vieira, Paulo Sarmento, Julio Leitão de Melo, Elias Bezerra, Tiago A. Lins, J. M. S. com a seção "O nosso púlpito", que durou vários anos; Abel Siqueira, Meneses Wanderley, Jose Afonso Ferreira, Heli Leitão, mencionado, em 1937, como redator; Wilson Sousa, Agenor Raposo, Ageu Vieira, Oséas Gama, Almerinda Marinho Espíndola, Antonio F. Campos, Ebenezer Gueiros, Sinésio Lira, Benjamim Ferraz, Ismael Andrade, etc.

A edição de 21 de dezembro de 1934, contendo 24 páginas, foi dedicada ao Jubileu da Igreja Presbiteriana de João Pessoa/PB. Permanecendo inalterável a circulação quinzenal, ao atingir 1940, precisamente a 15 de junho, duplicou o formato para 41 x 30, voltando ao primitivo regime de quatro páginas. Ainda adotaria o pequeno formato, o que se verificou quase cinco anos após. Em 1° de Janeiro de 1945, foi elevada para doze a quantidade de páginas.

A 1º de junho de 1942 aparecia, no cabeçalho, como redator, Ageu Vieira; mas, ao iniciar-1945, foi reduzido ao segundo cargo, elevando-se William. G. Neville a função de direção. E logo a 15 de fevereiro formava-se outro corpo redacional, constituído de Jerônimo Gueiros, A. Almeida, João Campos e  David A. de Mendonça, sendo editor Mendes Vieira.

Em 1946 foram  suspensas as publicações da empresa, a fim de proceder-se a instalação de "maquinismo moderno e numeroso". Ressurgiu a 1° de setembro de 1947, servindo-se de nova divisa: "Toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus pai" (Filip. 2:11). Passou a "Órgão Evangélico" e adotou formato diferente: 38 x 27, saindo com seis páginas. Mantido o corpo redacional, foi o editor substituído por David Mendonça.

Em 1 ° de novembro de 1949, uma circular da então constituída "Casa Publicadora Norte Evangélico" declarou haver se resolvido a fusão do Expositor (revista evangélica, suspensa havia três anos) com o Norte Evangélico, que passa a adotar o formato pequeno, para sair com doze páginas, sempre quinzenalmente.

Prosseguiu a publicação, em 1950, com a devida regularidade, dividida a matéria em "Editoriais"; "Várias notas"; "Pela seara"; "Estudos bíblicos", por A. Almeida; "Seção Homilética", do professor Samuel Falcão, "Páginas oportunas"; Cantinho das crianças", sob a responsabilidade de Edla Gabriel de Oliveira; "Chispas", a cargo de Arnica Veritas: mais a colaboração especial de Jerônimo Gueiros, Oseas Gama, Antônio Teixeira Gueiros, Benjamim L. A Cesar, Washington M. Amorim, Cleanto Fialho Viana, Josibias Marinho, Domiciano Soares, Natanael Cortes, Ivan Tenorio, Guaraci Silveira, Harold L Propper, Pacifico Monteiro de Alencar, Alvaro Reis, Celso Lopes, etc.

A partir do n° 7, ano XLIV, de 1 de abril, acrescentou-se ao cabeçalho o sub-titulo: "Jomal para todos os membros de uma familia". Atingido o ano de 1951, modificou-se, no mês de março, o corpo redacional, tendo Langdon Henderlite assumido a função de diretor-responsável, ao passo que David A. de Mendonça era nomeado redator-chefe. Para a direção da Casa Publicadora entrou Robert C. Shane. Constava do expediente; "Orgão Presbiteriano Publicado pela Missão Presbiteriana no Norte do Brasil". Sem mais alterações, prolongou-se a existencia do Norte Evangélico ate o nº 18, ano XLV, de 15 de setembro de 1951, em parte dedicado ao jubileu ministerial do Professor Jeronimo Gueiros, ficando, então, suspenso, para reaparecer, em 1952, no Recife (Arquivo Edipress e Biblioteca Pública do Estado).

Fonte: NASCIMENTO, Luiz do, História da Imprensa de Pernambuco, volume XVII - Editora Universitária UFPE

CHICO XAVIER:

"Não exijas dos outros qualidades que ainda não possuas."

SIVALDO ALBINO CONFIRMA PRÉ-CANDIDATURA A PREFEITO DE GARANHUNS

O deputado estadual Sivaldo Albino realizou uma Live na noite desta quarta-feira (05) em seu Instagram e no seu Facebook, ao lado dos presidentes dos partidos que fazem a Frente Popular no município, onde declarou oficialmente que é pré-candidato a prefeito de Garanhuns. Foi a primeira vez que Albino assumiu publicamente a postulação. A Live aconteceu sob as regras e cuidados de prevenção da pandemia.

