sábado, 6 de março de 2021

Operação Carga Total chega ao Dom Helder Câmara nesta sexta-feira (05)

A Secretaria de Infraestrutura, Obras e Serviços Públicos segue trabalhando para atender as demandas da população. Após várias solicitações, a Prefeitura de Garanhuns leva a Operação Carga Total ao bairro Dom Helder Câmara (Cohab III). As máquinas e as equipes da Secretaria chegaram por volta das 8h da manhã e se espalharam para suprir as necessidades dos moradores do local.

Foi iniciada a capinação e a limpeza das ruas, em parceria com a Locar, além da terraplenagem e reparos em ruas sem calçamento. Com as ações já pode ser notada uma evolução no acesso a várias partes do bairro, inclusive ao Distrito Industrial. As vias também estão recebendo desobstrução de esgotos e os buracos existentes estão sendo fechados. De acordo com a Secretaria de Planejamento, Gestão e Desenvolvimento Econômico, várias ruas do bairro serão pavimentadas em breve.

A Operação Carga Total ficará até o fim da próxima semana na Cohab III. Na sexta-feira (12) outro bairro ou distrito será contemplado com as ações da Secretaria de Infraestrutura, Obras e Serviços Públicos.

Foto: Thomas Ravelly - Secom/PMG.

Em Louvor de Luís Jardim

Gilberto Freyre*

A propósito do critério de  definir-se a qualidade de  vida característica de um  passado coletivo, através  de depoimentos autobiográficos daqueles indivíduos típicos nos quais mais  se projetam, ou se venham projetando, os característicos dessa qualidade, ninguém como o garanhuense Luís Jardim em relação com Garanhuns, se apresenta mais representativo. Representativo em relação com Pernambuco. Em relação com o Nordeste. Em relação com o que o Nordeste representa para  o conjunto nacionalmente brasileiro de vida e de cultura. Exemplo weberianamente ideal, o de Luís Jardim, para essa ligação de  indivíduo com coletividade. Pois se trata de um garanhuense singular por ser paradoxalmente plural. Mestre da arte de ficção: do conto, do romance, da  estória para menino. Da literatura de memórias. Do desenho. Da pintura.

Projeta-se esse nordestino de  Garanhuns na geografia cultural do Brasil quase com um vigor igual ao que seria essa projeção se aqui tivesse emergido, neste último meio século,  todo um grupo de escritores e de artistas, notáveis por sua criatividade. E não apenas um só Luís Jardim.

Não exagero em destacar a presença do Nordeste em geral, de Garanhuns, em  particular, na cultura brasileira, dando o relevo que dou à figura do multiplamente criativo Luís Jardim nascido em Garanhuns; criado em Garanhuns: descendente de gente ali enraizada. E completado na sua  formação, pelo Recife.

Surgido no Rio de Janeiro em quase nada deve ao Rio ou a São Paulo pelo que foi sua  formação; levando ao Rio de Janeiro e a São Paulo uma expressão autêntica e direta do  Nordeste. No que pode ser considerado exemplo do  que têm sido as presenças de outros artistas, escritores, intelectuais nordestinos na cultura nacional do  Brasil; acréscimos a essa  cultura; enriquecimento dessa cultura; em alguns casos, nordestização positiva, em vez de negativa, da vida e da cultura brasileiras.

Pois seria erro só se ligar a palavra Nordeste o subdesenvolvimento brasileiro em termos regionais: E  a palavra nordestização a  um processo socioeconômico que significasse, em confrontos com outros processos, inferioridade absoluta de padrões de vida dentro do Brasil. Processo, o de nordestização assim compreendido, do qual o Brasil devesse resguarda-se. Não é  o caso. Que o diga o fato de Garanhuns, em particular vir produzindo escritores da qualidade e do valor de Luís Jardim - dentre os  mais jovens triunfados - é  Waldimir Maia Leite.

Toda literatura de interpretação ou de reinterpretação do Nordeste brasileiro precisa de insistir neste ponto: como, vem sendo,  dentro de um Brasil plural, uma região, ela própria, plural. Com positivos e negativos. Plural sem lhe faltar um ânimo unificador para uma efetiva defesa ou promoção de seus diferentes valores. Inclusive acentua-se - valores plurais como os que reúnem o extraordinário garanhuense Luís Jardim: tão esquecido quando se fala em nordestinos para a Academia Brasileira de Letras.

(Texto transcrito do jornal O Monitor de 7 de outubro de 1979).

Foto: https://www.todoestudo.com.br

Hoje é sábado

De acordo com a direção do jornal "O Monitor" estamos iniciando hoje uma serie de crônicas em  homenagem a Vinícius de Moraes, poeta-maior, imortalizado, não por concessões acadêmicas de sodalício de letras, mas pelo intrínseco  valor de sua obra que teve consagração popular.

A imortalidade literária, como bem disse Carlos Drummond de Andrade, se  existe, deve-se mais ao culto do povo que  à honorificação feita em grupos fechados, como só acontece nas casas acadêmicas. Com o que todos de bom-senso, temos de  concordar plenamente. Não quero dizer com isto que, nas Academias de Letras, não existam valores consagrados pela produção literária e pelo culto popular. Uma  minoria, mas existe.

E por falar em poetas, e, hoje é sábado, convém lembrar um dos bons que vive em Garanhuns - João Calado Borba Neto -, que teve época áurea ao tempo em que o mestre Mauro Motta dirigia a  redação do Diário de Pernambuco, com o seu bem humorado e reputadíssimo  suplemento literário, no qual João frequentava-lhe as páginas e a intimidade amiga do saudoso diretor.

Espelhando-se na simplicidade que engalanou a obra poética de Mauro, simplicidade que constitui-se o principal apanágio dos poetas. João produziu uma  imensa e rica literatura em poesia e prosa, tão simples a exemplo dele próprio como indivíduo na sociedade em que  vive.

Bem nascido, social e economicamente, teve aprimorada instrução  educou-se para a trajetória existencial sem o pedantismo de outros contemporâneos menos ilustrados, que se têm projetado mais pela promoção pessoal do que realmente pela obra reduzida. Bacharel em Direito titulado pela velha Faculdade, não quis enveredar pelas tribunas e bancas da advocacia, mas, em contrapartida, com  simplicidade, foi um dos mais jovens e atuantes deputados que a Assembleia Legislativa do nosso Estado teve em suas tribunas, e no trabalho profícuo das comissões da Casa de Joaquim Nabuco. Honrou o  mandato que lhe foi conferido. Integrou com muita dignidade a bancada da  antiga UDN, quando os udenistas ainda choravam Demócrito e tinham como  venerável a figura legendária de Eduardo Gomes - o brigadeiro - patrono da reconstitucionalização de 1946.

Segunda notícias da minha amiga Juracy, que, neste jornal, foi uma tenaz e exímia colunista do noticiário de  sociedade, seu cunhado e nosso fraterno amigo João, mantém até hoje uma das mais respeitáveis bibliotecas da cidade, e, mesmo sem publicar, prossegue poetando com a mesma agilidade e eficiência, simples como é a sua boa poesia.

Um poeta-maior de Garanhuns, Arthur Maia, nascido em Gameleira, também foi  um produtor literário da simplicidade poética; Hélio Peixoto, tão esquecido da atual geração; Edmundo Jordão Filho, a  cujo enterro nós do Ginásio seguimos fardados em fila indiana; José Francisco de Souza, que teve um poema musicado pelo finado Euclides Pernambuco; e José Inácio Rodrigues, dentre outros vates da simplicidade, mas de boa veia poética, devem aqui ser enaltecidos ao lado de  João Calado - nome que é temas da crônica de "hoje é sábado" Dona Elisa Coelho, no passado, e Ivonita Alves Guerra, no presente, far-lhe-ão a companhia como damas de honra da poesia.