O deputado iniciou a Live com um momento de oração pelas vítimas da Covid-19, fazendo também um breve relato de sua atuação parlamentar neste período junto ao Governo do Estado, o que possibilitou diversos investimentos no Hospital Regional Dom Moura, Hospital Nsa. Sra. Perpétuo Socorro, UPAE Garanhuns e também no hospital de campanha do município.

"Estamos aqui ao lado de Dorgival Figueiredo (PSB), Paulo Couto (PDT) e Rafael Peixoto (PSD), e aproveito para agradecer também o apoio do PCdoB, com sua presidente Isabella, para apresentar a Garanhuns nosso nome como pré-candidato a prefeito. Este projeto nasceu da participação de todos, principalmente do meio da sociedade, da população, que assim como nós, também querem a mudança, um novo olhar para Garanhuns, uma nova gestão, mais participativa e eficiente". - Afirmou o pré-candidato a prefeito.

Albino contou um pouco de sua história, nascido em Garanhuns, começou a trabalhar como garçom e depois de fiscal em uma empresa de transporte urbano. "Foi onde aprendi a ouvir. Conversava com as pessoas, comecei a buscar formas de atender estas necessidades, e o caminho foi a política. Primeiro vereador, presidente da Câmara, e agora deputado, mas agora com o pensamento, a vontade e o projeto de ser prefeito da cidade que nasci, para continuar atendendo as pessoas que precisam da presença do poder público municipal" - revela o deputado. Filho de Severino Albino, ex-vereador, Sivaldo registra ter aprendido muito sobre respeito, honestidade e vontade de trabalhar com seu pai.

Deputado Estadual, líder do PSB na ALEPE, Sivaldo Albino revelou a sintonia com o ex-governador Eduardo Campos, quando ingressou no partido socialista, e depois com Paulo Câmara, tornando-se um dos interlocutores da região junto ao governo, possibilitando investimentos que melhoraram a vida da população. Esta relação tem sido tão próxima que muitos davam por certa a pré-candidatura de Sivaldo Albino a prefeito de Garanhuns, com o apoio da Frente Popular de Pernambuco. E parece que estavam certos, pelo anúncio que vimos esta noite.

Sem entrar em detalhes, Sivaldo Albino afirmou que estará apresentando um Plano de Governo real, que está sendo elaborado ouvindo importantes setores da sociedade e econômicos. "Garanhuns precisa avançar, priorizar o desenvolvimento econômico. O futuro traz novos desafios, e estaremos prontos para eles, com muita determinação. Saúde, educação, assistência social, turismo, cultura, esporte e lazer, segurança, entre tantos outros assuntos, devem ser debatidos sob um novo olhar, e apresentamos a opção da mudança. Garanhuns precisa de uma nova forma de gestão". - Defendeu.

Ao final, Sivaldo deu um recado aos seus pré-candidatos a vereador e vereadora, para ganharem as redes sociais, mostrarem a força da mudança, e agradecendo aos internautas, reafirmou sua vontade de ser prefeito de Garanhuns, nosso município. E para chegar lá, O Futuro Começa Agora!

O RESSURGENTE

Garanhuns, PE- Praça João Pessoa
Encontramo-nos com Waldimir Maia Leite, o conterrâneo e confrade, amigo de longa data. Fala-nos a propósito do poema de sua autoria, intitulado "O RESSURGENTE". E na conversa, muito boa e agradável - porque juntos desfrutamos de lauto banquete oferecido pela Rádio Clube de Pernambuco, no Centro de Convenções - ficamos a saber do porquê do poema  com esse título.

Garanhuense como nós, Maia Leite tem profundas raízes na "Terra das Sete Colinas", onde passamos os primeiros anos da nossa infância. Ele morando na Praça João Pessoa e nós, no prolongamento desta, na então chamada Rua do recife. Ele de família numerosa, filho do Português José da Costa Leite, "pras" bandas da Terra do Poeta Fernando Pessoa que o próprio Waldimir tanto admira e cultua. Nasceu numa Vilazinha, em Trás os Montes. De lá saiu ainda menino aos 14 anos, em demanda do Brasil, aportando no Recife e se deslocando para Garanhuns. Na Terra de Simoa Gomes firmou as suas estacas, armou a sua tenda e esticou as amarras da sua vida. Como forasteiro foi audacioso e intrépido pois casou com uma das moças mais importantes da sociedade local. Lalu, ou Eulália, era nada menos do que uma das filhas do então Prefeito Thomas Maia, uma das mais destacadas figuras, de Garanhuns que desenvolveu uma administração que ficou na história.

Em viagem feita a Portugal, procurou fazer as vezes do velho "Seu Leite", como todos nós conhecíamos,VADÔ (assim Waldimir era e foi conhecido por todos os conterrâneos de Garanhuns), dentre outras coisas, gravou o marulhar da água caindo em cascata no pequeno Riacho de Trás os Montes, onde o "Seu Leite", nasceu. De regresso à Garanhuns, o velho ouvindo aquele som, tão familiar da sua infância, deixou cair sem querer, uma lágrima perdida no canto do olho, expressão maior da sua imorredoura saudade de sua terra d'além mar.