Um episódio da minha e da meninice de João pela simplicidade: morava ele na casa que havia sido Palácio Episcopal do Dom João Tavares de Moura, primeiro bispo de Garanhuns, primo-irmão do meu avô-materno; estava situada defronte do pátio de manobras dos trens da antiga Great Western. Colegas de classe - nas classes das professoras Nísia Caldas, Anita Valença, Ijany Zaidan e Izaura Medeiros -, no Ginásio na hora da merenda tirava o João da sacola uma vermelha e apetitosa maça argentina, numa época em que esta fruta ainda era comercializada nas quitandas de Garanhuns. Sem dúvida o coronel Miguel calado, em suas idas ao recife, trazia bom estoque. A  maioria dos meninos, eu inclusive, ficávamos pedindo um "taquinho" da maça, para melhorar o lanche (o meu invariavelmente, era pão com manteiga e açúcar, com goiabada às vezes). E não entendíamos o  porque de, quase todos os dias, João comer uma maça inteirinha?!!! Nós somente comíamos de vez em quando, nas  ocasiões de festa de fim de ano. Ou quando íamos com nossos pais à capital. Sempre recebíamos de João um pedaço de  maça, que não dava para sentir o  gosto, pois o nosso desejo era morder e  comer uma inteirinha, como nos filmes americanos que víamos no cinema Glória... Este episódio, depois de tantos anos decorridos, ainda me vem à memória todas as vezes que vejo uma maça à mesa. E  só poderá ser entendido pelos cinquentenários cidadãos, que foram meninos nas décadas de 1930 e 1940... 

*Rinaldo Souto Maior / Jornalista e historiador / São Paulo, 13 de abril de 1985.

Bodas de Diamante do casal Abílio e Emília Valença


Da esquerda para a direita: Prefeito Amílcar da Mota Valença, Barreto Guimarães, Secretário do Governo Paulo Guerra, Sr. Abílio Camilo Valença, Sra. Emília da Mota Valença, Vereador Ivo Amaral, Padre Adelmar da Mota Valença e a Sra. Deolinda Silvestre Valença (esposa do prefeito Amílcar). Solenidade  pelo aniversário de casamento do casal Abílio e Emília Valença - Bodas de Diamante - 75 anos de casados - 31de julho de 1965.

Abílio Camilo Cordeiro Valença e Emília Benvinda da Mota Valença, casaram no Vasco, em Pesqueira. Abílio filho de José Camilo Valença e Maria Cordeiro da Fonseca Valença; Emília filha de João Tavares da Mota (português) e Maria Benvinda Valença da Mota.

Chegaram em Garanhuns, às cinco da tarde do dia 22 de maio de 1913, numa tarde fria, de chuva fina. Hospedando-se na casa de Maria Luna, parenta da Família, casada com o agente dos Correios, Sr. Lúcio Brasil, à Rua  da Aurora, hoje, Av. Barão do Rio Branco nº 45, de frente para o Nascente e dando esquina, pelo lado direito, com a Rua do Açude, hoje Tomás Maia.

Chegava a esta cidade uma família que mais tarde iria marcar presença e contribuir decisivamente para o progresso do município, impulsionando as artes, letras e programas educacionais.

Carta do Governador Paulo Guerra à Monsenhor Adelmar
Crédito das fotos: Ivo Amaral

Processo Seletivo Prefeitura de Tabira - PE

Saiu o edital n° 01/2021 do processo Seletivo Prefeitura de Tabira, que oferecerá 313 vagas de início imediato.

As inscrições podem ser feitas entre os dias 04 e 15 de março de 2021.

O registro pode ser feito de forma presencial, no auditório da Secretaria de Educação Municipal, situada na Rua Eduardo Domingos de Lima, n° 455, Bairro Centro, Tabira, Pernambuco. O atendimento é das 08h às 13h.

Também é possível se inscrever online, enviando um e-mail para processoseletivo2021tabiraedu@gmail.com.

Clique aqui e saiba mais.

sexta-feira, 5 de março de 2021

O Jantar

João Marques*

Pilar, dia normal de uma quarta-feira, lê, faz arrumação de algumas coisas espalhadas, e senta-se. Como de costume, estando cansado, prefere a poltrona do canto da sala. Esperar o jantar... sentar e pensar.

Que vida, que tempo! A tarde amarelando, e, pela janela aberta, algum sol de despedida. Relaxa e pensa. Que vida, que tempo! Os pés nos chinelos, os braços e as mãos soltos, liberados dos compromissos com o restante do corpo. Ambiente de tranquilidade. O tempo, como gosta; o ar bom, como respira. O jantar... Afra ia aparecer na sala, e anunciar o jantar. Pilar, percebia que comer era-lhe a coisa mais agradável; mais que outras do não ter o que fazer. No fim da vida, essa conquista, comer. Que lhe viesse o sono, o passar da vida, o médico, os remédios, mas comer... comer e comer bem.

Pensava... A lembrança não acaba mais. Recorda de um tempo de trabalho e infortúnio. Ter de chegar às 5 da manhã, e só largar o serviço ao desaparecimento do sol de uma vista longe, a qual ele se prendia sempre, pela desolação do desconhecido. O dia todo no serviço de uma madeireira. Foi isso até um tempo favorável, quando passou de serralheiro a cortador de fatias de bolo. Fazendo e vendendo bolo, melhorou de vida. Chegou à grande diferença do que antes era, transformando-se em proprietário de uma indústria de alimentos.  Passa tudo, e acaba vivendo bem do que conseguiu com muito trabalho.

O jantar. Uma pizza, preparada por sua cozinheira, com queijo de Minas, e uns ingredientes que havia usado nos seus bolos. Essa mistura era segredo, guardava sempre em segredo, como a arma do negócio. Sentia o cheiro, dava-lhe água na boca, e esperava mais instantes. Comer sem pressa, saboreando cada bocado. E se sentir, depois, saciado do alimento, cômodo, absorto como é a borboleta no jardim da vida.

E logo, surge à porta da sala Afra, e diz

– Aí, chegou  um amigo seu, Irineu.

Mandou entrar. Era raro o amigo aparecer. Tinham sido amigos no tempo do infortúnio. Irineu conhecia muito Pilar, o apelido e a sua vida de luta. Como sempre, começava perguntando pela família. Pilar quase não tinha mais parentes. Um irmão, Anselmo, e uns primos de longe. Vivia só, como podia aproveitar, viúvo, as últimas mesas fartas. O irmão, diferente e desventurado, só causava problemas, quando aparecia. Irineu lamentou, e disse que o irmão andava metido em encrencas. Vida arriscada... e a conversa se mantém sobre família, as obrigações com os parentes próximos. Os desníveis sociais, os incômodos.

A interrupção foi de uns 30 minutos, até que o amigo, agradecendo o convite imediato de ficar e jantar, despediu-se e saiu. Pilar suspira, e se dirige à mesa. Já estava servido o jantar. Senta-se, tudo pronto, comida quente e apetitosa. Como bom cortador, mal corta o primeiro pedaço de pizza, surge outra vez à porta Afra. Pilar vê o seu rosto, que traz expressão de acontecimento ruim... E, quase em choro, diz:

– Pilar, seu irmão!...

Pilar ergue-se e nem espera por mais notícia. Vai afastando-se da mesa e do jantar, como que empurrado pelo destino persistente.

*Escritor, jornalista, poeta, editor/redator do jornal O Século, autor do Hino de Garanhuns e ex-presidente da Academia de Letras - ALG.

Fonte: Blog Jornal O Século

Vereadores visitam construção da Faculdade de Medicina em Garanhuns


Os vereadores Johny Albino, Alcindo Correia e Damásio Cardoso visitaram hoje as obras de construção da Faculdade de Medicina em Garanhuns. 

A Faculdade do Grupo ITPAC, será instalada no antigo prédio da concessionária Monte Sinai Chevrolet. 

Os Vereadores saíram animados com a estrutura que está sendo montada e com os investimentos que o grupo irá fazer em Garanhuns, de quase 10 milhões de reais. A previsão do grupo, é que a Faculdade esteja em funcionamento no próximo mês de agosto. 