No meio da Praça João Pessoa sempre existiu um pequeno tanque que tinha no centro um pedestal sobre o qual sempre trouxe a figura de uma menininha esculpida em pedra.

A figura, cujo autor é desconhecido, (sem que isso lhe tome o mérito de exímio escultor), tornou-se uma espécie de mascote de Garanhuns, fixa naquele canto da paisagem citadina. Ali, possivelmente por mais de setenta anos (ninguém sabe a data exata da construção da praça e da colocação da escultura), a figura continua intrépida, vencendo o frio ano a ano; vencendo até a eventual depredação de parcos vândalos noturnos. Quem perambula pelas noites frias de Garanhuns pode até cometer outros desatinos, mas na menininha da Praça ninguém toca. Tem sido posta a salvo por ela mesmo em função do seu olhar cândido e terno que contagia todas as pessoas. Adultos de várias gerações contemplam  hoje a figurinha dos saudosos da infância em Garanhuns. Ela tem feito, não apenas parte de paisagem, mas é parte integrante e incorporada à vida das pessoas. Junto dela fomos fotografados através da câmera da nossa irmã Bety, a qual solicitou de um musculoso carregador que nos levasse atravessando o tanque, para junto da singela menininha. Lá nos postamos numa pose. Hoje ao olhar o retrato a cena nos traz uma profunda saudade dos nosso dias de menino em Garanhuns, marcando o episódio, momento inusitado telúrico da nossa vida.

Em recente visita à Garanhuns, o ilustre confrade Waldimir conseguiu persuadir o atual Prefeito a refazer e restaurar aquele logradouro em especial o monumento. Este terá um pedestal de dois metros de altura, com cerâmicas do artista plástico Francisco Brennand doado ao Município. Sobre a cerâmica será gravado "O RESSURGENTE" de Waldimir Leite significando a volta do menino para a sua companheirinha de infância. A pequena escultura está sendo restaurada por essa figura humana sensacional que é Maurilo Matos, um misto de excelente profissional (dentista) e artista de grande sensibilidade estética (escultor). Tudo ficará pronto para que o monumento seja inaugurado no dia 12 de outubro próximo. Dia da Criança e dia do aniversário do Ginásio Diocesano. Estaremos na festa para desfrutar, como muitos conterrâneos, a beleza da menininha do monumento da Praça João Pessoa e sobretudo ter a emoção de ler e sentir a alma pulsando de Garanhuns no poema "O RESSURGENTE", enebriado pelas flores da  "Terra das Colinas Verdejantes".

O RESSURGENTE

Waldimir Maia Leite

Ressurgente homem,
Para protegê-la.
Os cabelos brancos
Interpretam nela
Os ego dele,
Vagos e acrescidos
Com o tempo que
Os separa em vales.

Dois braços fugitivos
Envolvendo o (vago)
E úmido corpo
Da estatuazinha nua,
Mineiro alumbramento
Do menino que foi.
Os braços do homem
Feito e instantes (feito)
dos caminhos do mundo.

A praça a de nome
João Pessoa, cidade
De Garanhuns, 
Agreste Pernambucano,
Mil crianças outras, diferentes em imagens,
Famintas e carentes.

O banco ao fundo,
À espera de duas pessoas:
O menino e a menina,
(a estatuazinha nua)
Que vida separou.

A perna direita
Do agora homem,
Escondendo o sexo
Juvenil da
Estatuazinha,
Que o tempo
não desvirginou

A perna direita
do homem: a imagem
redescoberta agora,
da estatuazinha nua.
Ela, ainda menina,
Ele, entretanto, adulto.

Marcílio Lins Reinaux
Escritor, poeta, historiador e jornalista
Garanhuns, 25 de Agosto de 1984

BRASIL TEM 147,9 MILHÕES DE ELEITORES APTOS A VOTAR EM NOVEMBRO

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, apresentou nesta quarta-feira (5), em entrevista coletiva virtual, os dados oficiais e estatísticas do eleitorado brasileiro que vai escolher prefeitos e vereadores nas eleições municipais deste ano. Estão aptas a votar em novembro mais de 147,9 milhões de pessoas.

Os números não levam em conta os eleitores do Distrito Federal e de Fernando de Noronha, onde não há eleições municipais, e os brasileiros residentes no exterior, que só votam nas eleições gerais. No total, o Brasil tem 150,5 milhões de eleitores. É a quarta democracia do mundo, atrás apenas da Índia, dos Estados Unidos e da Indonésia, destaca Barroso.

O prazo para o cadastramento eleitoral e regularização do título de eleitor terminou em 6 de maio. Quem está em situação irregular não poderá votar.

Os números mostram que houve evolução de 2,66% do eleitorado em relação às últimas eleições municipais (2016), quando 144 milhões de pessoas estavam aptas a votar. O maior crescimento do eleitorado foi no Amazonas, com aumento de 7,88%, e no Tocantins, que teve pequena redução (0,17%) no número de votantes.

São Paulo, cidade com a maior população do país, representa o município com maior eleitorado, com 8,9 milhões de pessoas. Já o município com o menor eleitorado é Araguainha, em Mato Grosso, com 1.001 eleitores. Também fica em Mato Grosso o município de Boa Esperança do Norte, que realizará eleições para escolher prefeito e vereadores pela primeira vez.

Gênero e pessoas com deficiência - A maioria do eleitorado é formada por mulheres, que representam 52,49% do total, somando 77,6 milhões. Os homens somam 70,2 milhões de eleitores, sendo 47,48% do total. De acordo com o ministro Barroso, esses dados justificam e legitimam as ações adotadas tanto pelo Congresso Nacional quanto pelo TSE e pelo Supremo Tribunal Federal de reserva de vagas e de orçamento para candidaturas femininas.

Desde 2018, a Justiça Eleitoral passou a permitir o uso do nome social no título de eleitor e, nestas eleições, 9.985 pessoas usarão esse direito no documento.

Entre os eleitores com algum grau de deficiência, houve aumento de 93,58% no alistamento para participar do pleito. Enquanto em 2016 os eleitores com deficiência eram 598, 3 mil, neste ano, 1,1 milhão declararam necessitar de algum tipo de atendimento especial. A avaliação de Barroso é que não houve aumento de pessoas com deficiência, mas sim um maior o número de pessoas que se autodeclararam com essa característica.

Grau de instrução e faixa etária - De acordo com o presidente do TSE, os dados sobre faixa etária comprovam um certo envelhecimento da população brasileira. E, em relação ao grau de instrução, mostram os problemas quando identificam uma grande número de pessoas com ensino fundamental e médio incompletos e um número insuficiente de pessoas com ensino superior. “É um quadro que fornece uma boa fotografia da educação no Brasil e um bom ponto de partida para muitas reflexões das dificuldades em matéria de educação”, disse.

No Brasil, o voto é obrigatório para pessoas entre 18 e 69 anos e facultativo a partir dos 16 anos e acima dos 70 anos. Existem 133,3 milhões de eleitores com voto obrigatório e outros 14,4 milhões cujo voto é facultativo. Entre os eleitores com voto obrigatório, a maior parte está na faixa etária de 35 a 59 anos, sendo 67 milhões no total. Já os eleitores jovens, na faixa etária de 18 a 24 anos, somam 19 milhões de cidadãos.

Entre o eleitorado com voto facultativo, existem 65, 5 mil idosos com mais de 100 anos que estão com as obrigações eleitorais em dia e poderão ir às urnas em novembro.

Sobre o grau de instrução, as estatísticas do TSE mostram que 6,5 milhões de eleitores são analfabetos; 11,5 milhões apenas leem e escrevem; 35,7 milhões têm o ensino fundamental incompleto; 9,8 milhões, o fundamental completo; 22,9 milhões, ensino médio incompleto; 37,6 milhões, o médio completo; 7,7 milhões, ensino superior incompleto; e 15,8 milhões não completaram a graduação.

Os dados completos do eleitorado e comparativos com outras eleições estarão disponíveis na página de estatísticas do TSE a partir de sexta-feira (7).

Neste ano, a expectativa do TSE é que 700 mil candidatos concorram aos cargos nas câmaras e prefeituras municipais.

A campanha eleitoral tem início em 26 de setembro e a propagando no rádio e na televisão, em 9 de outubro.

Fonte: Agência Brasil

PREFEITO DE SANHARÓ TEM CONTAS REJEITADAS PELO TCE

Além de ter as contas de 2017 rejeitadas, o prefeito de Sanharó, Heraldo José Oliveira Almeida (PSB), foi multado em R$ 12 mil pela 2ª Câmara do TCE-PE nesta quarta-feira (05.08). As decisões se basearam no não recolhimento de obrigações previdenciárias ao Regime Previdência no valor de R$ 746,5 mil, descontados de servidores, e outros R$ 1,7 milhão oriundos da parte patronal. O secretário de Saúde do município, Érico Gilmar de Almeida Costa, também foi condenado e multado em R$ 8,4 mil pela mesma irregularidade. Ele deixou de recolher R$ 331,1 mil referentes ao segmento patronal. A decisão será encaminhada ao Ministério Público Federal. O crime de apropriação previdenciária pode render de 2 a 5 anos de prisão mais multa.

Blog do Edmar Lyra

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

CASAL QUE TRANSPORTAVA 29 PASSARINHOS VAI RESPONDER POR TRÁFICO DE ANIMAIS SILVESTRES


Um casal de namorados foi flagrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) traficando animais silvestres. O crime foi descoberto na última terça-feira (04),  na BR-232, no município de São Caetano, no Agreste, quando os policiais vistoriaram o veículo onde estava o casal que transportava os animais, ilegalmente. Acionada pela PRF, equipe do Setor de Fauna  da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH)  foi até o local, para a lavratura dos autos de infração.