Os Vereadores Johny, Alcindo e Damásio colocaram a Câmara Municipal à disposição para ajudar nesse investimento para Garanhuns,  que vai gerar empregos e renda para nossa população.

Cursos de Idiomas mudam a vida estudantes do Senac

Um curso de idiomas pode ser um passo fundamental para trilhar a carreira profissional e para obter conquistas pessoais. Foi assim com Thiago Lins. Graduado em Letras, hoje é professor de inglês em uma escola particular. Porém, o primeiro emprego na área foi de instrutor no próprio Senac, depois de estudar por dois anos e meio e participar de uma seleção na unidade de Caruaru.

Depois de estudar inglês, Thiago conseguiu realizar outro sonho – fazer um curso de férias no exterior. “Lecionar no Senac só me trouxe conquistas e uma delas foi viajar para Londres, em 2018, onde fiz um curso de férias. Se eu não tivesse estudado inglês no Senac, eu estaria totalmente desatualizado com um mercado de trabalho cada vez mais exigente”, destacou o professor.

Thaune da Silva é aluna de inglês no Senac em Garanhuns e gosta muito da metodologia adotada pelos professores. Segundo ela, mesmo sendo um curso desafiador, ela aprende se divertindo. Por isso ela destaca como um dos principais benefícios a vitória contra a timidez. “Em pouco tempo de curso Basic English pude aprender coisas que eu julgava impossível, além de perder o medo de falar, que era uma das coisas mais importantes pra mim”, disse a estudante.

Cursos oferecidos - Ciente das oportunidades que um curso de idiomas pode garantir a um profissional, o Senac está com inscrições abertas para cursos de inglês em Caruaru e Garanhuns. Os interessados podem procurar as unidades para fazer a matrícula. 

Em Garanhuns os encontros acontecem às terças e quintas e há turmas Teens, com 60 horas de aula, e Beginners, que tem 80 horas de aula. Já em Caruaru, além das turmas Teens, há uma de Upper-intermediate English, que tem uma carga horária diferenciada, com 140h/aula.

Serviço

Cursos de Inglês no Senac

Informações e matrículas

www.pe.senac.br

Versinhos Diminutos (XXI)


José Alexandre Saraiva

Saudade é como chuva

Quando chega, chega e pronto

Se vem de chuvisquinho em chuvisquinho

Sem pressa de se acabar ou ir embora

É aí que o tempo, bem de pouquinho

Se remói pingo a pingo e chora e chora.

O Vidro de Phimatosan

*Marcílio Reinaux (foto)*

Por causa de um vidro do remédio Phimatosan, deixei de ser rico. Talvez milionário. Conto a história para os meus queridos leitores destas minhas crônicas: Faz tempo. Imagine: no final da década de 1940, precisamente no ano de  1942, quando eu tinha  oito anos de idade. A minha, Naninha, irmã de  meu pai, presenteou-me com uma bezerra mestiça-holandesa,  animal de boa procedência, diziam. A  tia era solteirona, filha do  meu avô o Coronel João Reinaux, que foi fazendeiro e político (Prefeito de  Palmeirina, 1876 -?). Por  questões políticas João Reinaux foi assassinado, deixando uma considerável herança para os filhos, incluindo vastas terras dos Engenhos Crautá, Santo Inácio e Montes Claros no Município de  Canhotinho. Muito gado junto. 

Ao longo dos anos tudo foi se dissipando. Os herdeiros ficaram pobres. À época a tia ainda possuía dois sítios: o Crautá e o "Sítio das  Cabeludas". Indo para o Recife deixou a  propriedade e o gado aos  cuidados de um casal: Seu Venâncio e Dona Palmira. A cada tempo a Tia dava uma garrota, novilha a um dos sobrinhos. Meus primos Emanuel, Cephas, David ganharam. No meu aniversário daquele ano 1942, ganhei a minha primeira vaquinha, a qual dei o nome de: "Estrelinha". De vez em quando dela tinha noticias trazidas pelo Seu Venâncio, quando vinha à Garanhuns e pousava na nossa casa. Ele a esposa Palmira, os filhos: Plácido, Jasón, José, Abidoral e única filha: Elfrida. A todos eu  perguntava: "Como vai minha vaquinha?". Respondiam que tudo ia bem. Um dia disseram que ela tinha "cruzado", assunto que não sabia do que se tratava, mas logo depois me informaram que era "casamento" e  que ela certamente iria dar uma cria. 

E de fato, passado uns tempo, tive a notícia de que Estrelinha havia sido mãe. Nascera uma bezerra. Agora eu era proprietário de duas cabeças de gado. Fiquei pensando: "eita vou ficar rico". Fazia planos, traçava projetos, perguntava o preço de  uma vaca. Sempre que via  alguém do Sítio das  Cabeludas perguntava pelas minhas vacas. Afinal eu já possuía duas cabeças de gado. Já me imaginava fazendeiro. Em férias indo à Canhotinho e ao sítio, via  as duas: mãe e filha. A filha crescendo. Logo seria vaca também. Um  golpe desolador se abateu sobre mim. Um dia de sábado indo à loja de meu pai ("Agência Reinaux"),  ele mesmo me dera a noticia triste, dizendo: "O Venâncio esteve aqui. Disse que uma cobra mordeu sua vaca". A Estrelinha? Perguntei arrasado. Inocentemente perguntei se ela havia morrido. A mão do meu pai no meu ombro confirmara. Pensei que   nem tudo estaria perdido porque restara a filha, já uma garrota. 

Mas ledo engano. O pior estaria por vir. Meses depois um dia Bety a minha irmã mais  velha informava que o  Venâncio trouxe a noticia de que o gado estava morrendo e antes de findar tudo, ele vendeu os bichos e entre eles a  minha bezerra foi no lote. Outra vez imaginei que  nem tudo estava perdido:  eu teria um dinheiro a  receber, da venda da  bezerra. Foi o que eu pensei. Uma tosse estrudilosa tomou conta de mim, bronquite, coqueluche. Fui para a  cama. Alguns dias doente, vez por outra pensava na morte da vaquinha, no dinheiro da  venda da cria... Um dia a  irmã Bety adentrou no  quarto e disse:

- "Você vai ficar bom! Fui na Farmácia do Dr. Godofredo e ele receitou um vidro de Phimatosan para você". Acrescentando: - "Do troco comprei um presentinho para você". Sentei na cama, abri o pacotinho e nele havia um  carrinho com um Mickey.

- "Mas que troco" perguntei à Bety. "Ora, respondeu ela: "do dinheiro da venda da sua  bezerra, que seu Venâncio me deu... Como você está com essa tosse eu comprei um vidro de  Phimatosan, receitado pelo médico e do troco comprei este brinquedo para você..."

Nem esperei que ela terminasse de explicar. Desabei em um choro triste, vendo e sentindo que a minha "fortuna" minha herança, todos os  meus "bens" e sonhos e  perspectivas de ser um rico fazendeiro,  terminavam mesmo ali: naquele vidro de  Phimatosan. Claro que  fiquei bom da tosse. Mas com certeza, a cada gole do remédio, a minha "herança" se foi...

*Escritor, pintor, jornalista e membro da Academia de Letras de Garanhuns.

"O talento é a qualidade que ultrapassa todas as dificuldades."

Miroslav Holub.

Bolsonaro perde terreno em sua base e vê impulso de Lula em popularidade digital

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) perdeu desde o início deste ano parte de sua base de apoio digital, diante do agravamento da crise da pandemia do coronavírus, e ainda viu a aproximação do ex-presidente Lula (PT) no ranking de popularidade digital.

A popularidade nas redes sociais é o principal trunfo de Bolsonaro em busca de sua reeleição no ano que vem, assim como foi em 2018 para a sua eleição ao Palácio do Planalto, quase sem tempo de TV na propaganda eleitoral, e tem sido no dia a dia de seu governo.

A queda de patamar de Bolsonaro aparece em atualização nesta semana do ranking do Índice de Popularidade Digital (IPD), elaborado pela consultoria Quaest. A métrica avalia o desempenho de personalidades da política nacional nas plataformas Facebook, Instagram, Twitter, YouTube, Wikipedia e Google.