“O casal transportava 29 pássaros da fauna brasileira, comprados na feira de troca-troca, no município de São Caetano. Cada um dos infratores foi multado em R$ 43.500. Também apreendemos o veículo, pois é o instrumento do crime”, explicou o chefe do setor de Gestão de Fauna Silvestre da CPRH, Iran Vasconcelos. Dentre as espécies traficadas estão concriz, papa-capim, galo-de-campina, tico-tico, azulão e sanhaçu, que foram levados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas Tangara), unidade da CPRH, onde ficarão em observação, antes de serem devolvidos à natureza. 

O casal revelou à PRF que não foi a primeira vez que os dois se deslocaram para comprar pássaros silvestres em São Caetano e vendê-los na feira do troca-troca, que ocorre aos sábados, no município de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata. “Com o apoio da PRF, nós estamos avançando no combate ao tráfico de animais silvestres. O trabalho em parceria, tanto com a Polícia Rodoviária Federal, como as Polícias Militar e Civil são essenciais para que possamos punir quem comete  crimes ambientais e devolvermos os animais à natureza”, comentou Iran Vasconcelos.

Foto: Iran Vasconcelos

CONFÚCIO:

"Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro, e depois perdem o dinheiro para a recuperar. Por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem o presente, de tal forma que acabam por nem viver no presente nem no futuro.Vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se não tivessem vivido..."

MPPE CONSEGUE LIMINAR PARA SUSPENDER PROCESSO LICITATÓRIO DE SERVIÇOS NAS FEIRAS LIVRES DE GARANHUNS

O juiz de Direito Glacidelson Antonio da Silva, da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Garanhuns, concedeu, nesta segunda-feira (3), liminar/tutela de urgência em resposta à ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e suspendeu o processo licitatório que visa a concessão de serviço para padronização das bancas, gestão, organização e manutenção das feiras livres realizadas em espaços públicos da cidade.

A decisão deveu-se a elementos que evidenciavam dano ou risco ao resultado útil do processo. “O MPPE alega que existem as seguintes irregularidades no edital: a exclusão dos feirantes (legítimos interessados) nos levantamentos necessários ao lançamento da nova licitação; a não observância dos benefícios legais às microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP); a adoção de licitação presencial em detrimento do pregão e de sua  modalidade eletrônica, ofensa aos princípios da competitividade e da publicidade; a necessidade de divisão do objeto conforme critério que proporcione maior concorrência e mais benefícios para a administração pública e a sociedade; e, a contradição na informação da data da sessão da licitação”, citou o juiz, que entendeu suficiente, para concessão da liminar, que a Prefeitura adotou licitação presencial durante a pandemia, comprometendo, no caso, o caráter competitivo do certame.

A sessão de abertura dos envelopes da licitação pela Prefeitura de Garanhuns estava marcada para esta segunda-feira (3), às 10h. A Prefeitura pode ainda se manifestar e apresentar suas alegações para contestar a suspensão do processo licitatório.

A ação civil pública do MPPE, de autoria do promotor de Justiça Domingos Sávio Pereira Agra, foi proposta em 29 de julho último.

Saiba mais clicando no link abaixo:

GARANHUNS - SIVALDO ALBINO FAZ LIVE E DEVE APRESENTAR CANDIDATURA A PREFEITO, NESTA QUARTA-FEIRA (05)


Fim da Expectativa. Nesta quarta-feira (05), às 19:40h, o deputado estadual Sivaldo Albino (PSB) vai se pronunciar, em Live no Facebook, sobre a sua possível candidatura a prefeito de Garanhuns. Caso anuncie pela candidatura, esta se tornará oficial após as convenções do PSB, PDT e PSD. Outros partidos também devem compor a coligação majoritária da Frente Popular de Garanhuns.

O pronunciamento de Sivaldo Albino será acompanhado pelos presidentes dos partidos aliados e alguns representantes da imprensa, atendendo às regras de prevenção ao Covid-19. Segundo o deputado, embora o anúncio seja político e de interesse geral, ainda não é hora para aglomerações.

Sivaldo Albino é deputado estadual, líder do PSB na Assembleia Legislativa, e tem se destacado por sua atuação decisiva na conquista de investimentos para Garanhuns, principalmente no combate à pandemia do Covid-19. Além disso, sua aproximação com o Governo do Estado e os apoios no município, inclusive de importantes setores da sociedade e representantes dos trabalhadores e da população em geral, levaram as lideranças dos partidos a defenderem seu nome para concorrer à Prefeitura de Garanhuns nesta eleição.

Portanto, a expectativa acaba às 19:40h! Se ligue nas redes sociais do deputado.