Bolsonaro segue na primeira colocação do ranking, dentre uma lista de 13 nomes que devem influenciar as eleições presidenciais de 2022. O presidente, porém, manteve-se desde o início deste ano em um patamar 20 pontos abaixo em relação ao que acumulava em 2020.

O IPD é medido em uma escala de 0 a 100, em que o maior valor representa o máximo de popularidade. Bolsonaro saiu da casa dos 80 pontos no ano passado e agora se fixou no patamar de 60.

São monitoradas seis dimensões nas redes: fama (número de seguidores), engajamento (comentários e curtidas por postagem), mobilização (compartilhamento das postagens), valência (reações positivas e negativas às postagens), presença (número de redes sociais em que a pessoa está ativa) e interesse (volume de buscas no Google, Youtube e Wikipedia). A métrica é relacional, ou seja, varia a depender das personalidades que estejam sendo comparadas.

Desde o início da disseminação do novo coronavírus, Bolsonaro tem falado e agido em confronto com as medidas de proteção, em especial a política de isolamento da população.

Ele já tinha usado as palavras histeria e fantasia para classificar a reação da população e da imprensa à pandemia. Nesta quinta (4), afirmou: "Nós temos que enfrentar os nossos problemas, chega de frescura e de mimimi. Vão ficar chorando até quando? Temos de enfrentar os problemas. Respeitar, obviamente, os mais idosos, aqueles que têm doenças, comorbidades, mas onde vai parar o Brasil se nós pararmos?".

Bolsonaro também distribuiu remédios ineficazes contra a doença, incentivou aglomerações, atuou contra a compra de vacinas, espalhou informações falsas sobre a Covid-19 e fez campanhas de desobediência a medidas de proteção, como o uso de máscaras.

Neste ano, porém, uma sequência de acontecimentos ligados à pandemia podem ter contribuído para esse avanço do desgaste digital do presidente.

Desde o início do ano, após o fim do pagamento das parcelas do auxílio emergencial, o país conviveu com a crise da falta de oxigênio no Amazonas, o atraso no processo de vacinação e novos recordes de mortos e contaminados pela Covid-19.

Na quarta-feira (3), o país bateu novo recorde de mortes, 1.840. O total de óbitos chegou a 259.402 e o de casos, a 10.722.221, desde o início da pandemia. O Brasil já está há 42 dias seguidos com média móvel de mortes acima de 1.000.

O Brasil enfrenta o pior momento da pandemia, com situações críticas em todas as regiões do país. Dez capitais do país apresentavam UTIs com mais de 90% de ocupação na terça.

Outra novidade na atualização desse ranking é o avanço digital do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O petista, que sempre teve atuação capenga nesse campo, ganhou força nos últimos meses e aparece agora como o principal antagonista de Bolsonaro nas redes sociais.

Lula tem falado mais tanto nas redes sociais quanto em entrevistas à imprensa. Mas, segundo o pesquisador Felipe Nunes, professor de ciência política da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e diretor da Quaest, um outro fator pode ter contribuído com o avanço de Lula no ranking de popularidade digital.

"O que fez Lula voltar? Objetivamente: ele cresceu em número de seguidores, cresceu em engajamento e cresceram as procuras por ele no Google. O que causou isso? Temas de comparação entre os preços na era Lula e agora", afirma o professor Nunes.

No ano passado, a inflação ao consumidor acumulada em 12 meses medida pelo IPCA do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) chegou a ficar abaixo de 2%. Atualmente, os índices de preços estão acima de 4,5% e devem se aproximar de 6% em meados de 2021. A meta do Banco Central é segurar a inflação em 3,75% no ano, com tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

Entre os produtos que mais subiram estão itens da cesta básica, como feijão, arroz e óleo de soja, que quase dobraram de preço em 12 meses.

Segundo o ranking IPD, da Quaest, a diferença de pontos entre Bolsonaro e Lula hoje é de apenas 6,4 pontos (62,3 do presidente e 55,9 do ex-presidente petista).

Bolsonaro e Lula, por ora, não poderão se enfrentar na eleição de 2022. Apesar de beneficiado por um novo entendimento do STF (Supremo Tribunal Federal) segundo o qual a prisão de condenados somente deve ocorrer após o fim de todos os recursos, o petista segue enquadrado na Lei da Ficha Limpa, ou seja, impedido de disputar eleições.

Lula foi condenado em primeira, segunda e terceira instâncias sob a acusação de aceitar reformas e a propriedade de um tríplex, em Guarujá (SP), como propina paga pela empreiteira OAS em troca de contrato com a Petrobras, o que ele sempre negou.

Além do caso tríplex, Lula foi condenado em segunda instância a 17 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem no caso do sítio de Atibaia (SP).

Ainda neste ano, porém, Lula espera que o Supremo anule ambos os processos do tríplex e do sítio, sob o argumento de que o então juiz Sergio Moro não tinha a imparcialidade necessária para atuar nos casos relacionados ao petista. Não há data marcada para que esse pedido da defesa do ex-presidente seja analisado.

Bolsonaro tem 6,6 milhões de seguidores no Twitter, 18,1 milhões no Instagram e 13,8 milhões no Facebook, números superiores aos do petista, que tem 2,1 milhões, 1.9 milhão e 4,4 milhões, respectivamente.

O apresentador Luciano Huck aparece atrás de Lula no ranking, com 41,2 pontos. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), principal adversário de Bolsonaro na condução da crise sanitária, tem 20. Ciro Gomes (PDT) tem 28,1.

Fonte: Folha de Pernambuco

Prefácio do livro "Garanhuns Ano 100" de Luiz Souto Dourado

O nosso prefeito - Souto Dourado (foto) - é um homem de visão panorâmica. Aprecia as coisas do espírito a procura na medida do possível aprimorá-las.

Governa a sua terra com alma e coração procurando conduzir o seu povo por caminhos sempre renovados. A segurança do êxito é o segredo de sua personalidade. Gosta de originalidade como adorno de sua inteligência de escol.

Se fosse possível todas as coisas boas do mundo deveriam ser um patrimônio de sua encantadora cidade. Não obstante isto, não mede esforço no sentido de proporcionar meios que  a dignifiquem. Está sempre sonhando com o melhor.

A sua meta de governo é provocar possibilidades. É receber a transmitir através de entendimentos. Para ele todas as pessoas possuem qualidades de servir à comunidade. Basta que haja um pouco de boa qualidade e de compreensão.

Orienta o seu governo por meios suasórios, não acredita que se possa construir com violência. É preciso convencer pela inteligência. A inteligência a serviço do progresso é uma força indomável de coesão.

Calmo e sereno vai conduzindo a sua  cruz sem reclamar a ajuda de um Cirineu. Muitas vezes para um pouco, tranquilamente repete o compasso monótono da espera.

No "nirvana" de seu mundo interior reside a força indeclinável de sua capacidade. Nos dias tumultuosos do momento não perde a calma. Governa o seu povo com uma vara mágica como se fosse uma fada. Tudo tem o seu tempo e a sua hora certa.

Cada dia que passa é mais um degrau que se  vence no caminho da eternidade. É uma filosofia de governo que não agrada aos seus adversários. Para eles o desmando seria melhor.

Dentro desse esquema, o indivíduo poderá discordar do Prefeito. O que não é fácil, é ser inimigo de Luiz Souto Dourado como pessoa humana. Está sempre pronto para servir, contanto que possa trazer algo de importante à terra.

Aí está a transformação da antiga estação num "Centro de Cultura". Construção que idealizou e realizou contra a falta de entendimento de  muita gente.

O prefeito é um homem que não desamina e não recua facilmente. Para ele projetar já é realizar.

A "centro de cultura" é uma realização que honra a Cidade do planalto. É uma construção antiga, que tomou, sem  perder a tradição, a fisionomia própria da época.