SERVIÇO:
Live do Deputado Estadual Sivaldo Albino (PSB)
Onde? Facebook e Instagram 
Que horas? 19:40h

CONCURSO PREFEITURA DE ARAÇOIABA - PE COM 370 VAGAS

A Prefeitura de Araçoiaba por meio da organizadora ADM&TEC, divulgou uma série de retificações no seu edital em andamento (nº 001/2020). O concurso Prefeitura de Araçoiaba oferta vagas imediatas de níveis fundamental, médio, técnico e superior. Confira as atualizações:

As atribuições do cargo de Guarda Municipal foram atualizadas. O concurso ainda teve o cargo de Agente Comunitário de Saúde acrescentado e, com isso, passou a ofertar 370 vagas.

A carga horaria dos cargos de Professor foi alterada e foram retificados os requisitos e escolaridade dos cargos de Fiscal de obra, Supervisor de instalações elétricas e manutenção, Técnico ambiental e Técnico agropecuário. 

O cronograma também passou por mudanças significativas: as inscrições agora terminarão no dia 30 de agosto de 2020. 

Entretanto, vale ressaltar ainda que as provas objetivas estão temporariamente adiadas até que todas as resoluções relacionadas às medidas de saúde tomadas pelas autoridades competentes sejam revogadas.

Além dessas, muitas outras retificações ocorreram desde o lançamento do edital e você pode conferir todas no site da organizadora.

Inscrições prorrogadas

Os profissionais interessados em participar deste processo de seleção devem realizar seus registros, apenas via internet, até o dia 30 de agosto de 2020, por meio do endereço eletrônico da banca organizadora Instituto de Administração e Tecnologia - ADM&TEC.

A taxa de inscrição varia de acordo com o grau de escolaridade do cargo preterido:

Cargos de nível fundamental: R$ 80,00
Cargos de nível médio e técnico: R$ 100,00
Cargos de nível superior: R$ 120,00

Click no link abaixo e saiba mais:

PARQUE EUCLIDES DOURADO

Garanhuns, PE - Parque Euclides Dourado na década de 1930
O Parque Euclides Dourado, também conhecido como o Parque dos Eucaliptos, pelo seu tamanho, com oito hectares de área, localização privilegiada, em época passada, era considerado o  ponto de diversão de toda a sociedade local em fins de semana. As vaquejadas se realizavam sempre e ocupava a parte central de todo o espaço físico. Os eventos políticos naquela época, com destaque as campanhas eleitorais, onde era comum realização de churrascos, sem limites, nas ocasiões em que se comemoravam as vitórias das urnas, com o abate de animais, que poderia ocorrer no local do evento. Vários tonéis em lugares estratégicos, contendo carne salgada à disposição dos interessados, que usavam e abusavam em valas contendo fogo, suas fatias no aspecto e ao lado bebidas diversas gratuitas, tudo ao som de música. Ali existia "coreto", assim como uma área destinada a danças, onde os casais se divertiam ao som da Banda de Música Municipal, todos os domingos à tarde, animava o ambiente, na execução de concertos musicais, era o centro dos passeios e diversões. 

Existiam barracas de madeira, cobertas de palha e bancos também de madeira, internamente e destinados ao descanso. Animais enjaulados nos quatro cantos e outros em áreas protegidas por cercas, para alegria da  gurizada acompanhada de  seus pais e/ou responsáveis, a percorrer aquele extenso parque, que sempre ofereceu ar puro, contribuindo assim para uma melhor qualidade de vida para os habitantes da cidade e visitantes que ali achavam. Tratava-se de um logradouro público com características de zoológico. Em locais adequados, para a segurança dos frequentadores e cuidados necessários para a sobrevivência dos animais, viam-se pássaros, emas, cobras de vários tipos, pavões, macacos, etc. Cada com sua maneira de viver, com o seu barulho característico e os cuidados básicos para se evitar acidentes. 

Das edificações que outrora foram criadas, resta-nos apenas o "Pombal", que também servia como lanchonete, oferecendo o tradicional "caldo de cana", acompanhado de "pão doce" e em sua parte superior, o refúgio dos pombos. Como sugestão, deveria ser tombado e considerado como patrimônio municipal, pela sua arquitetura e pelo tempo já decorrido. Ali existiu na entrada principal, uma garagem de bicicletas de aluguel, pertencente ao Sr. José Barbosa da Silva desde 8 de janeiro de 1929, que sendo mudada para o interior do parque, passou a ocupar o prédio em formato circular ainda existente. Depois sofreu mudança definitiva, em 31 de dezembro de 1997, para fora do parque, ocupando até a presente data, um prédio localizado nas imediações, esquina da Rua Pedro Rocha com a Rua Joaquim Távora, sob a administração do seu filho Sr. Jeasir Pessoa Barbosa. 

Guardo boas lembranças daquele local, ficou marcante desde a minha infância, onde foi possível aprender a dirigir bicicleta, graças à iniciativa, paciência e dedicação da Professora Eugênia Medeiros, após a primeira queda que sofri, deu-me mais firmeza, coragem e confiança. Faço registar neste momento, meus agradecimentos "em saudosa memória" e sempre estarei a relembrá-la. Ainda hoje sou frequentador assíduo daquele belo recanto da nossa cidade, executo a minha caminhada, graças à pista de Cooper pavimentada em concreto, numa extensão de 1.070 metros. 