Sala para cinema de arte e palco para teatro, restaurante, biblioteca. É um ambiente apropriado para conferências, realizações de Congresso Médico. Representação artística e cultural. A nossa terra sempre teve neste setor um lugar de  destaque.

O aproveitamento da Estação em casa de cultura é uma  das facetas luminosas do espírito de Luiz Dourado. O prédio é um monumento imperecível. O maior realce, no conjunto, no seu todo é, segundo o nosso entendimento, a originalidade.

Assim muitos acontecimentos que se relacionem com a  grandeza de Garanhuns como teatro moderno, mensagem cultural serão atraídos para órbita da administração - Souto Dourado.

A começar pela Convenção - ou seja pela quinta Convenção Distrital do Lions, ora se realizando nesta Cidade, no  salão do Centro Cultural de Garanhuns.

A Convenção é verdadeiramente um acontecimento digno de aplauso e respeito. Ele representa uma nova possibilidade de aproximação humana pela integração do homem.

A Quinta Convenção Distrital do Lions nos trouxe várias mensagens de amor, companheirismo e confraternização.

É uma festa digna pela beleza moral e intelectual de seus  integrantes. A sua temática mais importante é a bandeira de  confraternização - "Unidos servimos melhor".

O nosso Prefeito - Souto Dourado - como Governador da Cidade recebeu de braços abertos os Convencionais, os Leões que nos honram com a preferência, abrindo-lhes as portas do Centro de Cultura de Garanhuns, antes de oficialmente inaugurado.

Souto Dourado gosta e sabe receber fidalgamente os que honram a nossa terra, escolhendo-a, como os Leões, para uma Convenção de amor e fraternidade.

*José Francisco de Souza / Advogado, jornalista e historiador / Garanhuns - 1979.

"Não há, ó gente, ó não, luar como este do Sertão!..."

Catulo da Paixão Cearense.

"Quando ensinas ao teu filho, estás a ensinar o filho do teu filho."

Talmude. 

Rua Vereador Cícero Pedro da Silva (Duque) - Garanhuns, PE

"Toda nação tem o governo que merece."

Joseph Maistre.

Psicoterapia Espírita II

Uma instituição espírita bem orientada é centro de  energias vitalizadoras, propiciando meios psicossomáticos de seus participantes. Também se pode tomá-la  qual núcleo de vera educação, ministrando instrução e formação e quantos dela tomem parte. Neste duplo sentido, apresentam-se as casas espíritas, como escola e estabelecimento onde se distribui benéfica terapêutica. Não poderia ser de outra forma, porquanto a doutrina espírita sempre se revestia deste caráter educativo superior e universalista, interessando-lhe tudo quanto diga respeito às grandes causas da humanidade.

Freud já advogava o princípio de ser o doente, um  homem carente de virtudes. Na saúde mental, reconhecia a do espírito. Hoje moderna corrente na Psicologia da Análise, em  suas diretivas de contribuição à Psiquiatria. Confirma no amor, a melhor terapêutica aos grandes distúrbios psíquicos. Contudo, antes destes ensinamentos da Psicologia Profunda, o Espiritismo já  prelecionava tal processo terapêutico e, (diga-se de  passagem), sempre o fez com imensa profundidade e precisão, porque para a nossa doutrina, o inconsciente humano não se circunscreve na superfície de  uma só vida. O homem traz em si a bagagem desta e  de outras existências. Somente a lei da palingênese pode explicar a etiologia de certas doenças. Por acurados que sejam os métodos utilizados pela medicina psicanalítica ou psiquiátrica, mostram-se impossibilitados à explicação de tais males, em suas causas mais profundas. Nestas razões, atualmente, Psiquiatras de renome internacional, desviam suas  pesquisas ao campo da  paranormalidade e, então por processos de para-psiquiatria, encontram, tantas vezes, a cura de seus pacientes, e que de todo lhes teria sido impossível pelos processos costumeiros.

Plenifica-se a literatura espírita na difusão de postulados altamente psicoterápicos. Somente quem desconheça o espiritismo pode negar tais ensinamentos, ressalvando-se, é claro, os casos de má fé. nesta última parte, certo é dizer-se: "pior cego é aquele que não quer ver". À medida em que vai o homem compreendendo o ensino da terceira revelação (o espiritismo), também se dirige sua compreensão ao ensinamento profundo daquelas palavras proferidas pelo Médico Incomparável: "conhecereis a verdade e ela vos libertarás". Estas palavras inserem um  profundo conteúdo de advertência psicanalítica.

Não se pense que o Espiritismo se encerre em  Kardec, do mesmo modo como a Psicanálise não se  fechou nos postulados freudianos. Lançaram eles as bases, os grandes princípios. Trouxeram a estrutura de vastas doutrinas. Em nossos dias, na ciência, na  filosofia e na moral, muitos continuam lavrando na  mesma terra, ampliando conceitos. Entre outros, vejamos, entre nós, a grande figura de médico-psiquiatra, Dr. Jorge Andréa. E ele diz: "O homem de  hoje está cansado dos muitos esquemas filosóficos que faliram. Está alertado contra as  palavras vãs e ocas que não mais lhe fornecem as desejadas soluções para sua alma aflita. A psicologia Espírita ai  está a afirmar os conceitos básicos da vida nos alicerces que a estrutura mental humana sempre aguarda e que, por processo maturativo, está  emergindo dos próprios arquétipos psíquicos da humanidade.

Dr. Aurélio Muniz Freire / Jurista e escritor / Garanhuns, 12 de maio de 1979.

quinta-feira, 4 de março de 2021

COVID-19: Garanhuns recebe mais vacinas para idosos e profissionais de saúde

O município de Garanhuns recebeu mais 1300 unidades das vacinas Sinovac/Butantan, as doses foram repassadas hoje (04), por meio da V Gerência Regional de Saúde (V Geres). Desta forma, os novos imunizantes irão garantir a vacinação, dos trabalhadores de saúde e população de idosos entre 80 e 84 anos. 

Ao todo, o município recebeu 610 unidades para primeiras e segundas doses, que correspondem a 6% dos trabalhadores de saúde. Outras 690 unidades também foram disponibilizadas, considerando primeiras e segundas doses de 20% da população entre 80 a 84 anos de idade.

O Governo Municipal adquiriu também, nesta semana, mais duas câmaras frias para armazenamento das vacinas contra a Covid-19. Ao todo, o município conta com três câmaras frias, que possibilitam controle de temperatura, e melhor situação para acondicionamento das doses. A aquisição totaliza um investimento de mais de 50 mil reais.

“Garanhuns tem sido uma referência na vacinação contra a Covid-19. Estamos instalando novos pontos de vacinação para trabalhadores de saúde, adquirindo câmaras frias, com o objetivo de estruturar toda a rede para garantir que as vacinas cheguem até a população”, afirmou o prefeito Sivaldo Albino.

Desta forma, a Secretaria de Saúde irá dar continuidade a vacinação do público-alvo, de acordo com as estratégias estabelecidas. Para os idosos segue aberto cadastro para vacinação, no link: https://abre.ai/cadastro80a84anos. A aplicação será realizada em domicílio, em data agendada, informada após contato da Secretaria de Saúde.

“Neste novo lote o Ministério da Saúde destinou a primeira e segunda dose da Sinovac/Butantan para que possamos complementar a vacinação dos idosos entre 80 a 84 anos. E também vamos dar sequência a vacinação dos trabalhadores da saúde, alinhando os grupos contemplados em conjunto com o Conselho Municipal de Saúde”, destacou a secretária da pasta Catarina Tenório.

A secretaria segue ainda com a vacinação dos trabalhadores de saúde com 60 anos ou mais, além de profissionais que trabalham no modelo de assistência ‘home care’ e aqueles que atuam em laboratórios de análises clínicas. Em seguida, serão contempladas as clínicas de atendimento geral, clínicas e consultórios odontológicos, e farmácias.

Texto: Aquilles Soares - Foto: Thomas Ravelly/Divulgação

Parecer Prévio recomenda rejeição das contas de Agrestina

A Primeira Câmara do TCE emitiu parecer prévio, nessa terça-feira (02), recomendando à Câmara Municipal de Agrestina a rejeição das contas de governo do ex-prefeito Thiago Lucena Nunes, relativas ao exercício financeiro de 2018. A relatoria foi do conselheiro Valdecir Pascoal.

Ao realizar a análise da prestação de contas (n° 19100251-3), a equipe de auditoria do TCE identificou a aplicação de 23,71% da receita na manutenção e desenvolvimento do ensino, o que está em desconformidade com o limite mínimo exigido pela Constituição Federal, que é de 25%.

No voto também foi apontada a omissão de recolhimento de contribuições previdenciárias ao Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) e de contribuições previdenciárias patronais devidas ao Regime Geral de Previdência Social (RGPS), nas quantias de R$ 752.186,23 e R$ 804.377,05, respectivamente.

“As medidas geram um significativo passivo previdenciário e pesados encargos financeiros para a regularização, em afronta aos princípios expressos da administração pública o dever de contribuir para a seguridade social”, destaca o voto.

RECOMENDAÇÕES – Além do parecer pela rejeição das contas, o relator recomendou à Câmara Municipal que determine ao Poder Executivo, entre outros pontos, que atente para o dever de recolher no prazo legal as contribuições previdenciárias ao respectivo regime previdenciário e vincule despesas aos recursos do FUNDEB apenas quando houver recursos financeiros.

Também foi recomendado que a prefeitura envie à Câmara Municipal os projetos de Lei Orçamentária Anual com previsões fundamentadas para receita e despesas, bem como com limite adequado para créditos adicionais, de forma que se constitua efetivamente em instrumento de planejamento e controle.

Por fim, o relator determinou o envio do voto ao Ministério Público das Contas para encaminhamento ao Ministério Público do Estado de Pernambuco e ao Ministério Público Federal, para providências cabíveis. 

O voto foi aprovado por unanimidade, cabendo ainda recurso pelo interessado. Representou o Ministério Público de Contas a procuradora-geral adjunta, Eliana Lapenda.

Fonte: TCE-PE

Miguel Arraes e Antônio de Pádua

Miguel Arraes na Fazenda de Antônio de Pádua em São João, Agreste de Pernambuco.
Foto: André Valença

Sesc tem vagas disponíveis para modalidades esportivas em Garanhuns

O Sesc Garanhuns está com vagas abertas para aulas de três modalidades: natação para crianças e adultos, hidroginástica para adultos, futsal para crianças e musculação. As pessoas que pretendem praticar uma delas podem se inscrever na Central de Relacionamento com o Cliente da unidade, que fica na Rua Manoel Clemente, 136, no Centro da cidade.

A natação infantil é para crianças dos 6 aos 9 anos que podem optar pelas aulas das terças e quintas, das 13h às 14h, ou das quartas e sextas em dois horários: das 8h às 9h ou das 13h às 14h. Já a turma juvenil, direcionada para os adolescentes com idades entre 12 e 17 anos, tem aulas nas quartas e sextas, sempre pela manhã, das 9h às 10h.

As aulas de hidroginástica, que é voltada para o público com idades a partir dos 18 anos, acontecem nas terças e quintas, em três horários: das 9h às 10h, das 10h às 11h e das 18h às 19h. Também há a opção de frequentar as aulas nas quartas e sexta, em dois horários: das 10h às 11h e das 11h às 12h. Matrícula e mensalidades a R$ 80, com desconto de 50% (R$ 40) para os trabalhadores do comércio e dependentes que possuem o Cartão do Sesc atualizado.

O futsal tem duas categorias: sub-10, para o público dos 8 aos 10 anos; e sub-12, dos 10 aos 12 anos. As aulas acontecem nas terças e quintas, das 16h às 17h (sub-10) e das 17h às 18h (sub-12). A matrícula e as mensalidades da natação e do futsal custam R$ 80; os trabalhadores do comércio e seus dependentes com o Cartão do Sesc atualizado têm desconto e pagam R$ 40.

A academia, que possui um dos mais modernos conjuntos de equipamentos da região, é o local das aulas de musculação. O público pode optar pelo plano parcial, de segunda a sexta, das 11h às 15h, que tem preços de matrícula e mensalidades a R$ 120, sendo R$ 60 para os trabalhadores do comércio e dependentes; ou o plano integral, de segunda a sexta, das 6h às 22h. Neste caso, os preços da matrícula e das mensalidades são de R$ 140, com desconto de 50% (R$ 70) para os comerciários e dependentes.

Por causa do Decreto do governador Paulo Câmara com novas medidas restritivas para o combate ao novo coronavírus em todo o Estado, as aulas de futsal infantil ficam suspensas até o dia 17 de março, assim como o horário da academia fica reduzido até às 20h.

Para acompanhar todas as informações sobre o Sesc, acesse www.sescpe.org.br.

Prefeito de Exu questiona TCE sobre pagamento a motoristas de transporte escolar

O Pleno do TCE respondeu, nesta quarta-feira (03), consulta do prefeito do município de Exu, Raimundo Pinto Saraiva Sobrinho, sobre pagamento, em tempos de pandemia, aos microempreendedores individuais responsáveis pelo transporte escolar. O relator foi o conselheiro Marcos Loreto.

Na consulta (n° 20100066-0), o prefeito questionou o TCE sobre a possibilidade de o município que tenha suspendido o serviço de transporte escolar durante a pandemia, por categorizar-se de não essencial, efetuar o pagamento de um percentual do valor mensal do contrato para os Microempreendedores Individuais, responsáveis pelo transporte escolar dos alunos, como forma de garantir a subsistência dos trabalhadores e suas famílias durante o período de paralisação, tendo a obrigação de que tais valores sejam descontados posteriormente quando ocorrer o retorno das atividades.

Em sua resposta, com base em parecer do Ministério Público de Contas de autoria da procuradora-geral adjunta, Eliana Lapenda, o relator respondeu que, primeiramente, a Administração Pública deve realizar análise prévia e individualizada dos custos de cada item do contrato, com a participação das partes envolvidas. E, caso opte pela suspensão do contrato, deverá haver ponderação acerca das exigências quanto às garantias exigidas pela Lei de Licitações e Contratos, respeitando a capacidade de cada contratado.

Todavia, caso haja opção pela revisão contratual, a qual o relator entende como a melhor solução, deve-se promover a modificação das cláusulas então pactuadas, visando adequá-las a um novo regime de execução, procedendo seu consequente reequilíbrio financeiro, possibilitando que os serviços de transporte escolar fiquem à disposição do Poder Público contratante para que sejam retomados de imediato, quando do retorno das aulas presenciais.

O relator ainda explicou que o gestor deve atentar para o estudo de viabilidade da revisão contratual, de modo a evitar comprometimento financeiro. E que a remuneração do contrato, nesse período de transição, deverá se limitar à cobertura dos custos fixos com pessoal como pagamento de salários e recolhimento de encargos sociais e os administrativos (IPVA, DPVAT etc.). Além disso, a remuneração dos motoristas deverá levar em conta a redução da jornada de trabalho, tendo como base a Lei n. 14.020, de 06 de julho de 2020.

Fonte: TCE-PE

"Qual é o lugar do homem? Onde os seus irmãos precisarem dele.”

Madre Teresa de Calcutá.

Boletim Covid-19 – 03/03/2021 | Prefeitura de Garanhuns


A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, informa que foram notificados 10 casos da Covid-19; e mais quatro pessoas estão recuperadas, após cumprir o período de isolamento, e não apresentar mais sintomas da doença. Outros dois casos que se encontravam em investigação pela Vigilância Epidemiológica, junto às unidades notificantes, foram inseridos no sistema de informação.

Até hoje, 4051 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 1593 pessoas foram vacinadas com a segunda dose contra a Covid-19. Além dos grupos que aguardam a segunda dose, a vacinação segue para idosos com 80 a 84 anos, trabalhadores da saúde com 60 anos ou mais, profissionais que trabalham no modelo de assistência ‘home care’, e demais trabalhadores atuantes em laboratórios de análises clínicas.