Valdemir Barbosa
Jornalista, cronista e historiador
Jornal Cidade / 6 de Abril de 2013

MPF QUER QUE PASTOR PAGUE INDENIZAÇÃO POR PROMETER CURA DA COVID-19

Por Agência Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou ação civil pública contra o líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, pastor Valdemiro Santiago, pela venda de sementes de feijão com a falsa promessa que curariam a covid-19. Na ação, é pedida uma indenização de R$ 300 mil por danos sociais e coletivos que teriam sido causados pela prática.

Segundo o MPF, Santiago divulgou vídeos em que afirma que ao plantar os feijões as pessoas seriam curadas da doença causada pelo coronavírus. Os grãos eram vendidos, ainda de acordo com a promotoria, por valores que variavam de R$ 100 a R$ 1 mil.

Em um trecho do vídeo, transcrito na ação, o pastor diz que laudos médicos comprovariam a eficácia dos feijões. “Você que me escuta aí e agora, cê viu na última reunião de bispos e pastores? Apresentando com exame, um laudo médico, de gente curada de coronavírus, em estado terminal né, podemos dizer assim…gravíssimo, num estado muito avançado e Deus operou e fez maravilhas … E tá ali o exame para quem quiser”, diz Santiago, segundo transcrição de sua fala incluída na ação.

Para o Ministério Público, Santiago abusou da fé das pessoas para conseguir dinheiro. “No contexto em que foram proferidas as declarações resta evidente a prática abusiva da liberdade religiosa, na medida que incentiva os supostos fiéis ou interessados na aquisição das sementes de feijão, na crença de estarem curados, inclusive com o objetivo de angariar recursos financeiros dos fiéis”, diz o MPF.

A Agência Brasil não conseguiu contato com o pastor Valdemiro Santiago ou sua assessoria para comentar o caso.

terça-feira, 4 de agosto de 2020

CONCURSO CÂMARA MUNICIPAL DE CONDADO - PE

Foi publicado o edital nº 001/2020, referente ao concurso Câmara de Condado - PE, com objetivo de contratar profissionais de níveis fundamental e médio. Ao todo são ofertadas 77 vagas, sendo sete imediatas e 70 cadastros reserva.

O certame está sendo realizado sob responsabilidade do Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro - IDIB.

Como se inscrever?

As inscrições para o concurso Câmara de Condado - PE já estão abertas e serão aceitas até a data prevista de 13 de setembro de 2020, exclusivamente via internet. 

Os profissionais interessados deverão acessar o site da banca organizadora, no período previsto, e solicitar sua inscrição. O valor cobrado como taxa de participação será:

R$ 70,00 para os cargos de nível fundamental;
R$ 100,00 para os cargos de nível médio.

Click no link abaixo e saiba mais:

Secult-PE e Fundarpe divulgam novas orientações aos proponentes do 15º Concurso de Patrimônio Vivo

A Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE) e a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), seguindo as recomendações médicas de distanciamento social como parte do enfrentamento à pandemia ocasionada pelo novo coronavírus, têm adotado diversas medidas e ajustes nos cronogramas dos editais em andamento nas duas instituições, dentre eles o XV Concurso do Registro do Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco – RPV PE – Edição 2020.

Em virtude da reabertura do calendário do Concurso do RPV PE 2020, com prazo adicional para a apresentação de novas inscrições de 3 a 21 de agosto de 2020, e conscientes dos efeitos da pandemia no cenário cultural, é dever da Secult-PE/Fundarpe zelar pela segurança dos candidatos e proponentes de candidaturas, reconhecidamente mestres, mestras e representantes de grupos culturais com idade próxima ou acima de 60 anos, e de suas famílias e comunidades, como também dos profissionais institucionais. Neste sentido, cumpre à Secult-PE/Fundarpe comunicar que:

Entrega de documentação

As inscrições deverão ser feitas exclusivamente pelos Correios, com Aviso de Recebimento (AR), no período de 3 a 21 de agosto de 2020, com data de postagem até o dia 21 de agosto de 2020, como consta no item 2.1 do Edital.

Identificação: Inscrição XV Concurso do Registro do Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco – RPV PE – Edição 2020.

Endereço: Fundação de Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco – Fundarpe, Gerência de Preservação do Patrimônio Cultural, Rua da Aurora, 463/469, Boa Vista, Recife-PE, 50050-000.

Candidaturas Habilitadas entre 2018 e 2019

As candidaturas habilitadas que concorreram nas edições 2018 e 2019 do RPV-PE, que não retiraram a documentação apresentada no referido certame e desejarem concorrer na edição 2020 (de acordo com o art. 7º, § 2º da Lei Estadual 15.944/2016 que altera a Lei Estadual 12.196/2002) deverão manifestar seu interesse, apresentando a anuência no formulário específico disponível nos anexos 2 e 3 do edital, bem como documentação atualizada conforme item 3.3 do edital.