Ao todo, já foram confirmados 6878 casos da Covid-19 em Garanhuns. Deste total, 124 pessoas vieram a óbito, 6465 estão recuperadas após cumprir o período de isolamento domiciliar e não apresentar mais sintomas; e 117 pessoas que foram confirmadas com a Covid-19 estão em monitoramento. Já foram realizados 11469 testes pela rede municipal.

Atualmente, o município dispõe de 50 leitos clínicos, sendo 32 destes na Unidade de Tratamento Covid-19 e outros 18 na Unidade Covid-19 Palmira Sales. A taxa de ocupação dos leitos municipais encontra-se em 20%.

Câmara Municipal repara erro contra história de Garanhuns

A Câmara Municipal de Garanhuns aprovou na manhã da quarta-feira (03), Projeto de Lei de autoria do vereador Alcindo Correia que corrige a data dos festejos do aniversário da nossa cidade.

O Projeto foi aprovado em primeira votação, por 14 votos favoráveis, ficando oficializado os festejos do aniversário de Garanhuns no dia 4 de fevereiro, inclusive devolvendo a comemoração do Feriado Municipal.

A segunda votação do projeto deverá ser realizada na próxima semana, seguindo para sansão do Prefeito Sivaldo Albino. 


Em 1878, o deputado Provincial Silvino Guilherme de Barros, Barão de Nazaré (foto), visitou a então Vila de Garanhuns, interessando-se pela potencialidade da mesma. Ao retornar a Recife apresentou na Assembleia Provincial um projeto de lei que elevasse Garanhuns de Vila a Cidade. Em 4 de fevereiro de 1879 foi sancionada a Lei n° 1.309, elevando a Vila de Garanhuns a categoria de Cidade. 

"A elevação de Garanhuns à categoria de cidade foi uma conquista, e nunca será apagada da memória célebre deste povo. "

João Marques dos Santos - Escritor, jornalista, autor do Hino de Garanhuns e ex-presidente da Academia de Letras de Garanhuns.

quarta-feira, 3 de março de 2021

HCP faz alerta para o câncer colorretal

Estudos do o Instituto Nacional de Câncer (INCA) apontam que, para cada ano triênio de 2020-2022, devem surgir no Brasil 41 mil novos casos de câncer de colón e reto. Tanto entre homens quanto entre mulheres, com exceção do câncer de pele não melanoma, o câncer de cólon e reto é o segundo tipo mais frequente no país. O  câncer colorretal abrange os tumores que se iniciam no intestino grosso, especificamente nas regiões chamadas de cólon, reto e ânus.

O Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) apoia a campanha Março Azul Marinho, mês de combate e prevenção ao câncer colorretal, e alerta sobre a importância da prevenção contra este tipo de tumor que, se diagnosticado precocemente, apresenta chances de cura. Os sinais de manifestação do câncer colorretal são: dores locais (no abdômen, pélvis ou reto), sangue nas fezes, constipação, diarreia, fezes finas, náusea, obstrução intestinal, anemia, fadiga, perda de apetite, perda de peso, entre outros.

O cirurgião oncológico do HCP, Dr. Mario Rino alerta.  “Pessoas que apresentam doença inflamatória intestinal, como colite ulcerativa e doença de Crohn, com evolução de longa data, têm maiores chances de desenvolver câncer colorretal”.  Outros fatores que contribuem para o aparecimento deste tipo de tumor são o histórico de pólipos adenomatosos – lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso –, o histórico pessoal ou familiar de câncer colorretal – ou seja, pessoas que já tiveram este tipo de câncer, mesmo que tenha sido tratado cirurgicamente, ou que possuem familiares que já foram diagnosticados com a doença.

Outros fatores de risco que podem contribuir para o aparecimento da doença estão obesidade, tabagismo, alcoolismo, sedentarismo e alimentação rica em carnes processadas. Além disso, este tipo de tumor apresenta maior incidência em pessoas de raça negra, de idade acima de 50 anos e em pessoas com síndromes hereditárias. “Cerca de 5% das pessoas que desenvolvem câncer colorretal herdaram mutações genéticas que causam a doença”, ressalta o cirurgião oncológico do HCP, Dr. Mario Rino. 

Sobre o HCP: O Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) é uma instituição privada e sem fins lucrativos, que se dedica ao diagnóstico e tratamento de pacientes oncológicos por meio do Sistema único de Saúde – SUS. Por ser uma instituição filantrópica, o HCP conta com doações contínuas de pessoas físicas e jurídicas para manter a qualidade no atendimento aos pacientes. Esses recursos são utilizados no custeio, na modernização do parque tecnológico e nas instalações físicas do hospital. Além disso, são direcionados para complementar o custo do tratamento dos pacientes. Saiba mais no site: www.hcp.org.br.

Aesga realiza seminário online com tema “Direito e Gênero: Violência e Desafios”


A Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns (Aesga), por meio do Programa de Extensão em Direitos Humanos e Inclusão Social (PROEDHIS), realiza webinário com tema “Direito e Gênero: Violência e Desafios”. O seminário online será nos dias 6 e 8 de março, com inscrições gratuitas. No sábado (6) o horário será das 09h às 11h, enquanto na segunda (8) acontece das 17h às 19h. O link para inscrição é o https://www.even3.com.br/webinarioproedhis . O evento garante 20 horas de carga horária.

"Da ignorância do passado nasce fatalmente a incompreensão do presente."

Marc Bloch.

UFPE lança edital para cursos de graduação a distância com 700 vagas

A Universidade Federal de Pernambuco, através da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) e da Secretaria de Programas de Educação Aberta e Digital (Spread), lançou edital para acesso à graduação na modalidade a distância, em 2020.2, com a oferta dos cursos de Letras/Licenciatura em Língua Portuguesa e Letras/Licenciatura em Língua Espanhola; Licenciatura em Matemática; Licenciatura em Geografia; e Bacharelado em Ciências Contábeis. Ao todo, são oferecidas 700 vagas.

As inscrições serão realizadas exclusivamente através do site da Comissão para o Vestibular/Comissão de Processos Seletivos e Treinamentos (Covest-Copset), das 14h de amanhã (3) às 16h do dia 10 de março de 2021, não sendo permitida a inscrição para mais de um curso, mais de um polo, ou para um mesmo curso em polos diversos.

Constituem-se Polos de Apoio Presencial os municípios de Afrânio, Carpina, Caruaru, Gravatá, Limoeiro, Ouricuri, Palmares, Pesqueira, Petrolina, Recife, Salgueiro, Santa Cruz do Capibaribe, Surubim, Tabira e Vitória de Santo Antão, todos do Estado de Pernambuco, sendo expressamente vedada a mudança de polo de apoio.

A seleção dos candidatos para um dos cursos indicados no edital se fará exclusivamente pelo melhor resultado das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em uma das três últimas edições (2017 a 2019), indicado pelo candidato quando da sua inscrição, atendidas as reservas de vagas previstas no Anexo I. O resultado será divulgado no dia 16 deste mês.

Não será admitida a matrícula de candidato que seja vinculado a outro curso oferecido pela UFPE ou a outra instituição pública de ensino superior, salvo formal e expressa declaração de desistência do vínculo anterior.

Inscrições e outras informações:

https://www.covest.com.br/ead20202/

Garanhuns perde Zezé, ex-goleiro e treinador da AGA e do Sete de Setembro

O desporto garanhuense perdeu na tarde de ontem, dia 2, um dos seus principais ícones. Faleceu no Hospital Monte Sinai, por complicações cardíacas, José Alexandre da Silva Filho, o popular Zezé, ex-goleiro da AGA e treinador de goleiros do Sete de Setembro.

Com seu jeito simples e personalidade forte, Zezé integrou diversas equipes amadores e se destacou profissionalmente, também, como treinador de goleiros nos Clubes Garanhuenses. Funcionário Público Municipal, atuou no Parque Euclides Dourado por vários anos, tanto treinando goleiros, quanto ministrando atividades para grupos de Idosos. Ele também se destacou no extinto programa Prefeitura Presente, ação desenvolvida entre os anos de 2009 e 2012, aqui em Garanhuns, que atendia centenas de crianças e adolescentes do Município.