Documentação

1- No caso de pessoa física: comprovante de residência (últimos 90 dias);

2- No caso de grupos: a) cópia do Estatuto social da instituição e sua última alteração (caso tenha ocorrido alteração); b) cópia das atas de eleição e posse da diretoria em exercício (caso tenha sido alterada a diretoria após a inscrição em 2018); c) cópia da carteira de identidade (RG, CNH, etc.) e CPF do(a) representante legal (caso o/a representante legal tenha mudado após a inscrição no certame de 2018); d) cópia do comprovante de residência do(a) representante legal (últimos 90 dias).

É facultativo ao(à) candidato(a) apresentar atualização de seu currículo e demais materiais de suas atividades mais recentes.

Obs.: Para aqueles que já retiraram a documentação na Fundarpe, é importante, além dos anexos 2 e 3, incluir a documentação artística que comprove a atuação do(a) candidato(a), que servirá para a segunda etapa do concurso, conforme item 5.2 do edital.

Canal de Atendimento

Para dúvidas, esclarecimentos e orientações a respeito do edital do XV Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco, a Coordenadoria de Patrimônio Imaterial da Gerência de Preservação do Patrimônio Cultural da Fundarpe disponibiliza o e-mail: patrimoniovivope@gmail.com. Informações também poderão ser obtidas pelo telefone: (81) 98952-3487, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h, e das 13h às 17h.

Clique aqui e confira o edital e seus anexos.

Gerência de Preservação do Patrimônio Cultural da Fundarpe

FECAJU DE MIRACICA

Distrito de Miracica - Garanhuns, PE
Rosalvo de Almeida Barros

Miracica de Zé Teixeira
Paizinho, Luiz Firmino
De Petronilo Paulino
Augusto e Manoel Vieira
Felipe, Luizinho Taveira
Zome, Lunga Marinheiro
Zé Henrique, João Lenheiro
Salomão, Santo e Sussú
E do festival do Caju
De todo mês de janeiro

Recebi uma mensagem
Pra visitar minha terra
Rever o meu pé de serra
E fazer uma homenagem
Às famílias Cabelagem
Cazusa, Campo, Calheiro
Carvalho, Castro, Carreiro
Chianca, Chaga e Chandú
E ao festival do Caju
De todo mês de janeiro

Almeida, Alves, Alfrêdo
Barros, Bezerra, Barbosa
Florêncio, França, Feitosa
Fausto, Ferro e Figueirêdo
Machado, Martins, Macêdo
Matias, Marques, Meleiro
Mendonça, Muniz, Monteiro
Meneses, Meira e Matú
E ao Festival do Caju
De todos mês de janeiro

Cardoso, Couto, Caetano
André, Albuquerque, Andrade
Tenório, Teles, Trindade
Heliodorio, Herculano
Noronha, Neposiano
Marcolino, Mochileiro
Rodrigues, Roque, Ribeiro
Rozeno, Rocha e Raul
E ao Festival do Caju
De todo mês de janeiro

Diogo, Dantas, Divino
Lima, Leitão, Liberato
Honório, Henrique, Honorato
Soares, Souto e Sabino
Bernardo, Bispo, Balbino
Cesário, César, Carneiro
Cutamba, Costa, Cordeiro
Custódio, Cunha e Cadú
E ao Festival do Caju
De todo mês de janeiro

Fagundes, Félix, Ferreira
Fonseca, Flor e Firmino
Peixoto, Pussa, Paulino
Tavares, Terto e Teixeira
Timóteo, Torres, Taveira
Lourenço, Leite, Lenheiro
Minervino, Marinheiro
Maranhão, Manso e Mandú
E ao Festival do Caju
De todo mês de janeiro

Garrancho, Guará, Guingó
Galdêncio, Godoy, Gouveia
Clemente, Caldas, Corrêa
Cavalcante, Cabiló
Jacinto, Jorge, Jacó
Padilha, Panta e Pinheiro
Pedroso, Poró, Praieiro
Porfírio, Pinto e Pilú
E ao Festival do Caju
De todo mês de janeiro

Sinésio, Simão, Siqueira
Boinho, Baio, Batista
Estevão, Evangelista
Pessoa, Pascoal, Pereira
Vicente, Veras, Vieira
Venâncio, Vidal, Vaqueiro
Santana, Sena, Sisneiro
Silvestre, Silva e Salú
E ao Festival do Caju
De todo mês de janeiro

Miracica na verdade
És minha mãe adotiva
Por isso é definitiva
Essa nossa afinidade
Vivi até certa idade
Com o meu espírito roceiro
Cultivando cajueiro
No alto do Mulungú
De onde vem muito Caju
Pra os festivais de janeiro

Aos Organizadores
Parabéns pelo evento
E o nosso agradecimento
A todos Agricultores
Que cultivam cajueiro
Nosso abraço verdadeiro
E até breve meu povo
Nós voltaremos de novo
No próximo mês de janeiro.