Fonte: Blog do Carlos Eugênio

Nota informativa – Funcionamento das feiras livres em Garanhuns


A Prefeitura de Garanhuns, por meio da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Pecuária informa que as feiras livres no município funcionarão regularmente, com exceção do próximo sábado (06), em virtude do feriado estadual da Data Magna de Pernambuco. Desta forma, todas as feiras previstas para acontecer na data, serão antecipadas para a sexta-feira (05).

Em relação às novas medidas restritivas, anunciadas ontem (01), pelo Governo do Estado, a pasta ressalta ainda que as feiras serão mantidas, como forma de manter abastecimento regular da população de Garanhuns, respeitando todos os protocolos de prevenção da Covid-19.

O Mercado 18 de agosto também estará aberto aos sábados, das 06h às 16h, restringindo seu funcionamento aos setores onde são comercializados carnes e produtos de hortifrúti e cereais.

Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Pecuária

Secult-PE/Fundarpe abre inscrições para XVI Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco

Reconhecer e apoiar mestres, mestras e grupos da cultura tradicional e popular de Pernambuco, o valor do seu legado e sua contribuição para a transmissão desses conhecimentos para pessoas de gerações mais novas, a fim de que mantenham os saberes e fazeres dos mais antigos. Este é o objetivo do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco (RPV-PE), criado pelo Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Cultura (Secult-PE) e da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), e que chega em 2021 à sua 16ª edição.

Uma das novidades deste ano é que as inscrições poderão ser feitas pela internet, exclusivamente pela plataforma Prosas entre os dias 16 e 30 de abril de 2021. Clique AQUI e confira o formulário de inscrição.

Ordenação Sacerdotal de Dom Expedito Lopes

Dom Expedito como capelão do Colégio Sant'Ana, na cidade de Sobral - CE,
fundador e assistente da Ação Católica - JEC. Foto: Dom Expedito, Dom José
Tupinambá da Frota, Superiora celeste Fracassini e grupo de alunas jecistas.

Francisco Expedito, antes de concluir seus estudos teológicos na Universidade Gregoriana, foi ordenado Sacerdote, em Roma, em 30 de outubro de 1938, com 24 anos de idade e no dia seguinte, celebrou a Primeira Missa na Catacumba de São Calisto, em Roma.

Após a ordenação continuou os estudos doutorando-se em Direito Canônico, pela Pontifícia Universidade Gregoriana de  Roma, em julho de 1941.

Ordenado Sacerdote e com os estudos teológicos concluídos, voltou para Sobral - Ceará, o "Neo-Sacerdote Padre Francisco Lopes", em 2 de outubro de 1941, com 27 anos, no pastoreio de Dom José Tupinambá da Frota.

A família, que havia ficado em Sobral, esperava com  profunda fé. Nem entendia por que estudar em Roma, tão longe, por tanto tempo, se tantos outros padres já se tinham ordenado estudando apenas em Fortaleza - CE. Quem tinha estudado em  Roma era Dom José Tupinambá da Frota, mas este era um Conde, era de família muito rica. Os pais tinham recursos para formar todos os filhos fora do país. Mas... "Expedito, por que seria? Será que ia ser bispo também? Só Deus sabia."

Sabe-se também que ele veio de navio e que aportou no Rio de Janeiro. Prossegui viagem passando em Salvador. Lá o Bispo o convidou para ficar trabalhando na Arquidiocese. Naquele tempo já era Arcebispo Dom Augusto Álvaro da Silva. Mas o Padre Expedito disse a ele que tinha obrigações com a Diocese de Sobral. Devia trabalhar lá pelo menos 10 anos porque estudara por conta da  Obra das Vocações Sacerdotais.

Fonte: Dom Francisco Expedito Lopes - Bispo Mártir de Garanhuns / Irmãs Cândida Araújo Corrêa, Maria Mirtes de Araújo Corrêa e Terezinha Araújo Corrêa.

Lei da Evolução

A legislação positiva de um povo é aquela que se encontra em vigor em determinada época, dentro de  algum espaço geográfico. No tempo e no espaço, rege determinada nação. Seria de todo ilógico, a qualquer espiritualista, independentemente de sua denominação religiosa ou filosófica, deixar da acolher a presença de princípios superiores à legislação positiva. Nisso existe a aceitação de uma lei natural, embasando os sistemas normativos dos povos e as condições humanas.

Muitos negam a existência desse Direito Natural, sustentando a vigência isolada e única de um Direito Natural, sustentando a vigência isolada e única de um Direito Positivo, cuja fonte suprema é a lei escrita. Outros juristas, firmados em postulados materialistas, mesmo quando aceitando a existência de um jusnaturalismo (Direito Natural), negam que estejam fundamentados em princípios transcendentais.

Os que entendem estarem essas regras inscritas na ordem natural das coisas, na evolução do próprio homem e do mundo, ou na consciência de cada um, nessa posição, querendo excluir qualquer outro entendimento, enunciam somente meia verdade. Existe uma diretriz presente a todas as ordens, quer esteja esse comando nas coisas, na natureza, no mundo ou no homem. Há uma  semente escondida dentro de todas as fontes, plasmando formas, destinos. Em tudo, algo superior e invisível, como razão, esteio de todas as visibilidades. A própria matéria se sustenta em átomos que não vemos. A luz, em partículas infinitesimais  (fótons), que se escondem aos nossos sentidos, fornecendo, porém, luminosidade aos ambientes, desafia a visão apenas física. As células organizam os corpos vivos e, para elas, também somos cegos. A ciência, contudo, detecta por instrumentos de precisão essa realidade microscópica e, segundo seus  ensinamentos, sabemos da existência real de um mundo que se esconde por trás de todas as realidades.

A filosofia cartesiana, num pequeno enunciado de sabedoria, chama a atenção da criatura para outra realidade mais profunda, quando anuncia o famoso "Cogito ergo sum" (Penso, logo existo). É como se Descartes tivesse aí afirmado: eu penso; não é o meu corpo que  pensa, mas é algo que pensa por mim. Então, o meu  cérebro nada mais é senão um instrumento de ação, utilizado por uma força, comandado por um poder energético, dirigindo meu pensamento, tangendo meus sentimentos. Essa voz de comando, motor a acionar a vida do  homem, é o seu Espírito. À medida que penetramos no  conhecimento espiritual da vida, mais percebemos essa realidade visível e invisível.

Sempre se falou de uma alma ou Espírito das coisas. Com isso, quer-se traduzir um poder de evolução, de crescimento, que se adentra em tudo quanto existe. Essa energia imanente a transcendente ao todo existente, demonstrando uma inteligência superior a tudo e a todos, é a  razão espiritual do próprio universo. É Deus. O imenso apóstolo dos gentios (Paulo de Tarso) falou dessa fonte de todas as fontes, quando afirmou que tudo e todos existimos e nos movemos em Deus. Nessas palavras, explicitou a lei de imanência e de transcendência como regra suprema e universal.

Se a Suprema Lei, Princípio Único causa  causarum, é a presença invisível de todas as ordens, seu poder se manifesta com evidência superlativa no próprio homem. Entretanto, urge a reforma individual da criatura humana, porque, se adentrados estamos todos na imanência divina, ainda rastejamos nos aspectos de sua transcendência. A superficialidade do saber reside na expressão neurocerebral que todos somos. O real conhecimento é  de natureza espiritual. Ainda parodiando o ensino filosófico cartesiano, diríamos: o corpo é apenas um instrumento pelo qual percebe o Espírito. João, o Evangelista, na sua "divina epopeia", remataria: "O Espírito é o que vivifica; a carne para nada aproveita; as palavras que eu  vos dito são Espírito e são vida".

Dr. Aurélio Muniz Freire / Jurista e escritor / Garanhuns 2010.